A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Zero a 300

Mercedes C30 CDI: quando a AMG decidiu fazer um o esportivo movido a diesel

No final da década passada, quando o diesel ainda não havia se tornado o inimigo número 1 do futuro do planeta, ele parecia ser o combustível do futuro: os níveis de emissões eram relativamente baixos, sua eficiência energética era imensa e, para tornar tudo mais saboroso, a Audi e a Peugeot provaram que ele poderia ser empolgantes nas pistas. Como resultado, estes carros dominaram as 24 Horas de Le Mans de 2006 até 2013, e até mesmo modelos esportivos de rua ganharam uma versão queimadora de óleo. A Volkswagen logo colocou um motor a diesel no Golf GTI (que passou a se chamar GTD), e no Scirocco. A BMW M, pela primeira vez em 40 anos de história, afixava seu logotipo em um carro sem velas de ignição com as versões M Performance de seus modelos a diesel. A Audi também estava prestes a entrar no jogo com versões TDI de seus modelos S e RS, mas antes que eles chegassem às linhas de produção a Volkswagen teve um pequeno problema com o software de gerenciamento de seus motores di

Matérias relacionadas

Qual é o melhor apelido já dado a um modelo de carro?

Dalmo Hernandes

A dor e a alegria de ter um novo carro antigo

Dalmo Hernandes

Um Ford Mustang GT de quinta geração, um Audi A6 com motor V8 e tração integral, uma gaiola off-road legalizada para as ruas e mais no GT40

Dalmo Hernandes