FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Chevrolet Monza S/R 1.8 recém restaurado pode ser seu


Se você quer comprar um carro antigo para restaurar, é preciso ter cuidado – por mais que você pretenda refazer tudo, uma estrutura íntegra é essencial. E, se a intenção é uma restauração fiel à originalidade do carro, prepare-se para garimpar bastante e para desembolsar uma boa quantia em peças e mão de obra. Não é todo mundo que tem coragem, disposição – e, claro, grana e tempo livre  – para uma empreitada como esta.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, participação no nosso grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!). Exponha ou anuncie até sete carros no GT40 e ainda ganhe descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura básico. Acesse todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de poder expor ou anunciar até três carros no GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Por isso, às vezes o melhor a fazer é comprar um antigo já restaurado. O que também pode ser difícil: cada vendedor pode cobrar o preço que achar justo, e o problema é de quem está a fim de comprar.

Isto tudo dito, nosso Achado meio Perdido de hoje pode ser uma boa opção: trata-se de um Chevrolet Monsa S/R 1.8 completamente restaurado que, segundo seu proprietário, só rodou 1.600 km desde que o serviço foi concluído. E ele não está custando uma fortuna, considerando que todo o trabalho já foi feito.

O Monza S/R foi a aposta da Chevrolet no lado mais esportivo do Monza, aproveitando o perfil arrojado do hatchback (que, lembramos, foi a primeira versão de carroceria do Monza, lançada em 1982 – o sedã só veio no ano seguinte). Lançado em setembro de 1985, já como modelo 1986, o S/R vinha com o mesmo motor 1.8 das outras versões, porém com dupla carburação – o que lhe garantia 106 cv e 15,6 kgfm de torque, enquanto o modelo “comum” tinha 96 cv e 15,1 kgfm de torque. Além disso, o S/R tinha acerto de suspensão (MacPherson na frente e eixo de torção atrás) mais firme. O Monza S/R 1.8 era capaz de ir de zero a 100 km/h em 12,1 segundos, com máxima de pouco mais de 170 km/h.

Isto sem falar nos toques estéticos exclusivos, como as rodas de 14 polegadas, os frisos vermelhos nos para-choques e borrachões, os spoilers traseiro e frontal e os faróis auxiliares. Por dentro havia belos bancos Recaro com revestimento exclusivo e ajustes lombar e de assento, além de um volante com o logo “S/R” no botão da buzina, painel com conta-giros e vidros elétricos.

O exemplar anunciado no GT40 pertence a Guilherme Kamchem, de Curitiba (PR), que fez questão de reproduzir ao máximo as características originais do S/R – incluindo, por exemplo, o padrão original no revestimento dos bancos, bastante difícil de encontrar. O painel inclui até um rádio toca-fitas de época.

Todos os componentes usados são novos e originais ou NOS (new old stock), com exceção do sistema de direção hidráulica por questões de confiabilidade. Isto inclui também o motor, que foi todo refeito e, como já dissemos, rodou apenas 1.600 km após o término da restauração. Os pneus são novos, e toda a mecânica está em ordem.

Guilherme diz que o carro acompanha todos os manuais e chave reserva – o tipo de coisa que não tem aplicação prática, mas tem seu valor no mercado de clássicos. Isto posto, considerando a qualidade da restauração e o bom estado geral do carro, seria uma pena se o S/R ficasse guardado em uma garagem climatizada. Ele pode não ser o esportivo mais veloz da década de 1980, mas tem tudo para ser um excelente brinquedo para passeios no fim de semana.

Se você gostou da ideia, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do dono.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora