A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Audi R8 GT de mais de 1.800 cv é a mais nova loucura da Underground Racing

Conhecida por seus Lamborghini preparados ao extremo, a Underground Racing resolveu variar e usar um Audi R8 para ver o quanto de potência eles conseguiriam extrair gratuitamente do seu motor V10. E parece que, desta vez, eles se superaram.

O Audi R8, com seu visual de carro conceito que parece ter vindo do futuro mesmo sete anos depois do lançamento, é um monumento à precisão alemã, não é? Então por que não aproveitar todo esse potencial para fazer algo realmente extremo?

r8 v10 ur (3)

A receita da preparação da Underground Racing é consagrada: turbocompressores e gasolina de competição. Mais precisamente, dois turbos billet roletados, escapamento de aço inox, sistema de arrefecimento refeito, intercoolers e um belo tapa nos coletores de admissão e escape. No caso do R8, componentes da transmissão também foram substituídos por componentes de fabricação billet.

O módulo de controle do motor foi trocado por um sistema JRR Motec Plug & Play, e o peso da carroceria foi aliviado com peças em fibra de carbono.

r8 v10 ur

 

Alimentado com gasolina comum, o conjunto entrega 1.150 cv — nas rodas. Com combustível de competição, o número salta para mais de 1.800 cv — bem mais do que o dobro da potência original de 560 cv do Audi R8 V10.

O vídeo abaixo mostra o que acontece quando alguém resolve mexer com esta demonstração de ignorância em forma de automóvel — e eles não têm vergonha de fazer o motor berrar:

O kit será produzido em série limitada a apenas 333 unidades. Não sabemos se há alguma razão especial para este número, mas temos uma aposta: se fizerem mais destes, talvez o planeta terra não suporte tanta potência e a humanidade acabe extinta.

r8 v10 ur (2)

Matérias relacionadas

Acredite: isto é um Mazda Miata (e seu mais novo objeto de desejo)

Dalmo Hernandes

Jaguar XJ13, o rival para o Ford GT40 que jamais competiu – mas continua acelerando até hoje

Dalmo Hernandes

Fukushima, a cidade fantasma que se tornou um cemitério de carros radioativos

Dalmo Hernandes