A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Audi S6 Avant preparado à venda: que tal uma perua com cinco cilindros e 450 cv na sua garagem?

Nunca, nunca vamos nos cansar de peruas esportivas. Há algo em um carro prático e familiar com potência de esportivo que sempre vai nos pegar de jeito. E, entre as peruas esportivas, os modelos da Audi estão entre os mais tradicionais – desde a década de 1990 os alemães de Ingolstadt vêm investindo nelas. A Audi S6, nosso Achado meio Perdido de hoje, foi uma das primeiras.

Em 1994, o grandalhão Audi 100 foi reestilizado e rebatizado como A6, inaugurando a atual nomenclatura da Audi. A versão esportiva S6 veio a tiracolo, como sedã ou perua, a Avant.

15032294_1150056211742141_5861131495157690738_n

Antes de 1994, o Audi A6 se chamava Audi 100, e a versão esportiva era chamada de S4. Depois da mudança e da criação do A6 e do S6, a Audi lançou o A4, um carro menor, projetado sobre a plataforma do VW Passat, e voltou a utilizar o nome S4 para o modelo de alto desempenho. O fato de existirem dois Audi S4 – a versão esportiva do Audi 100 e a versão esportiva do A4 – causa um pouco de confusão, mas esperamos ter esclarecido as coisas.

O caso é que o Audi S6 estreou em 1994 com uma versão de 20 válvulas do motor cinco-cilindros de 2,2 litros cuja aplicação mais famosa foi no Audi Quattro, carro de rali que fez história no WRC durante a década de 1980. No S6, originalmente, eram 230 cv a 5.900 rpm e 33,2 mkgf de torque a 1.950 rpm. O câmbio era manual de seis marchas, e levava a força para as quatro rodas através do sistema de tração integral quattro.

15032678_1150056088408820_2351158680772023645_n

Ainda que 230 cv pareçam uma merreca hoje em dia, quando temos motores de quatro cilindros com turbo e mais de 300 cv, a S6 Avant fazia bonito: o 0-100 km/h era cumprido em 6,7 segundos, e a velocidade máxima era de 235 km/h, números excelentes para um carro de duas décadas atrás.

Acontece que o nosso Achado de hoje é um S6 preparado. Oferecido por Marcos “Tola” Soares, o carro está em São Paulo/SP e, para nós, é um típico sleeper. Fora as rodas pintadas de preto (de 17 polegadas, réplicas das rodas do Audi RS6, calçadas com pneus 245/50), o visual do carro é totalmente original, mas a potência praticamente dobrou: agora, são 450 cv!

15032877_1150056181742144_7285181035835339173_n

De acordo com Tola, a preparação do motor consiste em um turbocompressor Master Power, módulo de injeção reprogramado, novos injetores, coletor de escapamento do Audi RS2 e tubulação de 3”, pistões Iapel e bielas Ancona (ambos forjados).

Os freios receberam discos maiores e novas pinças e pastilhas, enquanto o câmbio manual de seis marchas teve as duas primeiras marchas retrabalhadas na Sapinho, e agora têm engrenagens forjadas. A suspensão tem molas e amortecedores Koni.

15036624_1150056495075446_1822827070328656351_n

Tola diz que o carro é usado frequentemente pelo dono, principalmente em viagens, e por isto apresenta algumas marcas na carroceria e no interior – nada que um bom trabalho de detailing, com higienização e polimento, não resolva. Por outro lado, a mecânica foi 100% revisada, não faltam itens de acabamento e todos os recursos do interior funcionam perfeitamente.

O anunciante também afirma que, com um turbocompressor maior e mais novo e um upgrade no sistema de injeção, é possível atingir os 550 cv tranquilamente, com o carro exatamente como está. Se quiser mais potência, Tola recomenda que se troque a embreagem original por uma multidisco.

 

15107374_1150056248408804_1803056529069351891_n

O valor pedido é de R$ 52 mil. Não é pouco para um carro desta idade, claro, mas estamos falando de uma perua esportiva rara, preparada e, de acordo com o anúncio, bem cuidada e tratada com carinho por seu dono. Tola diz que, apenas nas modificações, foram gastos mais de R$ 30 mil.

Se você se interessou, pode entrar em contato com o vendedor pelo celular (11) 9 8085-4330, com WhatsApp.


 

“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial, tampouco de uma reportagem aprofundada. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Hyperdrive: eu assisti à nova série de carros no Netflix e…

Leonardo Contesini

Feliz aniversário, Professeur: Alain Prost completa 60 anos!

Dalmo Hernandes

Tonga e Scamp: os Corsa aventureiros que nunca chegaram às ruas

Dalmo Hernandes