FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Uma VW Quantum Sport rara e bem conservada à venda pode ser sua nova perua esportiva

Um dos modelos mais queridos da Volkswagen no Brasil foi, sem dúvida, o Santana. Lançado no começo da década de 1980, o sedã sempre vendeu bem ao longo das mais de duas décadas em que foi produzido, de 1984 a 2006. No começo de sua vida, ele fez fama como o primeiro VW “de luxo” disponível no Brasil (considerando que, antes dele, a VW só tinha modelos a ar e a família BX, que ainda era novidade). Nos últimos anos, era um sedã confiável e barato, sob medida para frotistas e nostálgicos em geral.

Ele também deu origem à perua Quantum, ainda que, na prática, ambos sejam versões rebatizadas da segunda geração do Passat na Europa (contamos esta história, em detalhes, neste post). A perua também vendeu bem, sendo produzida entre 1985 e 2002.

quantum-of-solace (16)

O fato é que, ao lembrar do Santana ou da Quantum, a imagem de um esportivo não é a primeira coisa que vem à mente: ambos são mais voltados ao conforto — ainda que isto não tenha impedido a Volks de lançar versões esportivas deles. E esta Quantum Sport 1990, nosso Achado meio Perdido de hoje, é um belo (e raro) exemplo.

quantum-of-solace (7)quantum-of-solace (5) quantum-of-solace (10)

Veja bem, não se encontra muitos Santana e Quantum Sport por aí — ou mesmo boas fotos na Internet. Sendo assim, encontrar um exemplar tão apresentável como este a um preço bacana é uma tarefa bem complicada.

A Quantum em questão pertence a Rodrigo Abreu e está em Gravataí, no Rio Grande do Sul. O proprietário afirma ter o carro há cinco anos, sendo que o dono anterior ficou com ele por dez anos. Rodrigo ainda diz que, neste tempo todo, a perua foi sempre muito bem cuidada.

quantum-of-solace

De fato, pelas fotos, não conseguimos encontrar detalhes dignos de nota. A pintura vermelho Daytona, que foi refeita recentemente e recebeu todos os adesivos originais, está muito bonita no carro todo. As rodas Snowflake são originais e foram restauradas. O interior, de acordo com o proprietário, é também original — incluindo volante, revestimento com detalhes vermelhos e todo o acabamento.

quantum-of-solace (1)

E tudo funciona perfeitamente, da direção hidráulica às luzes internas com temporizador — com exceção do sistema de ar-condicionado, que está desligado (porém em perfeita ordem, segundo o anúncio). Até mesmo o tampão sanfonado do porta-malas, item raro de se encontrar em peruas mais antigas, está presente.

O dono diz que, apesar da alta quilometragem, o motor AP 2.0 (que, originalmente, é movido a álcool) funciona perfeitamente, sem barulhos estranhos ou vazamentos. E foi revisado recentemente, com velas, cabos, filtros e fluidos, além da bomba de combustível, substituídos. As pastilhas de freio também são novas (TRW), bem como o cilindro-mestre.

quantum-of-solace (17)

Só há duas observações a fazer: a quilometragem declarada é alta, de 180 mil km, e há cerca de um ano o carro recebeu o demonizado kit para rodar com gás natural veicular, o famoso GNV. Muito se fala sobre o efeito negativo do combustível para a vida útil do motor. Rodrigo explica no anúncio do OLX, e reproduzimos o trecho aqui:

Esse kit foi instalado pois aqui no RS o álcool custa quase o mesmo valor por litro que a gasolina e, principalmente para não tirar a originalidade dela [da Quantum] optei pelo caminho mais caro, porém na minha visão o melhor, instalando um kit novo (R$ 2.800,00), ao invés de converter ela para gasolina.

Quem conhece sabe que os carros a álcool de 1990 são raros devido a crise desse combustível no final de 89, e este é raro por ter sido vendido zero a álcool aqui no RS, e mais raro ainda por nunca ter sido convertido para gasolina em toda a sua vida útil.

O fato é que a conversão para GNV é reversível, e devemos lembrar que, se tratando do famigerado motor AP, sabemos que não faltam peças e mão de obra para a remoção do kit e uma revisão completa dos componentes internos do quatro-cilindros.

quantum-of-solace (13)

Considerando a raridade do carro e o estado de conservação geral, a gente acredita que os R$ 15,8 mil pedidos (estuda-se trocas) são bem razoáveis. Se você se interessou, pode entrar em contato com Rodrigo pelo celular (51) 9970 4100.

[ OLX, via Traga o Guincho ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.