A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este raríssimo BMW 2002 Tii Touring está à venda no Brasil

“Ultimate Driving Machine” é como os fãs (e a própria marca) se referem aos carros da BMW desde os anos 1970 — não por coincidência, a exata época em que foram lançados os melhores sedãs e cupês da chamada Neue Klasse — uma linha de automóveis compactos, com potência na medida certa e bons de guiar, além de inaugurar uma nova escola estilística para a fabricante bávara: formas mais retilíneas, modernas e limpas.

É comum dizer que a Neue Klasse foi a responsável por criar a reputação que a BMW tem atualmente, e o Achado Meio Perdido de hoje pode ser sua chance de ter um dos mais raros representantes da família: um 2002 Tii Touring 1974 que faz parte de uma série de pouco mais de 700 unidades fabricadas naquele ano.

A Neue Klasse foi apresentada em 1962, e seu primeiro modelo, o 1500, já trazia todas as características que se tornariam marcas da linha: carroceria de três volumes, suspensão independente nas quatro rodas — McPherson na dianteira, pela primeira vez na história da marca; e braços triangulares semiarrastados na traseira — e, claro, tração traseira. Os motores eram sempre de quatro cilindros, deslocando de 1,5 a dois litros (a motorização definia o nome do carro), e a transmissão podia ser manual de quatro e cinco marchas, ou automática de três.

bmw_2000_s_cs_5

Em 1965, o sedã deu origem ao cupê 2000 C/CS. Ambos eram equipados com o mesmo motor de dois litros com duplo comando no cabeçote, porém o 2000 C tinha apenas um carburador e entregava 100 cv, enquanto o 2000 CS tinha dois carburadores e 120 cv. Foi este carro que, com entre-eixos mais longo e uma dianteira mais tradicional, deu origem à primeira geração do cupê Série 6, a E9.

bmw_1600-2_1

Foi em 1966, porém, que o modelo mais emblemático da Neue Klasse foi apresentado: o BMW 02. Inicialmente conhecido como 1600-2 (porque, em essência, era um 1600 com duas portas a menos) e depois apenas 1602, o carro era um pouco menor que o sedã e, com um motor de 1,6 litro e 85 cv denominado M10, suspensão independente e tração traseira, logo caiu no gosto dos entusiastas por sua dinâmica que estimulava uma condição mais animada.

Não demorou para que a BMW introduzisse versões esportivas mais potentes, começando pelo 1602 Ti, que usava uma versão do 1.6 com taxa de compressão elevada (9,5:1) e 105 cv. Depois, em 1968, veio o motor de dois litros no BMW 2002.

2002ti_touringmotor 2002ti_touringmotor2

A história da adoção do motor de dois litros é curiosa. Aconteceu porque Helmut Werner Bönsch, diretor de planejamento da BMW; e Alex von Falkenhausen, o projetista do motor M10, perceberam que ambos tinham carros iguais: cada um era dono de um 1602 com motor de dois litros. Vendo que era uma boa ideia, os dois decidiram convencer a BMW a desenvolver uma versão do 1602 com motor de dois litros — cujo modelo mais famoso é o 2002 Turbo, que foi o primeiro carro produzido em série pela BMW a usar um turbocompressor e tinha 170 cv.

2002ti_touringabt

Agora, o carro que encontramos anunciado no OLX é um dos mais raros modelos da Neue Klasse. Apesar do nome, o 2002 Tii Touring não é uma perua, e sim um hatchback — uma exceção na família toda composta por sedãs e cupês. O modelo Touring foi produzido por apenas quatro anos (1971-1974) e, ao longo de sua curta vida, esteve disponível com motores de 1,6, 1,8 e dois litros. Você pode ler toda a história dele aqui!

2002ti_touringint

 

Fabricado em 1974, este 2002 Tii Touring é um dos 723 exemplares que foram equipados com o motor mais potente da linha — uma versão do M10 de dois litros que, com sistema de injeção de combustível, entregava saudáveis 130 cv e chegava à velocidade máxima de 185 km/h. Aliás, Ti significa touring international, e o segundo “i” extra significa “injected”.

2002ti_touringint2

De acordo com o anunciante, o carro teve a carroceria e o interior restaurados e o conjunto mecânico está todo em ordem — incluindo motor, câmbio (manual de cinco marchas), suspensão e elétrica. O aspecto geral é mesmo muito bom, mas há alguns detalhes o detalhe do console central: o original foi perdido e o carro ganhou uma peça feita sob medida e as rodas também não são originais, embora tenham o visual das clássicas Alpina. O anunciante, contudo, garante que não é difícil encontrar carros que possam doar peças de acabamento originais.

2002ti_touringrodas 2002ti_touringdet

Ele também diz que o carro não é uma “rainha de garagem” e que é usado regularmente — tendo competido até nas 1000 Milhas Históricas Brasileiras em 2013.

2002ti_touring2

E quanto pedem por ele? Já avisamos — não é barato: R$ 75 mil, o que fica um tanto acima da média para o 2002, que no Brasil costuma ser encontrado custando entre R$ 45 mil e R$ 60 mil. Contudo, este é um dos mais raros modelos da série 02 (só 724 unidades com este motor foram fabricadas em 1974, seu último ano) e equipado com o melhor motor da família. A raridade e o estado de conservação justificam o preço? Você é quem nos diz!

[ OLX ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Não é sempre que um Chevrolet Calibra bem cuidado como este aparece à venda

Dalmo Hernandes

Cadillac Eldorado 1956: uma barca norte-americana de respeito à venda no Brasil

Dalmo Hernandes

Acredite: existe um Fiat Punto Cabrio no Brasil. E ele está à venda!

Gustavo Henrique Ruffo