A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Carros Antigos História

La Femme: quando a Dodge tentou fazer um carro “para mulheres” – e falhou miseravelmente

Apesar dos estereótipos e da imagem masculinizada dos automóveis e da cultura automobilística, as mulheres estão ao volante desde que o primeiro carro foi criado — e aqui não falamos no sentido figurado: a primeira pessoa a viajar de carro foi uma mulher. A complexidade mecânica dos primeiros automóveis, contudo, os tornava pouco atraente para elas — fora o fato de que eram máquinas acessíveis somente a pessoas muito ricas que, não raramente, sequer se preocupavam em aprender a operá-las, delegando o trabalho a um motorista/mecânico. À medida em que o carro se popularizou, por volta dos anos 1920, eles se tornaram menos complexos e passaram a ser mais atraentes para as mulheres, que se interessaram na liberdade de locomoção e na praticidade que eles traziam à rotina diária. O homem tinha prioridade de uso, mas as mulheres também os dirigiam na divisão do trabalho doméstico — em especial as mulheres da zona rural, que viram os automóveis uma forma de superar o isolamento

Matérias relacionadas

O lendário Nissan Skyline GT-R R32 de Keiichi Tsuchiya e Kunimitsu Takahashi vai a leilão

Dalmo Hernandes

Casamentos fracassados: quatro fusões que deram errado

Marco Antônio Oliveira

Como eram os tourist days no Nürburgring Nordschleife nos anos 1990?

Dalmo Hernandes