A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Packard Six 1926 está à venda

Além de carros seminovos interessantes e bons negócios para entusiastas que queiram dirigir algo divertido, o Achados meio Perdidos por vezes também traz carros para coleções – automóveis mais caros e valiosos, daqueles que a gente até entende se ficarem guardados em uma garagem climatizada, protegidos da ação do tempo e dos elementos, a maior parte do tempo. O tipo de carro que só aparece em público em ocasiões especiais.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

É o caso do carro que viemos mostrar hoje. Trata-se de um Packard – um clássico fabricado nos Estados Unidos em 1926 que, em algum momento, veio parar na América do Sul, foi transformado em um carro de corrida, e agora está anunciado no GT40.

A Packard foi fundada em 1899 na cidade de Warren, Ohio, por James Packard e seu irmão William. James era engenheiro mecânico e acreditava que, com seus conhecimentos, poderia construir “carruagens sem cavalos” melhores que os concorrentes. Já em 1907 foi apresentado o primeiro Packard de quatro cilindros, com uma versão de seis cilindros chegando em 1912. Em 1916 nascia o Packard Twin Six, um dos primeiros carros com motor de 12 cilindros na história da indústria.

A Packard foi uma das grandes fabricantes de automóveis do início do século 20 – seus carros eram considerados os mais modernos e inovadores que se podia comprar, e também os mais caros. Até o começo da década de 1930 a Packard tinha poucos rivais à sua altura nos Estados Unidos.

O nosso Achado meio Perdido de hoje vem desta época – mais precisamente, de 1926, quando foi produzido. Ele nasceu como um carro de luxo intermediário, por assim dizer: equipado com um seis-em-linha de 4,7 litros e 80 cv, ele ficava abaixo do Packard Eight, que tinha dois cilindros a mais.

Como era padrão na época, o carro era vendido como chassi rolante, e a fabricante dava algumas opções para que o cliente encomendasse a carroceria – que podia ser altamente customizável.

O Packard Six anunciado no GT40, porém, fez um pequeno desvio. Em algum momento de sua vida, ele foi vendido para alguém no Uruguai, que decidiu transformá-lo em um roadster esportivo. A carroceria foi refeita, de acordo com a documentação, por uma empresa chamada Carrocerias Gaya, em Montevidéu. O proprietário, um colecionador de Curitiba (PR), acredita que a nova carroceria foi fabricada em meados da década de 1940, a julgar pelo método de construção – repare no acabamento rústico do assoalho de madeira, ou no revestimento de couro nas bordas do cockpit.

Apesar da carroceria nova, elementos como faróis, tampa do radiador, grade e mostradores são originais, bem como o motor de seis cilindros, o câmbio manual de três marchas e a suspensão com feixes de molas semi-elípticas (invertidos na frente e convencionais na traseira).

O carro já foi restaurado – a pintura está em excelentes condições e a mecânica está perfeita, de acordo com o anunciante. Ele afirma que o carro está devidamente documentado, mas dirigi-lo nas ruas é um desafio – além do volante do lado direito, ele tem os pedais invertidos, com o acelerador à esquerda e o freio à direita. Tal característica era relativamente comum na época em que este Packard Six foi fabricado, pois ainda não havia um padrão totalmente estabelecido.

De qualquer forma, como dissemos mais acima, este é um carro de coleção, daqueles que só rodam ocasionalmente e com cuidado – afinal, ele já tem quase 100 anos. Se você ficou interessado e quer saber mais, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Este Mazda RX-7 pode ser sua oportunidade de ter um esportivo com motor Wankel no Brasil

Dalmo Hernandes

Chevette, SLK55 e C63 AMG, XR3 Conversível, Accord Wagon e mais à venda no GT40!

Juliano Barata

Este Fiat 147 preparado pode ser seu primeiro carro de corrida

Dalmo Hernandes