A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Você pode ser o novo dono deste raro Peugeot 206 com kit WRC que encontramos à venda!

Você deve lembrar que, aqui no FlatOut, fizemos uma série sobre os carros que venceram o WRC (World Rally Championship, o Campeonato Mundial de Rali) – todos eles, passando pelos clássicos dos anos 1970, pelos monstros da década de 1980 e pelos ícones dos anos 1990 até chegar aos dias atuais. E o Peugeot 206 WRC, que emplacou uma trinca de títulos entre 2000 e 2002, estava lá.

Na época, dissemos que era no mínimo interessante que um carro vendido como bonito e fashion antes de qualquer coisa tenha sido tão bom nos estágios de rali. De qualquer forma, o Peugeot 206 fez por merecer: em sua versão de rua, ele era leve, compacto e ágil como seu antecessor, o 205. E, nas competições, mostrou-se tão capaz quanto ele.

Quer dizer, o Peugeot 205 T16 estava mais para um protótipo com a cara do 205 e motor central-traseiro, com um quatro-cilindros de 1,8 litro com turbo e 550 cv (!). Com dois títulos (1985 e 1986) foi o maior vencedor do Grupo B do WRC, categoria que até hoje é considerada uma das mais insanas do automobilismo, com pouquíssimas restrições no regulamento no que dizia respeito à selvageria dos carros.

206-wrc (7)

Já com o 206, as coisas não eram tão doentias assim: quando ele estreou, em 1999, os carros do WRC eram mais tradicionais. O regulamento definia que os bólidos deveriam ser baseados em modelos de rua e que estes, por sua vez, deveriam ganhar versões especiais visualmente parecidas com os carros de competição.

O caso é que, entre as regras, estava uma que dizia que um carro do WRC deveria medir ao menos quatro metros de comprimento. O Peugeot 206 media 3,83 metros. Sem problemas: entre as diversas modificações para as pistas (veja os detalhes aqui), a fabricante instalou para-choques mais longos, que adicionavam pouco mais de 17 cm ao comprimento do carro e garantiam que ele fosse apto a correr.

pug-206-wrc (2)

O que nos traz à versão de rua, chamada de Peugeot 206 GT WRC e lançada em 1999 na Europa. Como ditavam as regras, o carro tinha as dimensões e características estéticas básicas do 206 WRC. O motor era o mesmo do Peugeot 206 GTI — um 2.0 16v de 140 cv acoplado a uma caixa manual de cinco marchas e capaz de levar o carro até os 100 km/h em 8,9 segundos, com máxima de 207 km/h.

E o que isto tem a ver com o Achado Meio Perdido de hoje? Simples: trata-se de um dos poucos carros brasileiros que receberam o kit WRC europeu, que em 2003 começou a ser oferecido nas concessionárias do nosso país. E ele custava caro: de acordo com postagens em fóruns na época, o valor do kit pronto para instalar custava, na época, algo entre R$ 6 mil e R$ 10 mil.

pug-206-wrc (5)

O carro em questão é um Peugeot 206 com motor 1.6 16v de 110 cv, equipado com o tal kit, que era exatamente igual ao usado na Europa. Ele incluía novos para-lamas dianteiros, os para-choques maiores, novos revestimentos nos bancos e outros detalhes no interior, além de um spoiler na tampa do porta-malas. O visual, ao mesmo tempo em que não é exatamente harmônico, é bem apreciado pelos fãs de carros franceses.

O atual proprietário, Ricardo Bossoni, é o primeiro dono do carro, tendo-o comprado novo em 2004. Segundo ele, trata-se de um dos quatro carros com kit WRC que existem no estado do Paraná e, no Brasil, é um dos que estão em melhor estado.

pug-206-wrc (3) pug-206-wrc (10) pug-206-wrc (9)pug-206-wrc (6)

O hodômetro marca 52 mil km — marca relativamente baixa para um carro fabricado há 11 anos mas, ao mesmo tempo, indicativa de que o carro não passou todo este tempo parado. E o estado de conservação, tanto na carroceria quanto no interior, evidencia que, de fato, o carro foi bem cuidado por Ricardo.

Não há marcas aparentes na carroceria ou nas peças de acabamento do lado de fora, como os próprios para-choques (que são feitos do mesmo plástico ABS, e não em fibra de vidro, como acontece com as recriações) ou as rodas de 16 polegadas calçadas com pneus Toyo de perfil 45. Por dentro, a mesma coisa: o couro dos bancos aparenta bom estado, assim como o volante e os demais elementos da cabine.

pug-206-wrc (4)

O dono também diz que a mecânica do carro está totalmente em ordem, com todos os serviços de manutenção realizados rigorosamente em dia e histórico e manutenção completo. Além disso, o interior conta com sistema de som Pioneer com caixa selada na traseira, ar-condicionado, airbag duplo dianteiro, volante com regulagem de altura, direção hidráulica e outros opcionais bem valorizados em compactos.

pug-206-wrc (11)

Mas quanto custa este Peugeot 206 WRC? Um valor até razoável, considerando não apenas sua raridade, mas também o estado de conservação e a lista de equipamentos: R$ 19.999 — R$ 20 mil, na prática. Se achou interessante, você poderá encontrar os dados para contato com o dono no link abaixo.

[ OLX ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Este belo Honda Civic coupe com motor B16 pode ser seu próximo carro, que tal?

Dalmo Hernandes

Este Chevrolet Opala Especial 1973 nunca foi restaurado e está à venda

Dalmo Hernandes

Este raro VW Rabbit conversível com placa preta está à venda!

Gustavo Henrique Ruffo