A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos

IKA Torino: a história do mais legal de todos os carros argentinos

Apesar da proximidade geográfica entre Brasil e Argentina, o mercado automobilístico destes dois países nunca teve muito em comum, como aconteceu nos EUA e Canadá, ou nos países Europeus. Tanto lá quanto cá, a indústria nacional começou nos anos 1950 por incentivos governamentais — com direito a fábricas estatais, caso da FNM e da IAME — mas as semelhanças ficaram por ali. O Brasil logo recebeu multinacionais interessadas no imenso mercado local, enquanto a Argentina permaneceu com empresas locais, produzindo modelos estrangeiros sob licença ou desenvolvendo seus próprios modelos. A única exceção era a Industrias Kaiser Argentina (IKA), uma filial da americana Kaiser-Frazer negociada pelo próprio governo argentino por meio de uma comitiva que viajou aos EUA em no início dos anos 1950 com o intuito de atrair fabricantes de automóveis. Na época, a Kaiser havia encerrado a produção de automóveis de passeio nos EUA, passando a se dedicar apenas aos modelos Jeep. Com o ferramental

Matérias relacionadas

Como eram os tourist days no Nürburgring Nordschleife nos anos 1990?

Dalmo Hernandes

A Porsche restaurou o 911 mais antigo do planeta – veja os detalhes do processo!

Dalmo Hernandes

Este Volvo Amazon com um V8 BMW de 620 cv e tração integral é um verdadeiro Frankenstein sueco

Dalmo Hernandes