A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos Carros Antigos Cinema Projetos Gringos

Um DeLorean com 300 km rodados? Isso sim é uma máquina do tempo!

Este DeLorean das fotos não precisa ser abastecido com plutônio, nem tem um reator de energia como o Mr. Fusion, que transforma lixo caseiro em combustível. Mas ele também é uma máquina do tempo capaz de te levar direto para 1982. E você nem precisa de ruas…

John DeLorean já havia trabalhado na General Motors, onde teve papel crucial para o desenvolvimento do Pontiac GTO, antes de sair em 1973 para fundar a DeLorean Motor Company. A companhia foi inaugurada em 1975 e o primeiro protótipo do DMC-12 ficou pronto em 1976.

0-delorean (14)

Depois de conseguir investidores como empresários e celebridades americanas, John DeLorean conseguiu incentivos financeiros do governo da Irlanda do Norte, e construiu uma fábrica em Dunmurry, região leste do país. O escritório da DeLorean continuava em Detroit, nos EUA. Depois de três anos de desenvolvimento, o início da produção do DMC-12 estava marcado para 1979, mas alguns problemas de orçamento e engenharia acabaram empurrando a data para 1981.

Originalmente, o DMC-12 teria um motor central-traseiro de 200 cv. Contudo, foi decidido que o motor PRV (Peugeot Renault Volvo) fornecido por contrato à DeLorean teria somente 150 cv. O câmbio podia ser manual de cinco marchas ou automático de três, e o lado de dentro podia ser cinza ou preto. O design anguloso em forma de cunha da carroceria de aço inox é simplesmente incrível, as portas “gaivota” dão um toque especial, mas o motor era considerado fraco e o acabamento era inferior ao dos concorrentes.

0-delorean (10)

Com os carros vendidos nos EUA, a situação era ainda pior: por causa das leis para emissão de poluentes, DeLorean americano tinha um catalisador instalado, o que reduzia em 20 cv a potência do V6 de 2,85 litros. Com 130 cv e suspensão mais macia (ao gosto dos americanos), o DMC-12 ficou ainda mais lento, e ainda era pior nas curvas do que o modelo europeu.

No fim de 1982, John DeLorean foi acusado pelo governo dos EUA de traficar cocaína. Esta foi só a gota d’água para o fim da DeLorean Motor Company, que nunca conseguiu sucesso financeiro e declarou falência no fim daquele ano. Entre janeiro de 1981 e dezembro de 1982, cerca de 9.200 DMC-12 foram produzidos. John DeLorean conseguiu provar que era inocente em 1984, mas sua reputação já estava arruinada.

O primeiro “De Volta para o Futuro” foi lançado em 1985, três anos depois que o DeLorean foi descontinuado. O filme colocou o carro em evidência novamente, e John DeLorean chegou a escrever uma carta aos produtores do filme agradecendo a eles por imortalizarem o carro no filme.

O carro das fotos é, talvez, o DeLorean original mais novo à venda atualmente. Segundo o anúncio no eBay, o exemplar fabricado em 1982 tem apenas 188 milhas registradas no hodômetro, o que dá pouco mais de 300 km. É praticamente zero-quilômetro.

0-delorean (12)

O lado de fora está impecável, sem marcas ou riscos, e o tratamento aplicado ao aço ainda é original. O dono diz que o carro ficou guardado em uma garagem sob os melhores cuidados, algo que também se reflete no interior: o couro cinza está em perfeito estado, bem como o carpete, revestimentos de porta, painel e volante. Todos os detalhes de acabamento estão intactos e todos os recursos funcionam. Tudo foi revisado e reinstalado, caso necessário — como os motores dos vidros elétricos.

O mesmo procedimento foi tomado para o conjunto mecânico — motor e transmissão (manual) são originais e tiveram os fluidos trocados e componentes danificados substituídos. O dono conta que entre os componentes trocados estão freios e embreagem — contudo, a troca foi por prevenção, visto que as peças não apresentavam sinais de defeito, porém eram velhas. O cofre do motor e o assoalho do carro também estão 100% originais, com todos os selos e lacres de fábrica.

Os pneus são originais Goodyear, e o vendedor diz que parecem novos. Contudo, recomenda que os pneus sejam trocados caso o novo dono queira dirigir o carro, visto que não é uma boa ideia rodar por aí com pneus que ficaram 32 anos parados.

0-delorean (1)

No mais, este é provavelmente o DeLorean mais bonito que já vimos. Só de olhar as fotos, já nos sentimos em 1982. Imagine, então, entrar no carro, tocar no acabamento, dar umas aceleradas no motor…. ele pode não ser exatamente rápido, mas certamente poucos carros são tão apelativos quanto um DeLorean.

Faltam ainda quatro dias para o fim do leilão, e o lance atual é de US$ 31.100 (cerca de R$ 69 mil). O preço de reserva não revelado ainda não foi atingido, mas os melhores exemplares costumam ser vendidos por cerca de US$ 50 mil. Não duvidamos que este seja arrematado por bem mais. Se você se interessou (lembre-se de que o carro já tem mais de 30 anos e pode ser trazido para o Brasil), o anúncio é este.

0-delorean (16)

[ Sugestão de post: Mário César Buzian ]

Matérias relacionadas

Tem um Escort RS1600 de rali da equipe de fábrica à venda… alguém aí nos empresta R$ 500 mil?

Dalmo Hernandes

Nostalgia JDM: viaje no tempo com estes vídeos de drift da revista Carboy

Dalmo Hernandes

Este Pontiac GTO “The Judge” 1969 passou os últimos 25 anos abandonado em um estábulo

Leonardo Contesini