A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Fiat Tempra do último ano está conservadíssimo – e à venda

O Fiat Tempra foi a primeira tentativa de um sedã médio da Fiat no Brasil. Arrojado, potente e bem equipado, ele era um carro de pegada totalmente diferente dos outros modelos da marca – cuja reputação, em grande parte, foi construída com ótimos carros compactos. Embora sua existência em nosso mercado tenha sido relativamente curta, o Tempra conquistou muitos admiradores.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até três carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Se você é um deles, talvez queira dar uma olhada no nosso Achado meio Perdido de hoje: um Fiat Tempra do último ano de fabricação, conservadíssimo e sem modificações – e anunciado no GT40, como de costume.

O Fiat Tempra foi lançado no Brasil em 1991, um ano depois de sua estreia na Europa, e tinha uma missão importante: encarar rivais como o VW Santana, o Ford Versailles e o Chevrolet Monza. De cara ficava evidente seu projeto mais moderno, com uma carroceria aerodinâmica (seu coeficiente de arrasto era apenas 0,28), traseira curta e elevada e dianteira inclinada. O interior era bastante espaçoso e confortável, e o sistema de suspensão independente MacPherson nas quatro rodas garantia boa dinâmica. Apenas o motor, um 2.0 8v com comando duplo no cabeçote (mas não multiválvulas) e 99 cv, sofria um pouco para mover os 1.250 do sedã com desenvoltura.

 

Este problema que foi resolvido nos anos seguintes com a adoção do motor 2.0 16v de 127 cv em 1993, e com a chegada do Tempra Turbo e seu 2.0 8v de 165 cv no ano seguinte. Este foi o primeiro sedã nacional com motor sobrealimentado, e um dos carros mais rápidos do Brasil em sua época – chegava aos 100 km/h em 9,8 segundos e seguia acelerando até os 202 km/h.

O Tempra passou por algumas reestilizações ao longo dos anos – em 1995 foi adotado um novo interior, com formas mais arredondadas e modernas; e no ano seguinte uma nova frente, com faróis de perfil baixo e rodas de 15 polegadas nas versões mais caras. Em 1998, uma nova atualização dava ao Tempra novos para-choques, sendo que o dianteiro trazia a grade integrada – uma tentativa de modernizar o visual do sedã. Foi uma decisão estilística polêmica, bem com a adoção dos revestimentos de porta mais simples do Fiat Tipo.

 

Agora, apesar da recepção morna, a linha 1998/99 do Fiat Tempra hoje em dia tem potencial para valoziração – são unidades raras de se encontrar, e também estão entre os Tempra que menos sofreram nas mãos de donos negligentes que pagaram barato em um carro que já foi caro.

O exemplar anunciado no GT40, por exemplo, tem apenas 72.520 km rodados e, segundo seu anunciante, está em excelentes condições. Ele diz pintura Verde Sierra jamais foi refeita, exceto por alguns retoques nos para-choques, e que os borrachões não estão ressecados. O interior está nas mesmas condições, e todos os itens de acabamento estão presentes e em bom estado. O vendedor também afirma que a mecânica está totalmente em dia – “como zero-quilômetro”.

O motor é o 2.0 turbo de 127 cv que, de acordo com os dados de fábrica, é suficiente para levar o Tempra de zero a 100 km/h em 11 segundos, com máxima de 198 km/h – desempenho que não faz feio, considerando que este carro já tem seus 22 anos de idade.

Embora não possamos prever o futuro, existem boas chances de este carro ser valorizado no futuro e integrar uma coleção – por um investimento relativamente baixo, diga-se. Se você ficou interessado, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os dados do vendedor.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Um VW Gol Plus 1986 com motor 1.8 e acabamento monocromático à venda

Dalmo Hernandes

Isto é uma perua Audi S2 Avant de 400 cv – e ela pode ser sua!

Dalmo Hernandes

Um raro e bem cuidado Gol Copa 1982 é nosso Achado meio Perdido de hoje

Dalmo Hernandes