A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

BMW 540i Touring E39 à venda: que tal uma perua alemã com motor V8 de 286 cv?

O título de “Ultimate Driving Machine” é orgulhosamente adotado pela BMW e quase sempre é bem justificado. Peruas são legais. Tendo em vista estas duas afirmações, do ponto de vista do FlatOut, o quão interessante é um 540i Touring E39 muito bem conservado à venda? Resposta: bastante.

A geração E39 do BMW Série 5 é, sem dúvida uma das favoritas dos fãs da marca bávara — em boa parte, graças à combinação de visual esbelto e bons motores. A E39 pode ser encarada como a última geração “old school” do Série 5 — as seguintes ficaram maiores, mais pesadas e mais tecnologicamente avançadas (e mais potentes, claro), mas a E39 tem um equilíbrio perfeito.

540i-achados (2)-editada

Produzido entre 1995 e 2004, o Série 5 E39 foi equipado com motores de seis cilindros em linha e V8. O mais potente deles (sem contar o M5, claro) era o 540i, equipado com um V8 de 4,4 litros, 286 cv a 5.400 rpm e 44,9 mkgf de torque a 3.600 rpm todo feito de alumínio.

A partir de 1999, a potência subiu para 295 cv e o torque para 46,9 mkgf, com a aceleração de zero a 100 km/h em 5,4 e 5,6 segundos (manual e automático, respectivamente). Mais potente que isso, só o M5 E39, com seu V8 de 4,9 litros com corpos de borboleta individuais, comandos variáveis nas válvulas de admissão e escape e 400 cv.

540i-achados (1)

A 540i Touring 1998 prata das fotos está anunciada no site de classificados Autocarro. Trata-se de um exemplar de 1998, o que significa que seu V8 ainda não havia recebido o aumento de potência. Contudo, isto não nos incomoda nem um pouco:  os 286 cv ainda são suficientes  para acelar de 0 a 100 km/h em seis segundos quando equipado com câmbio manual (Getrag, seis marchas) e 6,3 segundos com câmbio automático Steptronic de cinco marchas.

No caso deste carro o câmbio é automático, mas não deve comprometer a experiência — especialmente na estrada, com o V8 torcudo ditando o ritmo à frente.

540i-achados

Quanto ao estado de conservação, este é dos melhores: todos os itens de acabamento, externo e interno, parecem estar no lugar, e o carro aparenta conservar muito de sua originalidade — com ressalvas para o teto preto brilhante (que pode ter sido pintado ou envelopado) e para as lanternas traseiras com extensões adesivas (que o dono garante serem de fácil remoção). As rodas, aparentemente, vieram do do M3 E46.

Agora, quanto custa? R$ 36 mil — valor que está bem no meio da faixa de preço que costumam custar os 540i E39: de R$ 28 mil a R$ 40 mil. A julgar pelo estado de conservação, é um preço justo. Contudo, o que faz desse carro um achado é o fato de ele ser um Touring, pois a maioria esmagadora dos exemplares à venda é de sedãs. Se você quer viajar com espaço extra para as malas — ou só gosta de peruas rápidas de tração traseira —, este pode ser o carro para você. Que tal?

540i-achados (3)-editada540i-achados (4)-editada 540i-achados (6)

[ via Autocarro/Sugestão de Guilherme Stat ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

 

 

Matérias relacionadas

Este Lancer Evo X pouco rodado e preparado para entregar 420 cv está à venda

Dalmo Hernandes

Se você sempre quis um Fusca com motor boxer Subaru, esta é a sua chance

Dalmo Hernandes

Este raríssimo Chevrolet Chevette País Tropical está à venda!

Dalmo Hernandes