A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars #111

Chevette C20XE: a instalação do motor e a primeira partida do Project Cars #111

Olá, pessoal do FlatOut! Vamos ao 5º post que será um pouco longo e espero que apreciem, e literalmente vamos a instalação do C20XE no cofre do Chevette.

Como toda a parte de personalização no motor estava praticamente pronta, não me contive para iniciar a instalação do tão sonhado C20XE no cofre do meu Chevette e aqui darei todos os detalhes de como foi montado.

Foto 78

Como podem observar na foto do motor suspenso pela girafa, ainda se encontra no local o cárter de alumínio original do C20XE já que o objetivo seria monta-lo todo original de inicio, assim colocamos o motor no cofre apenas para colocar os periféricos no lugar e analisar o espaço e as modificações necessárias para acomodar o motor da melhor forma possível, os suportes de motor utilizados foram o da GM S-10 2.4 8V que ficou quase perfeito, precisou apenas de um pequeno alongamento no lado do passageiro e uma pequena inclinação do lado do motorista.

Nos testes para verificar se o motor estava devidamente  acomodado eis que aparece a surpresa, lembram do cárter de alumínio original do motor que comentei um pouco mais acima? Pois é, ele atrapalhou, o motor ficou literalmente encostado no agregado do Chevette e na caixa de direção e sem contar que o capô não fechava de forma alguma, então analisando o que poderia ser feito para baixar mais o motor optamos por colocar o cárter original do GM Monza que é de lata e um pouco menor  que o do C20XE, então amassamos um pouco o cárter e o motor desceu bem, mas ficou inclinado para o lado do motorista, então pensamos em um “coxim” base do motor, colocar um menor, então achei o da Mercedes (coxim do radiador da 1113/1313/1513/2013) que é um pouco menos da metade do Chevette e ficou perfeito o alinhamento do motor e a parte de trás dele ficou bem próxima da estrutura do Chevette mais deu certo.

Como este motor foi adquirido apenas a “bola” (cabeçote, bloco e cárter) os periféricos eu não tinha nada e como não é tão fácil encontrar peças para o C20XE fui testando o que poderia dar certo dos veículos nacionais, o alternador de 120 amperes do GM Vectra 2011 e seu regulador deu certo sem nenhum tipo de adaptação, cabos de vela foram os do C20XE mesmo, bobina usada foi a da S-10 2.4 8v Flex, mangote de água do radiador de baixo foi usado do VW Gol MI que serve perfeitamente, já o mangote de cima do radiador foi usado do GM Meriva 16v com uma pequena diminuída que é a parte com a fita adesiva, eletro ventilador usado foi o do GM Monza com ar-condicionado:

Como vou usar injeção programável (FuelTech FT 400) os sensores que adquiri foram os recomendados pelo manual da mesma, oito metros de mangueira de combustível que suporta até 10 bar de pressão, reservatório de água do motor do GM Vectra de três saídas.

Nesse meio tempo fizemos a instalação da FT 400 em toda sua parte elétrica junto com a Spark Pro 2 e começamos a instalação da flauta de combustível e os bicos e aparecem mais problemas, como os bicos originais do C20XE são maiores que os do Astra Flex, tivemos que refazer a base que segura a flauta e assim acomodar os bicos corretamente para evitar perca de pressão ou qualquer tipo de vazamento e so assim concluímos a linha de combustível.

Enquanto estava nesta parte de instalação elétrica e os detalhes para o funcionamento acabei adquirindo um jogo de rodas Zetta P847 aro 17 x 7,5 com furação 4×100 e Offset 40 e já fui correndo testar no Chevette para ver se tinha sido uma boa escolha e confesso que gostei muito do resultado:

Depois da luta com a elétrica da FT400 e todos os sensores conectados vamos a partida?

Foto 106

Abaixo o vídeo da 1º partida do C20XE no Chevette

Depois da primeira partida capa da correia dentada no lugar, um mapa de injeção para poder acelerar o Chevette e dar a primeira volta que ninguém é de ferro e mais um vídeo para vocês:

 

Foto 107

Depois de funcionar e criar um mapa simples, apenas para locomover o Chevette foi o momento de levá-lo para fazer os escapamento que foi totalmente artesanal com tubos de 2,5 polegadas de aço carbono, areia e o bom maçarico.

Lembram das rodas que adquiri? Ainda não tinha colocado as mesmas pois faltavam alguns detalhes as válvulas Flat da Eizi e os Lugnuts da SickSpeed, depois que chegaram corri para montar as rodas e ver o resultado.

No próximo post os problemas depois da montagem e o já começando os ups no C20XE, abraço a todos e até o próximo.

Por Joemil NeNe, Project Cars #111

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #111: descobrindo um motor C20XE para o Chevette

Leonardo Contesini

Chevette C20XE: hora de preparar o motor para a instalação no PC#111

Leonardo Contesini

Project Cars #111: a inspeção do C20XE que irá equipar o Chevette 1977

Leonardo Contesini