A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

Como as marcas britânicas desapareceram do mapa – ou acabaram vendidas a estrangeiros

Já reparou que boa parte das grandes marcas de automóveis britânicas não existe mais? Apesar de terem construído alguns dos maiores ícones automobilísticos do Século 20, marcas como Austin, Rover, Triumph, Morris, Jensen, AC, Daimler e Hillman já não existem mais há décadas. Tudo o que restou no território governado pela Rainha Elizabeth foram fabricantes artesanais de baixo volume. O resto desapareceu ou foi parar nas mãos de investidores estrangeiros como as icônicas Jaguar, Land Rover e Aston Martin. É um caso espantoso e possivelmente único na história do automóvel — especialmente se considerarmos que havia mais de 30 fabricantes no Reino Unido após o fim da Segunda Guerra e que uma delas chegou a ser a quarta maior fabricante do planeta antes de se tornar a famosa British Leyland, também classificada como quarta maior fabricante de automóveis de sua época. Agora.. como uma empresa com tama

Matérias relacionadas

Três homens e um só nome: quais foram as criações de cada Ferdinand Porsche?

Leonardo Contesini

O que acontece com seu carro quando você passa por um buraco na pista

Leonardo Contesini

Contran proíbe radares escondidos, Vettel na Aston Martin em 2021, o novo BMW M4 GTS e mais!

Leonardo Contesini e Dalmo Hernandes