FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Karmann Ghia inspirado nas pistas pode ser seu novo esportivo brasileiro antigo


O Volkswagen Karmann Ghia é, sem dúvida, um grande ícone da fabricante alemã, e fez história ao mostrar que um esportivo derivado do Fusca podia ser elegante e, desde que se colocasse uma boa dose de pimenta no motor, também muito bom de guiar. Uma prova disso são os Karmann Ghia de competição do passado, como os da famosa equipe Dacon, que correram no Brasil na década de 1970 — e inspiraram nosso Achado Meio Perdido de hoje.

Uma réplica dos Karmann Ghia Dacon já apareceu nesta mesmíssima seção há pouco mais de dois anos e, na época, aproveitamos para contar a história da famosa equipe de corridas. Em  1964, Paulo Goulart, dono da revenda Volkswagen Dacon, levou um Karmann Ghia com motor 1.600 de Porsche 356 C para competir nas 1000 Milhas da Guanabara. O carro, com Chico Landi ao volante, venceu a prova e inspirou o empresário a criar um braço de esporte a motor com o nome de sua concessionária – a Dacon Competições.

kg-achado (9)

Representando oficialmente a Porsche no Brasil, a Dacon possibilitava a Goulart realizar certas extravagâncias — como instalar mecânica Porsche nos modelos da Volks. Assim, não demorou para que quatro Karmann Ghia de competição equipados com os boxer da Porsche fossem montados — dois com motor quatro cilindros 1.6 de 120 cv, e dois com motor seis cilindros 2.0 de 200 cv. Os carros venceram cinco das dez corridas em que participaram nos anos seguintes e, entre os pilotos, tiveram nomes como Wilson Fittipaldi, José Carlos Pace e Anísio Campos.

Com este passado glorioso, o nosso colega Adriano Griecco (que já apareceu no primeiro “Achados” do ano com um trio de clássicos europeus) decidiu preparar um Karmann Ghia inspirado naqueles que competiram pela Dacon. Foi assim que este exemplar 1971 ganhou a cara invocada que tem hoje, complementada por uma boa preparação mecânica à moda antiga.

kg-achado (7)

Griecco comprou este Karmann Ghia em 2012 e passou os dois anos seguintes o restaurando — mecânica, pintura, suspensão, elétrica, tudo mesmo —, até que o carro ficou pronto em dezembro de 2014. Como já deu para sacar, não foi uma restauração nos padrões originais: os mais atentos vão notar que não há para-choques e que a cor, “Verde Folha”, não condiz com o ano do carro, pois esteve disponível apenas até 1970.

kg-achado (3)

Mecanicamente, o carro tem um motor boxer refrigerado a ar de 1,6 litro e câmbio manual de quatro marchas. O comando de válvulas é um Engle 120 de competição, com perfil mais agressivo. A taxa de compressão foi elevada para 9,5:1, e a alimentação fica por conta de dois carburadores Solex 32 com giclagem original, e o sistema de escape 4×2 dimensionado, com dois abafadores, proporciona um belo ronco, de acordo com o proprietário — grave, encorpado e alto na medida certa.

kg-achado (8)

Os para-lamas foram alargados no metal, enquanto o sistema de suspensão recebeu componentes novos, originais — e também foi modificada para ficar ligeiramente mais baixa e firme. Os freios também são novos, originais VW.

Por dentro, a elegância discreta do Karmann Ghia recebeu alguns toques especiais: volante Lenker com três raios de metal e bancos de competição OMP, vindos das Maserati de competição do Trofeo Maserati e revestidos com Alcantara azul, padrão que também foi aplicado ao restante dos revestimentos. Esteticamente, o interior é muito agradável, e a ergonomia proporcionada pelos novos bancos deve ser melhor do que a de um carro original.

kg-achado (5) kg-achado (4) kg-achado (6)

Griecco garante que o carro está funcionando perfeitamente e diz que, se a preocupação forem as peças de reposição, não é preciso se desesperar: mesmo itens de acabamento do Karmann Ghia não são tão difícieis assim de encontrar, ainda que não sejam baratos como os de um Fusca.

kg-achado (2)

E o valor pedido é interessante: R$ 40 mil. Considerando que as modificações não são irreversíveis e que um Karmann Ghia original não custa menos de R$ 60 mil em igual estado de conservação, acreditamos que certamente alguém aqui vai se interessar. O carro está anunciado no OLX, mas também é possível entrar em contato com Griecco pelo email [email protected]gmail.com para tirar qualquer dúvida. E aí, vai encarar?

[ OLX, Vintage & Fast ]


 

“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o proprietário.

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora