A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos

650 cv e 322 km/h: este é o novo Cadillac CTS-V 2016

A Cadillac divulgou nesta manhã (22) as primeiras imagens e detalhes do novo CTS-V 2016. A mais nova atualização do super-sedã americano é a resposta da Cadillac à dupla alemã BMW M5 e Mercedes-AMG E63, equipada com o motor V8 LT4 de 6,2 litros sobrealimentado por compressor mecânico.

2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-3 2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-4

Como bons americanos, a Cadillac não teve o menor pudor em exagerar na potência (o que é sempre bom, diga-se de passagem) e deu ao CTS-V 2016 nada menos que 648 cv e 86,9 mkgf. Com isso, o CTS-V se torna o Cadillac mais potente da história, e também supera de longe seus rivais europeus, mais comedidos — o M5 tem 560 cv, e o E63 AMG S 585 cv. Na verdade ele supera até mesmo o S65 AMG, que usa um V12 biturbo de 630 cv.

O responsável pela moderação dessa brutalidade toda é o câmbio automático de oito marchas com trocas no volante e uma programação chamada Performance Algorithm Shifter, a solução que a Cadillac encontrou para fazer seu automático com conversor de torque ser tão rápido quanto os câmbios de embreagem dupla dos rivais alemães.

2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-19

Além disso, para evitar que seus pneus evaporem em cinco minutos o CTS-V também usa um sistema de controle de largada, que catapulta a barca americana do zero aos 100 km/h em 3,7 segundos. Tempo de supercarro, não? Então segure essa: a velocidade máxima é de 322 km/h. Trezentos e vinte e dois quilômetros por hora em um Cadillac! Cara, que futuro é esse em que um Cadillac chega a 322 km/h?

A essa altura você já deve estar chamando esse cara de Corvette Sedan — e talvez essa seja realmente uma boa definição. Apesar de ser mais pesado e ter 10 cv a menos que o Vette, ele tem vários outros sistemas herdados do esportivo, caso do Magnetic Ride Control, que usa amortecedores magnetorreológicos e também equipa o Camaro ZL1, e do Performance Traction Management com quatro modos de condução — Tour, Sport, Snow e Track.

2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-1

Outro mimo emprestado da prateleira do Corvette foi o Performance Data Recorder, o datalogger que grava vídeos HD com sobreposição de dados fornecidos pela ECO para análise do desempenho do piloto (e do carro) em pista.

2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-12

Para contrariar toda essa capacidade de aceleração o CTS-V usa freios Brembo, com discos de 390 mm e pinças de seis pistões na dianteira e discos de 365 mm com pinças de quatro pistões atrás.

Quem espera que o CTS-V seja o típico carro americano, com menos refinamento que os europeus, pode ter uma surpresa. Segundo a Cadillac o CTS-V é 25% mais rígido à torção que o modelo base, e além da suspensão adaptativa, ele conta com rodas de 19 polegadas (com 9,5 polegadas de largura na frente e 10 polegadas atrás) calçadas por pneus Michelin Pilot Super Sport 265/35 na frente e 295/30 atrás para chegar a 1g de aceleração lateral — o Corvette chega a 1,2 g, com entre-eixos mais curto e menos peso.

2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-16

Por dentro o CTS-V é uma mistura da esportividade do visual e do seu V8 com o luxo que se espera da marca: couro e metal por todos os lados em três tipos de acabamento diferente — Jet Black, Jet Black com detalhes em Platina clara e Saffron (um certo amarelo, quase ocre) com detalhes em Jet Black. Os bancos são da Recaro e o painel digital de 12,3 polegadas é exclusivo da versão.

2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-17

2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-5 2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-6

Por último, mas não menos importante, é a prova de que a Cadillac deixou definitivamente de ser aquela marca meio careta americana: o CTS-V usa capô de fibra de carbono com um respiro do mesmo material, além de splitter frontal, difusor traseiro e duas saídas duplas de escape. Ousado? Quase nada: ele ainda pode ser equipado com um pacote opcional chamado Carbon Fiber, que inclui splitter, respiro no capô, para-choques e spoiler traseiro mais agressivos que os de série.

2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-18 2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-8

2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-22 2016-Cadillac-CTS-V-Sedan-9

O modelo será apresentado no começo de janeiro no Salão de Detroit, o primeiro evento que o FlatOut cobrirá em 2015.

Matérias relacionadas

Dissecamos todas as especifiações técnicas do Lamborghini Huracán

Dalmo Hernandes

Um Fiat 500 Abarth de 250 cv para incinerar o asfalto em track days

Dalmo Hernandes

Lamborghini Asterion: um touro híbrido de 910 cv é a resposta ao McLaren P1, LaFerrari e Porsche 918

Dalmo Hernandes