A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Sua chance de comprar não uma, mas duas Ferrari 308 pode ser esta

A impressão que a maioria das pessoas têm — especialmente aquelas que não manjam muito de carros — é que qualquer Ferrari é o carro mais rápido, exótico e caro que alguém pode comprar. Não é mentira (a LaFerrari é, sem dúvida, um dos carros mais rápidos do planeta), mas também não é 100% verdade, afinal nem toda Ferrari custa milhões e milhões. As duas 308 de hoje, por exemplo, custam pouco mais que um Camaro SS 0km — e são duas Ferrari clássicas e muito bem cuidadas. Você faria a troca?

São duas Ferrari 308: uma GTB 1978 e uma GTSi 1982 que encontramos anunciadas no Facebook da loja de clássicos Universo Marx.

ferrari-308-gtb-gtsi (36)

Lançada em 1975, a 308 foi uma das primeiras Ferrari de dois lugares com motor V8 em posição central-traseira — segmento cuja atual representante é a 458 Italia (que, por sua vez, será substituída em breve pela 488 GTB). Tratava-se, na época, de um modelo intermediário, oferecido em versões cupê (GTB) e targa (GTS), ficando acima da 208 GT4, que levava quatro pessoas e tinha um dos menores V8 já produzidos em série, com apenas dois litros de deslocamento e 170 cv.

ferrari-308-gtb-gtsi (10)

A 308 é uma berlinetta de dois lugares cujas primeiras unidades tinham carroceria de plástico reforçado com fibra de vidro sobre um chassi tubular e, como já dissemos, um motor V8 em posição central traseira. Mais tarde, a fibra deu lugar a painéis de aço e alumínio. Na versão europeia, o V8 de 2,9 litros, com comando duplo nos cabeçotes e alimentado por quatro carburadores Weber entregava 258 cv a 6.600 rpm, enquanto a versão americana, devido a equipamentos para restrição de emissões, entregava 243 cv às mesmas 6.600 rpm — o bastante para chegar aos 100 km/h em 6,5 segundos, com máxima de 256 km/h.

ferrari-308-gtb-gtsi (12)

É este o caso da 308 GTB 1978, que está no Brasil há cerca de seis anos e rodou por volta de 13 mil milhas, ou pouco mais de 20 mil km. O carro nunca rodou muito e, por isso, estava extremamente bem conservado e íntegro, mas passou por uma revitalização que incluiu pintura completa, troca do revestimento de couro do interior (bege, no padrão original importado da Itália) e uma revisão mecânica completa de mecânica, elétrica e suspensão — todos os itens essenciais, como velas, cabos, filtros, fluidos e amortecedores, foram substituídos por componentes originais novos.

ferrari-308-gtb-gtsi (11)

Sendo um carro de especificação americana, a 308 GTB tem pára-choques um pouco maiores (como exigidos por lei na época) e repetidores dos piscas nas laterais.

ferrari-308-gtb-gtsi (16)

De acordo com a loja, todo o processo de restauração foi documentado em um book fotográfico, e o carro acompanha os manuais do proprietário e a nota fiscal de compra nos EUA.

ferrari-308-gtb-gtsi (41)

A partir de 1980 a Ferrari adotou o sistema de injeção mecânica Bosch K-Jetronic, o que implicou na adição da letra “i” ao nome do carro. É o caso da 308 GTSi, fabricada em 1982. O sistema de injeção acabou reduzindo a potência do motor, que passou a 216 cv na versão de 16 válvulas. Em 1982 foram adotados cabeçotes de 32 válvulas, ou quatro válvulas por cilindro, e a potência voltou a crescer para cerca de 240 cv.

 

ferrari-308-gtb-gtsi (2)

É uma GTS (ainda sem o “i”) o carro que o bigodudo Tom Selleck dirige como protagonista do clássico seriado americano Magnum, P.I., que foi ao ar nos EUA entre 1980 e 1988 e trazia Selleck no papel de Thomas Sullivan Magnum, detevive particular que morava em uma bela casa na praia.

A 308 GTSi está no Brasil há cinco anos e rodou 15 mil milhas (pouco mais de 24 mil km). De acordo com a loja, ela passou exatamente pelo mesmo processo de revitalização da pintura, do interior (que usa couro preto no mesmo padrão de quando saiu de Maranello), da mecânica e do sistema de suspensão — a diferença é que ela não acompanha o manual e nem a nota fiscal de compra.

ferrari-308-gtb-gtsi (31)

Ambos os carros parecem muito bem conservados e aparentam ser muito bem cuidados. Apesar de estarem anunciadas juntas, porém, as duas 308 estão sendo vendidas separadamente — a 308 GTB, por R$ 255 mil e a GTSi, por R$ 265 mil. Se você quer uma Ferrari clássica, bem cuidada e com uma grelha no câmbio (a 308 nunca teve câmbio automático, apenas manual de cinco marchas), esta pode ser a sua chance.

Ah, e se a sua preocupação é com as peças, felizmente a maioria das oficinas especializadas faz a importação e a própria loja também tem um serviço de importação de componentes.

[ Facebook ]

 

Matérias relacionadas

Este Chevrolet Opala quatro-cilindros impecável à venda

Dalmo Hernandes

Sublime Green: este Plymouth Barracuda 1973 está à venda no Brasil!

Dalmo Hernandes

Direto dos EUA: esta GMC Sonoma norte-americana está à venda no Brasil

Dalmo Hernandes