A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Pulse é o nome do novo SUV da Fiat, a versão de produção do VW Taos Basecamp, BMW i4 M50 é revelado e mais

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Pulse é o nome do novo SUV da Fiat

A Fiat revelou na manhã de hoje (2/junho) o nome de seu novo Fiat. Eram três as opções disponibilizadas para votação popular: Pulse, Domo e Tuo. Quando o SUV foi revelado, durante a final do Big Brother Brasil 2021, as três opções foram apresentadas aos participantes do reality show, que optaram por Pulse.

E foi esta a escolha do público, que votou pela Internet – uma iniciativa inédita na indústria automobilística brasileira. No total, foram 380.000 votos, e o nome Fiat Pulse foi o vencedor com 65% dos votos. Fiat Domo ficou com 25%, e 10% escolheram Fiat Tuo.

Sobre a inspiração, a Fiat disse que ” o nome Pulse é a opção para aqueles que veem o novo SUV como o melhor companheiro de aventuras, sempre pulsando no seu ritmo e pronto para acompanhar o seu dia a dia”. Antonio Filosa, o CEO da Fiat na América do Sul, também declarou que Pulse remente “à paixão pelos carros que pulsa no coração dos brasileiros e dos italianos”. Nosso pitaco: Pulse era o nome mais sonoro entre as opções, e não seria surpreendente descobrir que a Fiat já meio que desconfiava do resultado.

Quanto aos outros nomes, “Tuo” vem da palavra “seu” em italiano; e “Domo” é inspirado na arquitetura, representando robustez e força.

Fora o visual e o nome, a Fiat não revelou mais detalhes sobre o Pulse além do que já se sabe: ele é feito sobre a arquitetura MLA, que é baseada no Fiat Argo mas recebeu uma atualização muito abrangente, a ponto de ser considerada uma plataforma nova; e usará o motor 1.0 GSE, três-cilindros turbo de 130 cv e 21 kgfm de torque, ligado a um câmbio CVT com seis marchas simuladas.

O Fiat Pulse será lançado por completo no segundo semestre de 2021, e as vendas devem começar logo em seguida.

 

Taos Basecamp tem versão de produção revelada

Essa foi rápida: menos de um mês após revelar o conceito Taos Basecamp, a Volkswagen agora apresenta a versão de produção do SUV aventureiro. A chegada da variante foi confirmada há poucos dias pela Volkswagen aos funcionários de Pacheco, na Argentina, onde o Taos Basecamp será fabricado.

Como prevíamos, o Taos Basecamp é mais discreto que o conceito apresentado nos Estados Unidos no início de maio. Vão-se o rack de teto com luzes auxiliares, as rodas de menor diâmetro com pneus all-terrain e os detalhes em laranja no acabamento – ficam apenas as rodas e a grade em preto, as saias laterais com apliques que imitam estribos, e os para-lamas recebem molduras em preto fosco. Além disso, há o emblema específico da versão na dianteira.

O Taos Basecamp já está disponível nos Estados Unidos, e a Volkswagen diz que quem quiser equipar seu Taos com a maior parte dos elementos da versão poderá fazê-lo – exceto pelo emblema na grade, que só virá para quem comprar a versão completa.

Como as modificações do Taos Basecamp são leves, fica ainda mais fácil acreditar que ele será oferecido no Brasil – seu visual levemente agressivo parece feito sob medida para agradar ao público-alvo.

 

BMW i4 M50 é revelado com 544 cv

O BMW i4 M50, primeiro esportivo “M” elétrico da fabricante alemã, foi revelado por completo ontem (1) – cerca de uma semana depois que uma imagem vazada foi publicada na Internet.

Assim, não nos surpreendemos com o visual – que é bem próximo do que se vê nas versões a combustão, sem aquela “cara de elétrico” que os BMW i anteriores (o i3, o i8 e até o mais recente SUV iX) tinham – uma tendência que seria interessante ver em outros veículos elétricos. A grade é muito semelhante à do M440i, por exemplo, mas tem boa parte fechada (atrás da cobertura ficam os radares para os sistemas semiautônomos). O para-choque dianteiro tem visual até mais agressivo que no M440i, com apliques em preto bem avantajados nas extremidades, imitando entradas de ar.

