A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

928: O mais puro Porsche

“The dwarves of yore made mighty spells While hammers fell like ringing bells In places deep, where dark things sleep In hollow halls beneath the fells” Quando se conta a história do Porsche 928, todo mundo lembra do básico. A Porsche lança o carro com V8 dianteiro para substituir o 911, ele fracassa, o 911 ganha sobrevida e eventualmente imortalidade. Porsche errou porque um Porsche de verdade tem motor traseiro contraposto. End of story. O 911 é o Porsche real, um símbolo do que a empresa significa, o começo e o fim, o alfa e o ômega. Todo resto são apenas distrações necessárias ou caça-níqueis. A Porsche é a empresa do 911 e pronto. Esta é a sabedoria popular, o que se aceita hoje em dia como fato. O primeiro 911 morreu em 1997, mas outro apareceu, diferente, se esforçando ao máximo para manter a fórmula original. Tem sido assim desde então, carros novos de tempos em tempos, mas ainda se mantendo estritamente na fórmula de 1965. A quase 60 anos o ciclo se renova e

Matérias relacionadas

Harley-Davidson XR-750: o ponto fora da curva

Dalmo Hernandes

A história do belo e sonoro motor Alfa Romeo V6 Busso

Dalmo Hernandes

A história dos Porsche quatro-em-linha – Parte 1: o 924 e o 944

Marco Antônio Oliveira