FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Quatro argolas, cinco cilindros e 230 cv: este Audi S6 está à venda no Brasil


Em 1994 a Audi resolveu mudar sua nomenclatura. Assim, naquele ano, o carro que desde 1968 se chamava Audi 100 se tornou o A6 — o segundo maior Audi na época, perdendo apenas para o A8. Sóbrio, elegante e imponente, o A6 tinha uma versão esportiva chamada S6 — com um cinco-cilindros turbo e visual que quase te faz se sentir como Jason Statham em “Carga Explosiva”. Se você curte este tipo de coisa, saiba que encontramos um belo exemplar à venda no Brasil!

Visualmente, o primeiro A6 é uma evolução bem discreta do Audi 100, tendo mantido a mesma carroceria e alterando faróis, lanternas e… não muito mais do que isto — a Audi é famosa por seu design que demora a envelhecer. Mecanicamente as alterações foram maiores, sendo que o A6 foi um dos primeiros modelos a receberem o motor 1.8 com cabeçote de 20 valvulas do grupo VW, e também o V6 de 2,8 litros e 30 válvulas. A maioria das versões, incluindo as movidas a diesel, tinha tração integral quattro permanente com diferencial Torsen — o que, naturalmente, incluía a versão de topo S6.

audis6 (2)

De apelo esportivo, o primeiro S6 — conhecido como Ur-S6, onde “Ur” vem de Ursprünglich, ou “original” em alemão — vinha com um cinco-cilindros de 2,2 litros que, turbinado, entregava 230 cv a 5.900 rpm e 33,2 mkgf de torque a baixos 1.950 rpm ao queimar gasolina de alta octanagem. A transmissão de série era manual de seis marchas, mas a caixa automática de quatro marchas era um opcional bem popular.

Se 230 cv não parecem muito para uma versão esportiva de um sedã grande como o A6, saiba que era o bastante para chegar aos 100 km/h em 6,7 segundos e aos 200 km/h em 18 segundos, com máxima de 235 km/h. A tração integral e o sistema de suspensão independente nas quatro rodas com barras estabilizadoras nas duas pontas garantiam a estabilidade em estradas sinuosas e o motor elástico garantia aceleração confortável em longas retas. É um carro para viajar — função que só seria melhor executada pela versão com motor V8 de 4,2 litros e 290 cv , disponível apenas na Europa.

audis6 (3)

O carro das fotos pertence a Marlus Pires, de Belo Horizonte, e está anunciado no Webmotors. Marlus conta que foi revendedor Audi em 1994 e que conheceu o primeiro dono do S6 naquele ano. Dezenove anos depois, em 2013, Marlus conseguiu encontrar o carro, que só havia trocado de mãos uma vez, e o comprou, tornando-se o terceiro dono. Marlus foi direto ao contar o motivo da compra: “é um carro raro e ótimo de usar”. De fato, entre 1994 e 1997 pouco mais de 3.200 unidades do sedã foram fabricadas.

audis6 (1)audis6 (7) audis6 (6)

O carro não é nenhuma garage queen com seus 109 mil km rodados, mas o dono garante que o S6 foi muito bem cuidado ao longo dos anos, com notas fiscais da maioria dos serviços de manutenção realizados. Marlus garante que o carro nunca sofreu nenhum acidente, mas possui alguns retoques na pintura para esconder marcas da idade, enquanto o interior está virtualmente impecável, com tudo funcionando a contento.

E quanto o dono quer por ele? R$ 29 mil, o que não é pouco dinheiro para um carro de exatos 20 anos de idade, mas que acreditamos se justificar pela raridade e pelo estado de conservação do carro, que parece mesmo muito bonito. Temos certeza de que fãs do grupo Volkswagen procurando um carro com mais requinte e visual muito estiloso (mesmo original o S6 impõe respeito) vão se interessar. O que você acha?

[via Webmotors / Sugestão do camarada Lipe Paíga ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora