FlatOut!
Image default
Car Culture História

Grand Tour: a origem e a definição do GT


A mania começou devagar nos anos 1950: Lancia Aurelia GT. Ferrari 250GT. Maserati 3500 e 5000GT. Mas em seguida se espalhou feito fogo na relva seca no cerrado: Ferrari criou uma 250GT especial de homologação, o GT omologatto, GTO. Pontiac fez um Tempest com o mesmo nome. Do outro lado do mundo, no Japão, o Nissan Skyline GT passava a ser um carro de corrida, o GT-R. Cortina GT. Mustang GT. Alfa Romeo Giulia Sprint GT, que logo vira GT Veloce, o GTV. MGB GT. Lamborghini 350GT. Vauxhall Viva GT. Opel GT.  Maverick GT. GTA, GTB, GTC, GTD, GTE... o alfabeto completo até o GTX. A Ford fez um carro de corrida com altura de 40 polegadas e o chamou de GT40. A VW fez seu primeiro Golf esportivo um GT com injeção eletrônica, o Golf GTI. E por aí afora, ad infinitum. Não é à toa que, com um uso tão indiscriminado e generalizado, a sigla GT hoje em dia é algo de significado diluído e confuso. Significa, aparentemente, tudo: de um Corcel com decoração “esportiva” até um McLaren moderno de mo