A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Automobilismo FlatOut Revival História

Mexido, não batido: uma breve história da Martini Racing

Quando se pensa em pinturas e patrocinadores icônicos do automobilismo, elas geralmente se dividem entre as diferentes categorias do esporte motorizado. A Marlboro, por exemplo, está fortemente associada à Fórmula 1 e à Indy, mas nem tanto ao WRC, embora tenha estampado suas cores nos Lancia Stratos nos anos 1970. O mesmo vale para a John Player Special, que também fez fama na F1, e quase nada fora dela. No turismo europeu podemos citar a Jägermeister, no WRC os cigarros 555 da Subaru ou a pintura tricolor da Castrol. Na Trans Am me vem à cabeça a pintura azul e amarela dos Penske patrocinados pela Sunoco, e no endurance é fácil lembrar da pintura Rothmans dos Porsche do Grupo C. Mas houve uma marca que conseguiu se destacar em todas as categorias em que atuou. Ela conseguiu emplacar seu nome e suas cores nas listas de pinturas/patrocinadores mais icônicos do WRC, do WSC, da Fórmula 1, das 24 Horas de Le Mans, do Rali Paris-Dakar e das categorias de turismo europeu. É claro que estou f

Matérias relacionadas

Brava HGT: o hot hatch esquecido da Fiat no Brasil

Dalmo Hernandes

M1: os 40 anos do primeiro supercarro de motor central-traseiro feito pela BMW

Dalmo Hernandes

A primeira Ferrari com câmbio semi-automático era do Sultão de Brunei – e você nunca ouviu falar dela

Dalmo Hernandes