A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos GT40 Classificados Zero a 300

Este Porsche 924 Turbo 1981 é raro, íntegro, original e está à venda no Brasil

A maioria dos entusiastas concorda em uma coisa: se é Porsche, é bom. Mesmo o execrado 911 997, com o primeiro motor arrefecido a água utilizado no icônico esportivo, tem seu valor reconhecido. O Panamera era feio e ficou bonito, mas nunca deixou de ser considerado um bom sedã de luxo, e os SUVs Cayenne e Macan são plenamente aceitáveis – afinal, andam e fazem curvas muito bem para seu porte. Então, o seu primeiro Porsche não precisa ser exatamente um 911 se você não for do tipo que faz questão de heritage. Que tal um Porsche 924 Turbo conservadíssimo, como este anunciado no GT40?

Quando a Porsche apresentou o 924, muita gente ficou furiosa. Como eles ousavam colocar um motor em linha, arrefecido a água e na dianteira de um de seus carros? O lance da Porsche era exatamente o boxer arrefecido a ar na traseira. Aquilo não podia dar certo. Mas… deu.

img_127568_4_40dbe184-65e8-4f38-a88b-5f56f48b891e

O 924 era um carro barato de fabricar e comprar, ao menos para um Porsche. Isto tinha a ver com o modo como ele foi desenvolvido: em parceria com a Volkswagen, da mesma forma que seu antecessor, o incompreendido Porsche 914.

A Volks cedeu parte de sua infra-estrutura fabril e também alguns recursos técnicos, como o bloco do motor. como dissemos neste post recente, ele vinha do quatro-cilindros EA831, que por sua vez pode ser encarado como o “antecessor” do motor EA827, que se tornaria o Volkswagen AP por aqui.

Embora tivesse um projeto distinto, o EA831 apresentava várias características em comum com motor AP – também tinha o comando de válvulas no cabeçote acionado por correia dentada, era instalado na longitudinal e vinha com o radiador do lado esquerdo. Até no visual os dois motores eram parecidos.

img_127620_4_40dbe184-65e8-4f38-a88b-5f56f48b891e

Com isto, o 924 vendeu bem em seus primeiros anos. Em 1976, foram feitas cerca  de 5.000 unidades – número que passou a mais de 25.000 no ano seguinte. Em 1978, veio o 924 Turbo, com um motor 2.0 que, com uma turbina KKK operando a 0,7 bar, entregava aos 170 cv no modelo europeu e tinha desempenho muito próximo do Porsche 911 SC, que tinha um flat-six de 180 cv.

Em 1979, para resolver problemas de superaquecimento e baixa durabilidade, o 924 Turbo Series 2 trouxe um turbo menor, operando com mais pressão e melhorias no sistema de injeção para entregar 177 cv. Nos EUA, porém, por conta dos equipamentos de segurança e controle de poluentes, o carro era mais pesado e também tinha menos potência: 143 cv.

img_127560_4_40dbe184-65e8-4f38-a88b-5f56f48b891e

O exemplar que encontramos anunciado no GT40 pertence a Armando Mendes, de Guarulhos/SP. Ele conta que comprou o carro no início de 2013, depois que vendeu um Porsche 944 1986, naturalmente aspirado. Buscando um sucessor para ocupar o espaço deixado pelo 944 em sua garagem, ele acabou encontrando este Porsche 924 1981, modelo 1982, à venda no eBay.

“Pedi para que um primo meu, que mora lá nos EUA, negociasse a compra para mim. Fizemos o negócio só por telefone e fotos, mas quando o carro chegou, surpreendeu positivamente pela conservação”, ele conta. Ele diz também que mandou trocar os pneus do carro antes do embarque.

img_127596_4_40dbe184-65e8-4f38-a88b-5f56f48b891e img_127600_4_40dbe184-65e8-4f38-a88b-5f56f48b891e img_127588_4_40dbe184-65e8-4f38-a88b-5f56f48b891e

De acordo, o carro parece muito íntegro. O odômetro marca 74.000 milhas segundo Armando, o que dá em torno de 120.000 km. Considerando que seu 924 Turbo tem seus 36 anos de idade, não é uma quilometragem tão alta assim.

Armando afirma que a pintura, o interior, as rodas e todos os acabamentos, incluindo faróis, lanternas e emblemas, são originais. O motor de 143 cv está funcionando perfeitamente e, além da manutenção de rotina, os últimos serviços realizados foram a troca das velas e do sensor de rotação do motor, que precisou ser importado da Inglaterra e custou £100, ou cerca de R$ 430 em valores atuais.

img_127564_4_40dbe184-65e8-4f38-a88b-5f56f48b891e

Em 1981, 1.529 exemplares do Porsche 924 Turbo foram exportados da Alemanha para os EUA e para o Japão, o que nos deixa bastante seguros para dizer que se trata de um carro bastante raro, especialmente neste estado de conservação. Talvez trocássemos os para-choques de especificação americana por peças europeias, menores e mais esbeltas, mas talvez isto sequer fosse necessário.

Se você ficou interessado no Porsche 924 de Armando, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar todos os detalhes e contatos do dono.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Porsche revela carro de Le Mans, novidades de AC Schnitzer, Brabus e ABT, o fim do Jaguar XJ e mais!

Os carros mais beberrões do Brasil em 2017

Dalmo Hernandes

Curtiss-Wright Air Car: o carro flutuante que existiu de verdade – e era totalmente funcional

Dalmo Hernandes