A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Que tal um Volkswagen Passat GTS Pointer como seu novo project car? Este aqui está à venda

O Passat é um dos modelos mais icônicos que já foram vendidos pela VW no Brasil — além de ser o primeiro Volks com motor de arrefecimento líquido, seu bom espaço interno, a mecânica robusta e o desenho elegante o tornaram um dos favoritos dos entusiastas. Ainda mais se for um GTS Pointer como o que encontramos à venda, melhor ainda.

Não é muito fácil encontrar um bom Passat GTS Pointer à venda por um preço razoável. Lançado em 1984 — portanto, há 30 anos —, o Passat GTS Pointer foi a resposta da Volkswagen aos fãs do TS, a primeira versão esportiva do modelo no Brasil.

passat-gts-pointer (1)

Lançado em 1976, o Passat TS era equipado com um elástico motor 1.6 com carburador Solex de corpo duplo importado da Alemanha, que produzia 85 cv a 5.600 rpm e 12,6 mkgf de torque a 3.000 rpm. Acoplado a uma caixa manual de quatro marchas, levava o carro de 0 a 100 km/h em 14 segundos com máxima de 160 km/h — números obtidos dentro das condições de 40 anos atrás. O baixo peso (920 kg) e a suspensão bem acertada contribuíam para o bom comportamento dinâmico, e seu visual se tornou um clássico.

Contudo, em 1983 a Volkswagen decidiu que todas as versões do Passat deveriam ter motores de 1,6 litro, e não apenas as de topo. Ainda que fosse um pouco mais potente, com 88 cv, a medida não agradou aos fãs do esportivo TS, que agora se chamava GTS. Em meados do ano seguinte a VW decidiu redimir-se dando ao GTS o sobrenome Pointer e o motor 1.8 que equipava o Gol GT, que entregava 99 cv a 5.600 rpm e 14,9 mkgf de torque a 3.600 rpm — e, no Passat, recebia um comando de válvulas de graduação mais agressiva. O câmbio passou a ser de cinco marchas.

passat-gts-pointer (12)

 

Com a nova mecânica, o Passat GTS Pointer ia de zero a 100 km/h em 11 segundos e chegava aos 175 km/h. Além disso, o Passat GTS Pointer recebeu para-choques envolventes e interior totalmente remodelado, com aspecto bem mais moderno. Contudo, o peso da idade fez com que a VW o tirasse de linha quatro anos depois, diante da concorrência pesada de rivais mais modernos como o Chevrolet Monza.

O carro das fotos é um Passat GTS Pointer 1986 vermelho que está anunciado no site Bom Negócio. Segundo o anúncio, o carro foi comprado há um ano e meio e desde então já teve muita coisa restaurada, do motor à carroceria. Trata-se de um carro de uso diário e não de um exemplar impecável que fica em uma garagem climatizada e, por isto, sua mecânica é sempre mantida rigorosamente em ordem.

passat-gts-pointer (3)

O carburador foi recondicionado e o cabeçote refeito, as caixas de ar foram restauradas e a suspensão foi retrabalhada com molas novas, amortecedores Impacto pressurizados e barra anti-torção inferior. As rodas são as originais (as conhecidas como “Snowflake”) e também foram restauradas recentemente.

O carro também passou por uma revisão completa no sistema elétrico, realizada pelo próprio dono, e o interior está em boas condições (com ar-condicionado gelando e tudo), ainda que com alguns detalhes a serem resolvidos (um rasgo na lateral do banco do motorista, por exemplo). Também há pequenos detalhes de pintura a serem feitos, mas “nada grave” segundo a descrição do anúncio.

passat-gts-pointer (2)

O valor pedido por ele é de R$ 14 mil — nenhuma pechincha, mas o estado de conservação acima da média (o hodômetro marca apenas 55.000 km, muito bom para um carro desta idade). Para um carro com potencial tanto para daily driver quando para uma restauração ainda mais fiel, diríamos que é um bom preço. E fica ainda mais atraente se levarmos em conta o fato de que exemplares verdadeiramente impecáveis já foram vendidos por mais de R$ 100 mil (quem nos acompanha desde o finado Jalopnik Brasil vai lembrar desta história…)

Mas, diz aí: você encara este Passat GTS Pointer?

[ Bom Negócio ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Este Voyage quatro-portas”argentino” conservadíssimo está à venda

Dalmo Hernandes

À venda: um Omega GLS 2.2 perfeitamente conservado e original por um preço bacana

Dalmo Hernandes

Este Toyota Supra 1988 está à venda no Brasil!

Gustavo Henrique Ruffo