A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Esta pode ser sua chance de comprar um Passat GTS Pointer

O Passat foi um divisor de águas para a Volkswagen, no Brasil e no mundo. E justamente por causa do motor de arrefecimento líquido na dianteira – praticamente o oposto de tudo o que a Volks vinha fazendo até então. Ao aproveitar a base do Audi 80, o Passat trazia à linha da VW conforto, desempenho e refinamento acima de qualquer um de seus modelos refrigerados a ar. Assim, apesar da desconfiança inicial – tanto do público quanto de algumas pessoas dentro da própria fabricante – o Passat mostrou qual seria o caminho traçado pela Volkswagen a partir dali.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

E isto não aconteceu só na Europa, onde os primeiros VW Golf e Scirocco, por exemplo, foram diretamente influenciados pelo Passat.  No Brasil, onde foi lançado em 1974 – só um ano depois de sua estreia na Europa – o Passat causou a mesma reação desconfiada, mas não demorou para que também se tornasse referência. Na verdade, por aqui o Passat de primeira geração viveu mais que na Europa: só deixou de ser fabricado em 1988 e conviveu com a segunda geração (nossos Santana e Quantum) por alguns anos. E ainda era um carro atual.

Nosso Achado meio Perdido de hoje não é apenas um Passat de primeira geração, mas também é sua melhor e mais cobiçada versão: um GTS Pointer fabricado em 1986, o primeiro com motor AP 1.8 – o mesmo do Gol GT, com bielas mais longas (garantindo funcionamento mais suave) e mais potência. O carro está anunciado no GT40 por um preço bem interessante, considerando o momento do mercado, e pode ser um excelente clássico para curtir aos fins de semana.

O motor tem, declarados, 99 cv e 14,9 kgfm de torque – porém, por questões tributárias, o número anunciado era um pouco menor que o real: na prática, o GTS Pointer tinha mais de 100 cv. Com câmbio de cinco marchas, ia de zero a 100 km/h em 10,9 segundos, com máxima de 170 km/h.

 

O carro anunciado no GT40 pertence a Felipe Franco, de São Caetano do Sul, no ABC paulista. Felipe diz que o carro está muito bem conservado e tem alto nível de originalidade – tanto que possui certificado e placa Mercosul de colecionador (com letras e números em cinza).

Estrutura e carroceria estão em ótimo estado, bem como a pintura Cinza Prata e todos os detalhes de acabamento – incluindo peças difíceis de encontrar, como os borrachões laterais, os frisos vermelhos e as faixas laterais. Por dentro é a mesma coisa: todos os itens de acabamento estão presentes e com bom aspecto, revestimentos dos bancos e forração das portas têm a padronagem correta e não apresentam sinais de desgaste, e todos os equipamentos funcionam – incluindo o ar-condicionado.

Segundo Felipe, o motor do Passat já foi retificado antes de o carro passar para suas mãos, e rodou 1.800 km desde o serviço. Além disso, nos últimos seis meses, foram realizados diversos serviços de manutenção: regulagem e limpeza do carburador, troca de elementos como correia dentada, juntas, tuchos, coxim frontal e embreagem. O sistema de arrefecimento foi revisado, os flexíveis dos freios são novos e toda a elétrica passou por uma revisão completa, com a instalação de uma chave geral.

O dono observa que, mesmo em um carro bem conservado como este, sempre há oportunidades para melhorar. Trata-se, porém, de um belo ponto de partida para um Passat GTS perfeito, impecável. Se você ficou interessado, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

 

Leia também

Passat GTS Pointer: tudo o que você precisa saber antes de comprar

Matérias relacionadas

Um raríssimo Citroën BX GTI 16S com apenas 18.000 km rodados à venda no Brasil

Dalmo Hernandes

Por R$ 48 mil, este Opala V8 350 é um verdadeiro muscle car

Dalmo Hernandes

Lembra daquele kart com motor AP turbo de 270 cv? Ele pode ser seu!

Dalmo Hernandes