 

É na traseira que está a característica mais marcante – o para-choque abriga um difusor de tamanho generoso com duas “orelhas” de acabamento escurecido que abrigam os refletores. É uma solução interessante, que ajuda a complementar a agressividade da dianteira. As rodas também têm design exclusivo, com cinco raios duplos de desenho complexo e acabamento em preto e prata.

Por dentro, o BMW i4 M50 é quase idêntico ao Série 3/4. A exceção principal é o quadro de instrumentos, que adota uma tela retangular curva e deixa lado a lado o quadro de instrumentos de 12,3 polegadas e o sistema de infotainment de 14,9 polegadas.

O BMW i4 M50 é equipado com dois motores elétricos que, juntos, entregam 544 cv e 81 kgfm de torque e provém tração integral. Eles conseguem levar o carro de zero a 100 km/h em 3,9 segundos – mesmo tempo do BMW M4. Mas a velocidade máxima é menor: 225 km/h.

Com uma bateria de 81 kWh, o BMW i4 M50 tem autonomia de 510 km. A BMW diz que o sistema elétrico comporta recargas de até 200 kW – o que se traduzem uma recuperação de carga de 10% a 80% em 31 minutos na capacidade máxima em corrente contínua. Em corrente alternada, a bateria leva por volta de 8,5 horas para ser completamente carregada.

O BMW i4 M50 começará a ser vendido em novembro na Europa, custando € 69.900 (cerca de R$ 439.000 em conversão direta).

 

Toyota Supra ganha série especial A91-CF com peças de fibra de carbono

A Toyota revelou uma série especial interessantíssima para o Supra nos Estados Unidos: o A91-CF Edition. “CF” vem de carbon fiber, e isso já ajuda a entender o foco da atualização: itens de fibra de carbono espalhados por todo o carro. Estes incluem o novo splitter frontal, as saias laterais, os canards aerodinâmicos na dianteira e na traseira, e o spoiler do tipo ducktail – tudo de fibra de carbono exposta. A Toyota ainda diz que não são peças meramente decorativas, e que o conjunto realmente ajuda a aumentar o downforce produzido.

O carro será oferecido em três cores: branco “Absolute Zero”, amarelo “Nitro Yellow” e cinza “Phanton Matte Grey”, sempre com rodas de 19 polegadas com pintura preta e interior em couro e Alcantara com detalhes em vermelho.

Não há modificações mecânicas, porém: o Supra A91-CF continua usando o seis-em-linha turbo de três litros da BMW, com 387 cv e 50,8 kgfm de troque, ligado a um câmbio automático de oito marchas. É o bastante para ir de zero a 100 km/h em 3,9 segundos.

 

Dodge e Lego anunciam novos kits Mopar Speed Champions

Quer um Dodge Challenger clássico mas não tem bala na agulha? Sem problemas: a Dodge e a Lego anunciaram um novo kit da linha Speed Champions, que inclui não só o Dodge Challenger T/A 1990, mas também o dragster Top Fuel Mopar Dodge//SRT.

Com 627 peças, o conjunto inclui, na arte da caixa, imagens dos carros na vida real para comparar com as criações da LEGO. Os veículos usam o de chassi largo da linha Speed Champions, que permite mais detalhes com adesivos decorativos, e também inclui duas figuras com macacões da Dodge e capacetes de corrida.

O kit foi lançado ontem (1) e já está no site americano da Lego, custando US$ 50 – cerca de R$ 255 em conversão direta (junho de 2021). É possível importar, claro, mas vale aguardar notícias sobre o lançamento nacional.

Matérias relacionadas

PRF aplica 30 multas por hora por ultrapassagens irregulares, agente de trânsito é condenada a indenizar juiz parado em blitz, ESP obrigatório na Europa e mais!

Leonardo Contesini

O incrível Toyota Supra de 625 cv de Max Orido, piloto e apresentador de Hot Version

Dalmo Hernandes

O trailer de “Mad Max: Fury Road”, o fim de Car Town, os detalhes do futuro Toyota Supra e mais!

Leonardo Contesini