A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Duelo do Dia

O duelo do momento: Honda Civic Touring vs. Ford Fusion EcoBoost SEL

Ao lançar o novo Fusion 2017, a Ford poderia ter usado o upgrade de potência do motor 2.0 EcoBoost como uma das novidades do modelo, mas a marca americana foi mais sagaz e trouxe também uma nova versão posicionada claramente como uma opção ao Honda Civic Touring. A intenção é tão explícita que se você entrar no site da Ford é capaz de topar com o Civic no comparador de modelos.

Brincadeiras à parte, a notícia da versão EcoBoost 2.0 SEL por R$ 125.500 iniciou comparações imediatas com o sedã/fastback turbo da Honda e aquelas discussões intermináveis nos comentários e nas redes sociais. Por isso decidimos ressuscitar nosso velho “Duelo do Dia” (que hoje vive apenas em nossa fanpage do Facebook) para comparar os dois carros e perguntar a vocês qual deles seria sua escolha.

Começando pelo Fusion, ele é um sedã grande que, nos EUA rivaliza com o Honda Accord e só poderia ser uma alternativa ao Civic se fosse usado. Por aqui o Fusion caiu em uma faixa de preços um tanto bizarra, que mistura esportivos, SUVs, sedãs grandes de entrada, sedãs médios premium, sedãs compactos de luxo e picapes a diesel. O foco aqui, contudo, é Fusion vs. Civic ok?

 

Motor e Plataforma

novo-fusion-2017-24

A atual geração do Fusion nasceu no final de 2012 como modelo 2013, baseado na então inédita plataforma CD4 da Ford — o que significa que neste ano de 2016 ele já tem quatro anos de estrada. O motor EcoBoost também não é exatamente novo, mas tem comando duplo variável, turbo e injeção direta, e faz parte da atual geração de motores downsized da Ford — tanto que foi atualizado com 14 cv extras para este facelift do Fusion. Com isso o motor agora produz 248 cv a 5.500 rpm e 38 mkgf a partir de 3.000 rpm. Com 1.691 kg, sua relação peso/potência é 6,81 kg/cv.

civic-10 (21)

O Civic é projeto novo. Nasceu em 2015 sobre uma plataforma nova e moderna, que já adota ligas de aço de alta resistência para reduzir o peso (o monobloco é 30 kg mais leve que o da geração anterior). Além disso seu motor é uma variação totalmente nova do motor L — a primeira com injeção direta e turbocompressor. São 173 cv a 5.500 rpm e 22,4 mkgf a partir de 1.700 rpm. Com 1.326 kg, a relação peso/potência é de 7,66 kg/cv.

 

Desempenho e consumo

civic-10 (2)

Ambos têm tração dianteira (AWD somente no Fusion topo-de-linha) e câmbio automático. O Civic usa um CVT com simulação de sete marchas, enquanto o Fusion usa o câmbio automático convencional de seis marchas e trocas manuais por borboletas. A aceleração de zero a 100 km/h do Civic Touring é cumprida em 7,5 segundos, e segue até os 221 km/h. O Fusion precisa de 0,2 segundo a menos, chegando aos 100 km/h em 7,3 segundos e seguindo até os 240 km/h.

novo-fusion-2017-25

Na hora de beber combustível, o 2.0 turbo do Fusion toma um litro de gasolina a cada 7,9 km se estiver rodando na cidade, ou um litro a cada 11,2 km em percurso rodoviário. O Civic, com seu peso mais baixo e motor de menor cilindrada, roda 12 km/l na cidade e 14,6 km/l na estrada. As duas medições foram feitas pelo programa de etiquetagem do Inmetro.

 

Itens de série e opcionais

 

Por R$ 124.900 o Honda Civic Touring vem de série com monitoramento de pontos cegos, quadro de instrumentos digital, sistema de chave presencial com partida keyless e partida remota, teto solar, bancos de couro com ajustes elétricos para o motorista, sistema multimídia compatível com Apple CarPlay e Android Auto, sistema de áudio de 180W com 11 alto-falantes, faróis e lanternas de LED, luzes diurnas de LED (DRL), ar-condicionado digital de duas zonas, sensor crepuscular, sensor de chuva, retrovisor eletrocrômico, câmera de ré, seis airbags, cruise control, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas e rodas de 17 polegadas.

civic-10 (13)

O Fusion 2.0 EcoBoost SEL sai por R$ 125.500, e traz de série cintos traseiros infláveis, oito airbags, sistema multimídia com 11 alto falantes compatível com Apple CarPlay e Android Auto, câmera de ré, controle de tração e estabilidade, bancos de couro com ajuste elétrico para o motorista, retrovisores eletrocrômicos (externos e interno), sistema de chave presencial com partida remota e keyless, farois com luzes diurnas de LED, ar-condicionado digital de duas zonas, rodas de liga leve de 18 polegadas, sistema start-stop e sensor crepuscular. Teto solar é um opcional de R$ 4.000 — totalizando R$ 129.500, ou R$ 4.600 a mais que o Civic.

novo-fusion-interior-2017-2

Como vemos, os pacotes se equivalem. O Honda tem alguns equipamentos não oferecidos pelo Fusion, como os faróis full LED, assistente de partida em rampas, sensor de chuva e teto solar. O Fusion, por sua vez, é o único a oferecer os cintos traseiros infláveis, dois airbags a mais, start-stop e retrovisores externos eletrocrômicos.

 

Qual vai ser?

 

Agora a decisão está na mão de vocês. Com todas as cartas na mesa queremos saber qual carro você escolheria para morar em sua garagem.

Mas antes, vale fazer algumas considerações. Sim, nós sabemos que nessa faixa de preço se encontra Jetta Highline 2.0 TSI, Golf GTI, Audi A3 Sedan 2.0, Mercedes-Benz C180 e vários outros modelos que podem ser mais interessantes para você. Todos eles, contudo, têm seus prós e contras se comparados com Civic e Fusion, que vão desde espaço para bagagem até custos de seguro e manutenção – especialmente nos modelos premium de luxo, nos quais você também abre mão de potência e nível de equipamentos.

Considerações feitas. Hora de votar!

Matérias relacionadas

America, f*ck yeah! Você vai de Cadillac CTS-V ou Chevrolet Corvette Stingray?

Dalmo Hernandes

A batalha do ano que vem: Ford Mustang vs. BMW Série 4

Dalmo Hernandes

Final da copa, Flatout style:  Pagani Zonda vs. Porsche Carrera GT

Dalmo Hernandes