A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos GT40 Classificados Zero a 300

Mitsubishi Legnum V6 à venda: uma perua de Gran Turismo na sua garagem

Os nerds que cresceram nos anos 90 com certeza reconhecem a dianteira baixa e imponente desta station wagon nipônica: a Legnum é a perua do Galant, um dos carros que fizeram a cabeça da molecada em Gran Turismo, e compartilha todo seu conjunto mecânico, com mais espaço para a bagagem e uma loooonga traseira. Pelo que se sabe, não chegaram mais que cinco exemplares ao Brasil. Como você já deve ter deduzido, o carro da foto acima é um deles. E está anunciado no GT40!

O Mitsubishi Galant teve nove gerações ao longo de 48 anos, entre 1969 e 2017. A geração mais famosa, que você provavelmente já conduziu (virtualmente) em circuitos como High Speed Ring, Trial Moutain e Grand Valley, é a oitava, fabricada entre 1996 e 2006.

Por mais que em mercados como Estados Unidos e Japão o Galant fosse considerado um carro médio, para os Brasileiros ele é um sedã razoavelmente grande, com seus 4,66 metros de comprimento. A perua Legnum parece ainda maior por conta do teto longo, mas o comprimento é o mesmo.

img_112544_4_ebc2ed42-5339-40c0-b432-a455397cba7c

A oitava geração foi a primeira a receber uma versão perua – até a sétima geração, o Galant foi oferecido como sedã de quatro portas ou hatchback de cinco portas, em uma tendência tipicamente europeia. A Legnum era um carro de público mais restrito e, no Japão, era vendida apenas nas concessionárias Mitsubishi da rede “Car Plaza”. Seu nome deriva da palavra regnum, do latim, que em português pode ser traduzida como “reino” ou “reinado”.

Havia diversas opções de motor, incluindo uma versão naturalmente aspirada do motor 4G63 do Lancer Evolution e um V6 de 2,5 litros com dois turbos, comando variável nos cabeçotes e 280 cv. Esta última ocupava o cofre do Galant VR-4, versão esportiva com sistemas tração integral e controle ativo de guinada (active yaw control) semelhantes aos utilizados no Evo.

img_112508_4_ebc2ed42-5339-40c0-b432-a455397cba7c

No entanto, a versão mais comum – e isto vale tanto para o sedã quanto a perua – traz motor V6 naturalmente aspirado de 2,5 litros com comando simples no cabeçote e quatro válvulas por cilindro. São 163 cv a 5.750 rpm, enquanto o torque é de 23,5 mkgf, moderados por uma caixa manual de cinco marchas ou automática com trocas sequenciais (à la Tiptronic), neste caso com quatro marchas.

Nosso Achado Meio Perdido de hoje é uma das raríssimas Legnum à venda no Brasil. Orlando Ortiz, de São Paulo/SP, comprou o carro há cerca de 3 anos. Ele conta que é fã do Galant e da Legnum há tempos, e que já teve outros Mitsubishi dos anos 1990 antes. Visitando os sites de classificados, Orlando encontrou a perua, que era prata, anunciada como sedã – provavelmente porque o três-volumes é mais comum. A Legnum 1999 estava à venda em uma loja de São Paulo, Orlando fez uma proposta e levou-a para casa.

img_112548_4_ebc2ed42-5339-40c0-b432-a455397cba7c

Isto aconteceu há cerca de três anos, e nos dezoito meses seguintes a perua passou por uma extensa reforma. A pintura prata deu lugar ao branco-pérola, a mecânica foi toda revista – motor, câmbio, suspensão e freios – usando componentes originais novos e substituindo tudo o que fosse necessário.

Enquanto isto, Orlando também mexeu no interior do carro, desmontando tudo para encontrar defeitos no acabamento e problemas na instalação elétrica. De acordo com ele, havia cinco quilos de fios e módulos que não pertenciam ao carro, acumulados em quase vinte anos de uso. No entanto, um detalhe do histórico do carro é interessante: seu primeiro dono foi Eduardo Souza Ramos, sócio da representante brasileira da Mitsubishi no Brasil. Orlando acredita que a perua outros quatro ou cinco dono antes de passar para suas mãos, mas diz que nunca procurou saber exatamente quem e quantos foram.

img_112452_4_ebc2ed42-5339-40c0-b432-a455397cba7c

Com mecânica e elétrica em ordem, foram feitas algumas modificações inspiradas na versão VR-4, como a grade pintada na cor da carroceria e o bigode na tampa traseira na cor prata. O teto foi pintado de preto, dando destaque ao enorme teto solar. Já o interior recebeu novo revestimento de couro legítimo na cor terracota (antes era preto), mantendo o desenho original.

 

img_112528_4_ebc2ed42-5339-40c0-b432-a455397cba7c img_112460_4_ebc2ed42-5339-40c0-b432-a455397cba7c img_112520_4_ebc2ed42-5339-40c0-b432-a455397cba7c

Orlando diz que a tinta branca perolizada vem do catálogo da Subaru, e que está devidamente cadastrada no documento do carro. Ele garante, também, que a mudança de cor foi por questão de gosto, e que a Legnum jamais sofreu qualquer tipo de dano estrutural ou cosmético. Ele diz que o carro recebeu poucas modificações, destacando os faróis de xenônio que mantiveram o aspecto original e trouxeram iluminação muito superior. De fábrica, a Legnum veio com controle de tração, piloto automático, bancos elétricos com aquecimento, airbags laterais e retrovisores com desembaçador.

img_112468_4_ebc2ed42-5339-40c0-b432-a455397cba7c

img_112476_4_ebc2ed42-5339-40c0-b432-a455397cba7c

Atualmente o hodômetro marca 151.000 km. Orlando diz que a última revisão completa foi feita aos 145.000 km e que contou com a troca de todas as correias, tensores, fluidos e filtros e manutenção nos freios, na injeção, na suspensão e no sistema de arrefecimento. Ele ainda acrescenta que o carro acompanha todos os manuais, os catálogos e uma caixa com diversos componentes sobressalentes, de mecânica e acabamento.

Se você se interessou por esta perua bastante exclusiva, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os dados do dono.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Um Voyage turbo de 600 cv, um Toyota Prius, um Renault Sandero RS quase novo e mais no GT40

Dalmo Hernandes

Horários reduzidos para postos de combustível, Aston Martin revela V6 biturbo, Porsche Cross Turismo chega neste ano e mais!

Leonardo Contesini e Dalmo Hernandes

Fiat Argo: o que já sabemos sobre versões, cores, motores, itens de série e opcionais do hatch

Leonardo Contesini