A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Volkswagen Corrado G60 com 13.500 km rodados está à venda

Da mesma forma que os Volkswagen brasileiros chamam a atenção dos entusiastas em todo o planeta, os carros da marca que não foram vendidos por aqui também são cobiçados pelos entusiastas brasileiros. A clássica síndrome da grama mais verde na casa do vizinho provavelmente explica isto: desejamos um Golf GTI Mk1 ou Scirocco com a mesma vontade que um europeu baba em um Golzinho com motor boxer ou VW SP2. É da natureza humana, provavelmente.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Outro exemplo de Volkswagen gringo cobiçado pelos brasileiros é o Corrado, cupê esportivo de tração dianteira que sucedeu o Scirocco. Pouquíssimos exemplares chegaram ao Brasil nos anos 1990, e um deles é nosso Achado meio Perdido da semana: um Corrado G60, com motor supercharged e menos de 14.000 km rodados (8.500 milhas). Alguém se habilita?

O Corrado foi lançado pela Volks na Europa em 1988 como sucessor do Scirocco. Preparando-se para a chegada dos anos 90, a Volkswagen decidiu que seu cupê esportivo de tração dianteira deveria ser maior, mais sofisticado e mais potente. Mas o Golf Mk3, que seria lançado em 1992, ainda não estava pronto – então a Volkswagen seguiu usando a mesma plataforma do Golf Mk2.

Nem parecia: o Corrado era um carro de proporções mais imponentes, com entre-eixos 7 cm maior, capô baixo e traseira arrebitada. Os pequenos faróis retangulares eram emprestados do Golf, enquanto as lanternas maiores antecipavam um estilo que seria adotado mais tarde pelo Passat B3 e por nosso Santana. Por dentro, a mesma coisa – o desenho do painel, que juntava em um “cockpit” o quadro de instrumento, as saídas de ar centrais e o console, também inspiraria o interior do Golf Mk3 e do Passat B3.

Sem falar nos cintos que “corriam” pela moldura da porta, febre nos anos 80

 

A versão G60 do Corrado era, na época do lançamento, a mais potente e cara. Usava um quatro-cilindros de 1,8 litro da família EA111 com cabeçote de oito válvulas e um supercharger do tipo G-scroll (cujo formato da carcaça lembrava a letra “G”) – o bastante para desenvolver saudáveis 160 cv a 5.600 rpm e 22,9 kgfm a 4.000 rpm. Ia de zero a 100 km/h em 8,5 segundos, uma marca que faz bonito até hoje, mais de três décadas depois.

O exemplar anunciado no GT40 pela Vintage Garage Curitiba é um dos raríssimos G60 no Brasil – menos de 20 unidades estão aqui, de acordo com o anunciante. Trata-se de um sobrevivente: produzido em 1991, completa 30 anos de idade em 2021 e rodou apenas 8.450 milhas – cerca de 13.600 km.

Apesar de ser muito novo, o carro está com lanternas “rubi” aftermarket e com rodas maiores e mais modernas. A baixa quilometragem fica mais evidente do lado de dentro – o couro dos bancos está impecável e não há quaisquer sinais de desgaste ou acabamentos faltando.

O maior defeito deste carro, para alguns, certamente será o câmbio automático – um swap, contudo, não deve ser uma missão impossível (até pela ampla presença do motor EA111 no Brasil com câmbio manual no Brasil.

É claro que, neste momento, estamos falando de um carro colecionável em plena valorização. Pode ser interessante para quem procura um Corrado para o acervo, pois certamente não falta muito para que ele fique exatamente como saiu da fábrica; mas também pode ser para aquele que não tem restrições orçamentárias e está procurando um Volkswagen raro e cobiçado para um projeto.

Ficou interessado? Clique aqui para acessar o anúncio e entrar em contato com o vendedor.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Um Fiesta 1.6 “Zetec-S” preparado, customizado com bom gosto e à venda

Dalmo Hernandes

Um dos três únicos Peugeot 205 GTI 1.9 do Brasil está à venda!

Gustavo Henrique Ruffo

Este Gol Star 1989 é raro, bem cuidado e original – e está à venda

Dalmo Hernandes