A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Viaje no tempo com esta Ferrari 308 GTS à venda no Brasil

Lembra quando os anos 1980 eram “20 anos atrás”? Pois é: agora são 40 anos atrás. A atual Ferrari V8 é a bela F8 Tributo, que tem um motor de 3,9 litros com dois turbos e nada menos que 720 cv. Aliás, lembra quando 700 cv em um carro de rua ainda eram algo meio absurdo?

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Há quatro décadas, porém, a própria ideia de uma Ferrari com motor V8 era novidade. E o modelo que ocupava este posto na linha da companhia era algo bem mais old school – a Ferrari 308 GTB/GTS, lançada em 1975. Pois é exatamente uma 308 GTS, a versão a céu aberto, nosso Achado meio Perdido de hoje, anunciado no GT40.

Se você sempre quis o carro de Tom Selleck em Magnum P.I., no qual o bigodudo interpretou o detetive Thomas Magnum ao volante da 308 GTS por oito temporadas entre 1980 e 1988, esta é sua chance. Além disso, ela certamente está bem mais em conta que uma F8 Tributo, que não deve sair por menos de R$ 2,5 milhões quando desembarcar no Brasil, em 2020. Ou mesmo que uma 458 Italia – a última Ferrari V8 naturalmente aspirada pode ser encontrada por R$ 1,2 milhão.

Verdade seja dita: a primeira Ferrari com motor V8 não foi a 308 GTB/GTS, e sim a 308 GT4, de 1973 – um cupê de quatro lugares com entre-eixos longo e desenho pouco usual, assinado por Marcello Gandini no estúdio Bertone. As linhas retas e o perfil de três volumes causaram estranhamento no público, mas o V8 de 2,9 litros e 258 cv montado atrás dos bancos traseiros era digno dos maiores elogios.

Ferrari 308 GT4

 

A 308 GTB/GTS, lançada dois anos depois, foi projetada por Leonardo Fioravanti, da Pininfarina, com dois lugares. E duas versões de carroceria: cupê (GTB) e targa, com a parte central do teto removível (GTS). Ela tinha uma silhueta mais tradicional, com proporções mais harmônicas, porém era claramente influenciada pela GT4 – e usava exatamente o mesmo motor. Os 258 cv vinham às 6.600 rpm, acompanhados de 29 kgfm de torque. Com o V8 acoplado a uma caixa manual de cinco marchas, era força o suficiente para levar a 308 GTB/GTS de zero a 100 km/h em sete segundos, com máxima superior a 250 km/h.

Entre 1975 e 1977, a Ferrari 308 tinha a carroceria fabricada pela Carrozzeria Scaglietti em fibra de vidro – depois disto, ela passou a ser feita de aço – e ficou 150 kg mais pesada, passando de 1.050 kg para 1.200 kg, aproximadamente.

O exemplar anunciado no GT40 é uma 308 GTS fabricada em 1978 – ou seja, no primeiro ano da carroceria de aço, e é praticamente idêntica à Ferrari do seriado norte-americano. A maior diferença, do lado de fora, é a falta da entrada de ar no capô, que só foi adotada em 1980, junto com um sistema de injeção mecânica Bosch K-Jetronic.

O modelo 1978 ainda era alimentado por carburadores – quatro Weber 40DCNF, de corpo duplo. Esta unidade em especial, porém, recebeu no lugar deles um sistema de injeção programável FuelTech. Este foi abrigado sob o plenum de admissão usado na 308 Quattrovalvole, com de ar filtro cônico. Vale observar que este é um exemplar norte-americano, originalmente equipado com catalisador para controlar emissões. O que, como consequência, reduziu a potência do motor para 240 cv.

De acordo com o anunciante, o carro foi restaurado por fora e por dentro, usando peças importadas da Itália. Foi aplicada uma nova pintura na tonalidade original, Rosso Corsa, e o interior teve o revestimento todo refeito usando couro caramelo Connolly – da mesma companhia britânica que fornece couro para a própria Ferrari.

Segundo o vendedor, a Ferrari tem cerca de 42.000 milhas (aproximadamente 67.000 km) marcadas no hodômetro. O carro passou por uma revisão completa, incluindo mecânica, elétrica, freios e suspensão; e também também recebeu amortecedores ajustáveis Koni, além de um sistema de escape com tubulação de alumínio. Já as rodas são as originais, de 16×8 polegadas, fabricadas pela Speedline. Elas calçam pneus novos.

 

Trata-se de uma Ferrari clássica, já quarentona, mas que parece em muito boa forma. É um carro que faz algumas concessões à total originalidade em nome de uma manutenção mais tranquila – e, possivelmente, um pequeno ganho de potência com a injeção. Certamente há quem goste da ideia e tenha condições de levá-la para a garagem.

Se este é seu caso, clique aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do vendedor.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Este Ford Fiesta tem um Duratec 2.0 16v de 174 cv debaixo do capô – e pode ser seu novo hot hatch

Dalmo Hernandes

Este Puma GT impecável é um dos primeiros com mecânica VW — e ele pode ser seu

Dalmo Hernandes

Isto é uma perua Audi S2 Avant de 400 cv – e ela pode ser sua!

Dalmo Hernandes