A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Passat GTS Pointer com motor 1.9 turbo e 250 cv nas rodas está à venda

É comum que olhemos os esportivos brasileiros dos anos 80 e 90 através de lentes nostálgicas. Com isto, temos uma percepção meio romantizada deles. Na época, eles eram realmente o melhor que se podia comprar. Além de trazer acabamento diferenciado, bancos Recaro, rodas exclusivas e decoração distinta na carroceria, eles geralmente tinham o motor mais potente da linha. E, para muitos entusiastas, eles eram um sonho distante.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Agora eles são clássicos e, mesmo que venham ficando cada vez mais caros, continuam mais acessíveis do que quando eram novos. E mais: se você não fizer questão de mantê-lo todo original, existem muitos upgrades que podem trazer sua performance para 2019.

Nosso Achado meio Perdido de hoje é um bom exemplo: trata-se de um Passat GTS Pointer 1987 que, pelo preço de um compacto zero-quilômetro, dispõe de um motor AP 1.9 turbinado e outras modificações moderadas. E parece muito bem cuidado. Como de costume, ele está anunciado no GT40 – e nós vamos conhecê-lo melhor neste post.

O GTS Pointer foi o último modelo esportivo do Passat de primeira geração no Brasil. Ele era equipado com um motor AP 1.8 8v de 99 cv a 5.600 e 14,9 kgfm de torque a 3.600 rpm, movido a álcool, com carburador de corpo duplo. Os números não impressionam tanto hoje em dia, mas colocavam o Passat GTS Pointer entre os esportivos brasileiros mais rápidos do mercado em sua época. De acordo com um teste da revista Quatro Rodas publicado em abril de 1988 (exatos 31 anos atrás), o zero a 100 km/h era cumprido em 10,9 segundos, enquanto a velocidade máxima beliscava os 170 km/h.

Isto posto, o apelo do Passat GTS Pointer não estava apenas em seu desempenho, mas também no visual esportivo, com para-choques envolventes de plástico, faixas nas laterais, faróis duplos e rodas de liga leve. Por dentro, havia bancos Recaro com diversos ajustes, acabamento mais requintado e o desejado volante “quatro-bolas”, além de um painel de instrumentos completo, com conta-giros, amperímetro e termômetro do óleo.

Nosso Achado meio Perdido de hoje conserva boa parte das características originais, mas basta olhar para as rodas, réplicas famosas BBS RS, para a altura da suspensão, e para o conta-giros no painel, para sacar que este carro já não é mais totalmente stock.

O carro pertence a Marcelo Lorandi, de Caxias do Sul/RS, desde 2010. Depois de rodar com o Passat por dois anos, Marcelo decidiu restaurá-lo por completo, em um serviço que levou três anos. Ao longo do tempo, também foram realizadas algumas modificações.

O motor teve o deslocamento ampliado para 1,9 litro, teve o carburador trocado por um sistema de injeção eletrônica FuelTech e ganhou componentes internos forjados. O cabeçote é da versão 2.0, com retrabalho de fluxo, incluindo válvulas de admissão e escape maiores. O motor também ganhou bicos Deka de 80 lb., coletor da Kombi Diesel e um turbocompressor Autoavionics .50/.70. De acordo com Marcelo, o Passat tem cerca de 250 cv nas rodas.

Além da preparação, o motor também reve todos os periféricos, além dos componentes de arrefecimento e lubrificação, trocados por peças novas.

O motor é acoplado a um câmbio de cinco marchas que leva a força para as rodas dianteiras através de um diferencial com autoblocante. Freios, direção e suspensão são novos, sendo que esta última recebeu um jogo de molas esportivas.

Do lado de dentro, o Passat recebeu apenas alguns toques pessoais, com mostradores Cronomac (conta-giros e hallmeter) e trambulador AG com alavanca de engate rápido. Fora isto, o habitáculo está bem preservado, incluindo o estofamento original dos bancos – algo que Marcelo achou por bem preservar na restauração.

Se você curte o Passat GTS Pointer e não faz questão de algo totalmente stock, nosso Achado de hoje talvez mereça sua atenção. Para saber mais, você pode acessar o anúncio e pegar os contatos do proprietário.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Este Ford Fairlane 500 com motor V8 small block e câmbio manual está à venda no Brasil

Dalmo Hernandes

Porsche 993 GT2: um dos 911 mais viscerais já feitos está à venda por R$ 3,5 milhões

Leonardo Contesini

Este raríssimo Honda CR-X de segunda geração está à venda no Brasil – vai encarar?

Dalmo Hernandes