A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Chevrolet pode trazer a sigla SS de volta, novo Honda HR-V estreia em fevereiro, o futuro elétrico da Rolls-Royce e mais

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até três carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

 

Chevrolet pode trazer de volta a sigla SS com esportivos de verdade

Em meio à enxurrada de mudanças anunciadas neste início de ano, uma delas parece boa e até nos dá esperança: a Chevrolet, ao que parece, pretende trazer de volta a sigla SS à América do Sul – desta vez, com esportivos de verdade.

De acordo com o gerente de produtos da General Motors América do Sul, Agustín Mazzola, que conversou com o site argentino 16Valvulas, a fabricante considera a possibilidade de usar a clássica sigla SS com uma proposta esportiva mais séria que a linha RS – esta, mais voltada a adereços estéticos e equipamentos. Será mais ou menos como acontece com o Camaro RS e o Camaro SS nos EUA.

 

A ideia ainda está no campo das possibilidades, mas Mazzola acredita ser viável, caso o mercado queira. A princípio, porém, é mais provável a expansão da família RS para outros modelos, como o Tracker e o Equinox.

Já brincamos com a ideia de um Onix RS verdadeiramente esportivo no site e no podcast – uma versão do hatchback equipada com o recente motor 1.2 turbo de 133 cv já usado pelo Tracker, aliado a um câmbio manual de seis marchas e a um acerto mais firme na suspensão. Nem nos importaríamos se ele se chamasse Onix SS.

A Chevrolet já tem tudo na mão. Infelizmente, porém, preferimos não alimentar muitas esperanças.

 

Honda HR-V 2022 estreia em 18 de fevereiro

Enfim a Honda revelou a data de estreia para a nova geração do crossover HR-V – aquele que provavelmente é seu modelo mais importante no momento, globalmente falando, visto que aos poucos está tomando a posição do Civic na gama.

Tecnicamente, quem estreia em 18 de fevereiro é o Honda Vezel, nome do HR-V no Japão. A fabricante já colocou no ar um hotsite para o crossover, mostrando detalhes como a silhueta da traseira e o emblema da versão elétrica.

Conforme já noticiamos, a nova geração do HR-V será mais digna do posto de “sucessor não-oficial” do Civic e ficará maior e com design mais sofisticado. Assim, abaixo dele deverá ser lançado um crossover mais barato e com visual mais tradicional, supostamente batizado ZR-V.

No Brasil, o atual HR-V terá uma sobrevida – neste ano, a Honda concentrará sua atenção no novo City e na inédita variante hatchback.

 

Spyker entra com pedido de falência

A holandesa Spyker, fabricante de supercarros “alternativos” famosa por seus designs ousados e pela inspiração nos aviões, entrou com um pedido de falência na última semana por falta de fundos.

A notícia vem poucos meses depois de a Spyker anunciar, em agosto de 2020, que havia fechado um acordo com dois investidores russos: Boris Rotenberg, dono da equipe SMP Racing, e seu sócio Michail Pessis. Contudo, segundo Victor Muller, CEO da Spyker, o acordo acabou não sendo concretizado. Ele não revelou os detalhes, porém.

Apesar das más notícias, Muller diz que ainda não desistiu de manter a Spyker em pé. Em entrevista ao site holandês RTL News, ele afirma que ainda existem chances “muito altas” de a empresa encontrar alguém disposto a investir em seus supercarros. Aguardemos novidades.

 

Stéphane Peterhansel vence novamente o Rally Dakar

A edição 2021 do Rally Dakar acabou na última sexta-feira (15), e o vencedor foi, mais uma vez, Stéphane Peterhansel. O francês possui, agora, 14 vitórias no Dakar em seu currículo – seis com motos e oito com carros.

Sua última conquista foi ao volante do Mini JCW Buggy, compartilhado com o navegador Edouard Boulanger. É a sexta vitória da Mini no Dakar desde 2012, e a segunda em sequência com esta geração do Buggy.

O segundo colocado foi o também habitué Nasser Al-Attiyah, que neste ano participou da prova com a Toyota Gazoo Racing Hilux. O piloto do Qatar, porém, disse que não participará do Dakar no ano que vem caso não sejam adotadas regras para aproximar o desempenho dos buggies e dos carros 4×4 (como a sua picape).

Por outro lado, Carlos Sainz foi o terceiro colocado com um Mini JCW Buggy – ou seja, talvez a culpa não seja do veículo…

 

Rolls-Royce “Silent Shadow” pode ser o primeiro elétrico da marca

A Rolls-Royce já declarou no passado que não teria modelos híbridos em sua linha, passando da combustão interna pura direto para os elétricos.

A fabricante de carros ultra-luxuosos até agora se recusou a dar detalhes de seus planos de eletrificação mas, segundo os britânicos da Autocar, já existe um protótipo elétrico do Phantom usado apenas para desenvolvimento de powertrain. O carro definitivo, chamado internamente de “Silent Shadow”, póde ser apresentado em forma de conceito ainda em 2021.

A Rolls-Royce, porém, tem se mostrado uma das poucas fabricantes a acreditar que os carros elétricos ainda não estão totalmente prontos para tomar as ruas em caráter definitivo. Assim, o Silent Shadow deve levar ainda algum tempo para chegar a sua versão final. De acordo com a Autocar, é provável que o modelo inaugure uma nova família dentro do portfólio da Rolls-Royce, sem ligação direta com o Phantom, usando uma plataforma dedicada e motores elétricos compartilhados com a BMW.

 

 

 

Matérias relacionadas

Mais algumas cores marcantes dos automóveis brasileiros: anos 70, anos 90 e as sugestões dos leitores

Dalmo Hernandes

Road Trip BR: de Honda Civic Si pela Serra Fluminense

Leonardo Contesini

Em busca do Lada Niva perdido – Parte 1

Leonardo Contesini