FlatOut!
Image default
Zero a 300

Chevrolet pode trazer a sigla SS de volta, novo Honda HR-V estreia em fevereiro, o futuro elétrico da Rolls-Royce e mais


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, participação no nosso grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!). Exponha ou anuncie até sete carros no GT40 e ainda ganhe descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura básico. Acesse todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de poder expor ou anunciar até três carros no GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

 

Chevrolet pode trazer de volta a sigla SS com esportivos de verdade

Em meio à enxurrada de mudanças anunciadas neste início de ano, uma delas parece boa e até nos dá esperança: a Chevrolet, ao que parece, pretende trazer de volta a sigla SS à América do Sul – desta vez, com esportivos de verdade.

De acordo com o gerente de produtos da General Motors América do Sul, Agustín Mazzola, que conversou com o site argentino 16Valvulas, a fabricante considera a possibilidade de usar a clássica sigla SS com uma proposta esportiva mais séria que a linha RS – esta, mais voltada a adereços estéticos e equipamentos. Será mais ou menos como acontece com o Camaro RS e o Camaro SS nos EUA.

A ideia ainda está no campo das possibilidades, mas Mazzola acredita ser viável, caso o mercado queira. A princípio, porém, é mais provável a expansão da família RS para outros modelos, como o Tracker e o Equinox.

Já brincamos com a ideia de um Onix RS verdadeiramente esportivo no site e no podcast – uma versão do hatchback equipada com o recente motor 1.2 turbo de 133 cv já usado pelo Tracker, aliado a um câmbio manual de seis marchas e a um acerto mais firme na suspensão. Nem nos importaríamos se ele se chamasse Onix SS.

A Chevrolet já tem tudo na mão. Infelizmente, porém, preferimos não alimentar muitas esperanças.

 

Honda HR-V 2022 estreia em 18 de fevereiro

Enfim a Honda revelou a data de estreia para a nova geração do crossover HR-V – aquele que provavelmente é seu modelo mais importante no momento, globalmente falando, visto que aos poucos está tomando a posição do Civic na gama.

Tecnicamente, quem estreia em 18 de fevereiro é o Honda Vezel, nome do HR-V no Japão. A fabricante já colocou no ar um hotsite para o crossover, mostrando detalhes como a silhueta da traseira e o emblema da versão elétrica.

Conforme já noticiamos, a nova geração do HR-V será mais digna do posto de “sucessor não-oficial” do Civic e ficará maior e com design mais sofisticado. Assim, abaixo dele deverá ser lançado um crossover mais barato e com visual mais tradicional, supostamente batizado ZR-V.

No Brasil, o atual HR-V terá uma sobrevida – neste ano, a Honda concentrará sua atenção no novo City e na inédita variante hatchback.

 

Spyker entra com pedido de falência

A holandesa Spyker, fabricante de supercarros “alternativos” famosa por seus designs ousados e pela inspiração nos aviões, entrou com um pedido de falência na última semana por falta de fundos.

A notícia vem poucos meses depois de a Spyker anunciar, em agosto de 2020, que havia fechado um acordo com dois investidores russos: Boris Rotenberg, dono da equipe SMP Racing, e seu sócio Michail Pessis. Contudo, segundo Victor Muller, CEO da Spyker, o acordo acabou não sendo concretizado. Ele não revelou os detalhes, porém.

Apesar das más notícias, Muller diz que ainda não desistiu de manter a Spyker em pé. Em entrevista ao site holandês RTL News, ele afirma que ainda existem chances “muito altas” de a empresa encontrar alguém disposto a investir em seus supercarros. Aguardemos novidades.

 

Stéphane Peterhansel vence novamente o Rally Dakar

A edição 2021 do Rally Dakar acabou na última sexta-feira (15), e o vencedor foi, mais uma vez, Stéphane Peterhansel. O francês possui, agora, 14 vitórias no Dakar em seu currículo – seis com motos e oito com carros.

Sua última conquista foi ao volante do Mini JCW Buggy, compartilhado com o navegador Edouard Boulanger. É a sexta vitória da Mini no Dakar desde 2012, e a segunda em sequência com esta geração do Buggy.

O segundo colocado foi o também habitué Nasser Al-Attiyah, que neste ano participou da prova com a Toyota Gazoo Racing Hilux. O piloto do Qatar, porém, disse que não participará do Dakar no ano que vem caso não sejam adotadas regras para aproximar o desempenho dos buggies e dos carros 4×4 (como a sua picape).

Por outro lado, Carlos Sainz foi o terceiro colocado com um Mini JCW Buggy – ou seja, talvez a culpa não seja do veículo…

 

Rolls-Royce “Silent Shadow” pode ser o primeiro elétrico da marca

A Rolls-Royce já declarou no passado que não teria modelos híbridos em sua linha, passando da combustão interna pura direto para os elétricos.

A fabricante de carros ultra-luxuosos até agora se recusou a dar detalhes de seus planos de eletrificação mas, segundo os britânicos da Autocar, já existe um protótipo elétrico do Phantom usado apenas para desenvolvimento de powertrain. O carro definitivo, chamado internamente de “Silent Shadow”, póde ser apresentado em forma de conceito ainda em 2021.

A Rolls-Royce, porém, tem se mostrado uma das poucas fabricantes a acreditar que os carros elétricos ainda não estão totalmente prontos para tomar as ruas em caráter definitivo. Assim, o Silent Shadow deve levar ainda algum tempo para chegar a sua versão final. De acordo com a Autocar, é provável que o modelo inaugure uma nova família dentro do portfólio da Rolls-Royce, sem ligação direta com o Phantom, usando uma plataforma dedicada e motores elétricos compartilhados com a BMW.

 

 

 

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora