A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Garagem do Bellote

Este BMW M5 E39 é prova que um BMW M pode ser um belo sleeper

O que define um carro esportivo? Suspensão, motor forte, comportamento dinâmico? Sem dúvida esses três itens definem um modelo dentro dessa categoria e, mais do que isso, são diferenciais que o possível comprador levará em conta na hora de levar um deles pra garagem.

E nesse ponto os modelos especiais da divisão M sempre chamaram minha atenção de maneira especial. Hoje vou falar do BMW M5, que tem um temperamento nervoso e ao mesmo tempo pode ser um belo sedã discreto e elegante para os passeios de final de semana.

Talvez a coisa mais sedutora seja essa mesmo. No finado Jalopnik publiquei uma matéria com um comparativo entre as gerações E34 e a F10. Na ocasião pudemos notar as diferenças entre as duas, especialmente em relação ao tamanho e tecnologia embarcada. Para quem busca o estilo old school, a E34 serve como uma luva.

M5 03

Mas hoje falarei sobre a E39, uma geração marcante e que entrou para minha lista pessoal de dez carros mais divertidos de guiar. O modelo chega a ser discreto, com exceção das rodas raiadas e as saídas duplas de escapamento. Isso até girar a chave e ouvir o ronco grave do propulsor em funcionamento.

 

Sob o capô encontramos o belo S62 V8 aspirado, com 4,9 litros e 400 cv a altíssimas 6.600 rpm. No M5 o V8 recebeu maior compressão, além de pistões e bielas forjados para resistir à produção de 51 mkgf de torque. Fechando o conjunto algo que vale a pena em cada segundo ao volante: a transmissão Getrag manual de seis marchas, com alavanca na altura certa para arrancar sorrisos do motorista a cada cambiada.

M5 04

Basta pisar de leve no acelerador para ouvir o ronco metálico ecoando pelas ruas. Realmente divertido. A embreagem não é pesada — ao contrário do M3 — e o conta-giros parece não ter fim. O pedal é bem sensível, o que garante a possibilidade de punta tacco sem muitos problemas. Hoje em dia temos os aceleradores eletrônicos que atrapalham a manobra em alguns modelos.

A suspensão Multilink de alumínio trabalha com perfeição, assim como os discos de freio de 34o mm. Este BMW M5 também é a primeira geração com controle de tração de série para ajudar o diferencial de deslizamento limitado.

M5 02

Como nenhuma matéria fica completa sem eles, vamos aos dados técnicos: 0 a 100 km/h em 5,3 segundos e velocidade máxima de 300 km/h. Nada mal. E no conjunto ainda temos assentos esportivos e algumas comodidades como ar-condicionado e sistema de áudio de primeira linha. E como vocês versão no vídeo, não deu pra esconder a minha cara de felicidade.

Matérias relacionadas

O Toyota 2000GT com motor de Supra da Rocky Auto é provavelmente a réplica mais fodástica do mundo

Dalmo Hernandes

Lendas do WRC: Ford Sierra e Escort RS Cosworth, os carros de rali que quase deram certo

Dalmo Hernandes

Hot rod-ster: quando a BMW colocou um motor V12 no pequeno Z3

Dalmo Hernandes