A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Esta Chevrolet Caravan 1980 é uma sobrevivente – e está à venda

Se você quer uma perua brasileira zero-quilômetro, too bad: a última delas, a Palio Weekend (apenas “Weekend” há alguns anos) deixou de ser fabricada neste mês – 23 anos depois do lançamento, quando as peruas eram muito populares no Brasil, e todas as grandes fabricantes tinham a sua. Bons tempos.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Agora, se você é do tipo que enxerga o lado bom das coisas, certamente vai considerar a compra de uma perua usada, ou mesmo de uma perua clássica. Como esta Chevrolet Caravan 1980 que é uma verdadeira sobrevivente, com diversos itens originais e algumas interessantes modificações de época. Ela está anunciada no GT40, como de costume – e tem potencial, a nosso ver, para ser seu novo carro antigo.

É interessante o fato de ser um exemplar fabricado em 1980, ano em que foi realizado o facelift mais radical da família Opala. Embora a silhueta, a área envidraçada e a maior parte dos painéis da carroceria fossem praticamente os mesmos, o estilo da dianteira e da traseira mudou o suficiente para atualizar o cupê e a perua para a nova década, com estilo mais limpo e retilíneo – faróis e piscas retangulares, lanternas maiores e para-choques mais volumosos, ainda em chapa de metal.

Curiosamente, o interior do Opala e da Caravan em 1980 ainda era igual ao que se via no ano anterior – foi só em 1981 que a Chevrolet introduziu o painel “quadrado” que acompanhou o carro até o fim de sua linha.

O exemplar anunciado no GT40 é uma Caravan Comodoro, versão intermediária da linha (acima do modelo básico, ou Standard, e abaixo do Diplomata e do SS). O carro pertence a Marcos Sabei, de Garibaldi (RS), e ele diz que cuida muito bem do carro, com o intuito de preservar suas características originais – uma das razões para o carro jamais ter sido restaurado.

A pintura dourada, por exemplo, é de fábrica – nota-se algumas imperfeições (riscos, queimaduras e outros pormenores), naturalmente, mas isto não surpreende em um carro que completa 40 anos em 2020. Outro ponto interessante: o interior marrom, que também traz revestimentos originais nas portas, bancos, carpete e teto – todos em bom estado; e os itens de acabamento todos em seus devidos lugares.

E há, ainda, os acessórios de época, como o volante Walrod SS, que cai como uma luva com o painel de 1980; rádio toca-fitas com equalizador Tojo (coqueluche da época, para usar um termo adequado); bagageiro de metal no teto e rodas Cruz-de-Malta.

Marcos diz que o conjunto mecânico está em ordem e revisado – no caso, estamos falando do motor quatro-cilindros de 2,5 litros a gasolina, com tuchos hidráulicos e carburador. Ele entregava, em 1980, 90 cv a 4.500 rpm e 18 kgfm de torque a baixas 2.800 rpm e era acoplado a uma caixa manual de quatro marchas.

A Caravan também está com quatro pneus novos e, de acordo com seu proprietário, está estruturalmente íntegra, sem danos ao assoalho e às longarinas. Existem alguns pontos de corrosão visíveis, porém são superficiais.

Considerando o preço pedido, julgamos esta Caravan Comodoro bastante interessante – ela pode ser uma boa base para uma restauração nos padrões de fábrica, mas também pode ser mantida como está: em boas condições de funcionamento e exibindo orgulhosamente as marcas de um carro que não passou a vida trancado em uma garagem.

Se você ficou a fim de levar esta perua para casa, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do dono.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Chevrolet Ipanema: por R$ 8.500, salve uma perua robusta, bem conservada e barata

Dalmo Hernandes

Dose tripla: um Alfa Romeo e dois BMW clássicos da década de 1970 são os Achados Meio Perdidos de hoje!

Dalmo Hernandes

Este Ford Focus é um projeto pronto de track day e está à venda!

Dalmo Hernandes