A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

Bimota: a história das motos fora-de-série que quebraram paradigmas – parte 2

Há alguns dias, começamos a contar a história de uma fabricante de motos – algo diferente do que pensamos em fazer aqui. Não foi por acaso que escolhemos a Bimota para ser a primeira a ter sua trajetória contada no FlatOut: a empresa italiana que surgiu nas pistas desenvolveu sua própria maneira de fazer motocicletas. Para começar, dá para comparar seu modo de produção com o das companhias que faziam carros "fora de série" no Brasil de meados dos anos 70 e 80: a partir de conjuntos mecânicos de outras fabricantes, eles construíam seus próprios chassis, instalavam carenagens de fibra de vidro e criavam motos com outros nomes e personalidade própria. Por mais que fosse apenas o "ta" da Bimota, Massimo Tamburini era o principal membro da companhia. Foi dele a ideia de transformar a fabricante de peças de ar-condicionado fundada por ele, mais os amigos Valerio Bianchi, Giuseppe Morri. Os três concordavam com a ideia de que motos japonesas eram boas de motor e de design, porém ru

Matérias relacionadas

Hyundai i30 N: será que o primeiro hot hatch da marca cumpre o que promete?

Dalmo Hernandes

A origem do motor Twin-Cam

Marco Antônio Oliveira

Um Punto T-Jet de 260 cv, o irmão chique do Mustang, um Monza S/R venezuelano e as novidades do GT40

Dalmo Hernandes