A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Chevrolet revela S10 de cabine simples, Renault Alaskan cancelada no Brasil, o GLB 250 Brabus e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Nova Chevrolet S10 de cabine simples é apresentada

A Chevrolet apresentou ontem (29) a nova S10 de cabine simples, devidamente reestilizada – no dia seguinte ao lançamento das versões de cabine dupla. Ela é oferecida em versão única por R$ 167.200, sempre equipada com motor 2.8 a diesel de 200 cv e 51 kgfm de torque, câmbio manual de seis marchas e tração 4×4. O conjunto mecânico é interessante até para quem não vai usar a picape para trabalhar.

O acabamento é mais simples por dentro e por fora, com rodas de aço de 16 polegadas, caçamba mais baixa e painel mais “vazio”.  Mas os equipamentos de série são até generosos, considerando a natureza da versão: seis airbags, ar-condicionado, controles eletrônicos de tração e estabilidade, hill holder, monitoramento de pressão dos pneus, vidros elétricos, travas elétricas, direção com assistência elétrica e rádio simples com MP3 e conexão Bluetooth.

A princípio não foram mencionados opcionais (ou seja, por ora nada de central multimídia ou faróis de neblina), mas em compensação a Chevrolet diz que a caminhonete tem garantia de três anos.

A nova S10 de cabine simples é vendida nas cores Azul Eclipse, Cinza Graphite, Cinza Topázio, Prata Switchblade, Preto Ouro Negro e Vermelho Edible Berries. (Dalmo Hernandes)

 

Picape Hummer ganha data de lançamento

Para quem esqueceu, a General Motors vai trazer o Hummer de volta – mas, em vez de um SUV gigantesco e beberrão, ele será uma picape elétrica com a marca GMC. E agora temos uma data de lançamento: entre setembro e novembro de 2021.

 

Além de marcar a data, a GMC também divulgou um teaser com a silhueta da picape. Não é muito diferente do que já esperávamos, exceto pela inclinação do vigia traseiro, surpreendentemente suave. Também foram divulgadas algumas fotos do processo de desenvolvimento, com o modelo de argila, o monobloco e as baterias que serão instaladas no assoalho.

Sendo um artigo de nicho, a GMC Hummer terá bem mais força que uma picape precisa: segundo a fagricante, serão mais de 1.000 cv, capazes de levar o veículo de zero a 100 km/h em três segundos. Não por acaso, parecem números feitos sob medida para brigar com a Tesla Cybertruck, a picape sci-fi de Elon Musk, que deverá começar a ser vendida mais ou menos na mesma época. (Dalmo Hernandes)

 

Renault Alaskan cancelada no Brasil

A cultura do cancelamento fez mais uma vítima: a Renault Alaskan. Brincadeiras à parte, é verdade – a Renault desistiu de vender sua picape média no Brasil.

A Renault Alaskan, que na verdade é uma Nissan Frontier rebatizada com nova dianteira, era esperada desde novembro de 2018, quando apareceu no Salão do Automóvel. Depois, unidades foram flagradas em testes pelas ruas brasileiras – e a própria Renault confirmou sua chegada no fim de 2019.

A Renault Alaskan é fabricada na Argentina (a primeira unidade saiu da fábrica há algumas semanas, na verdade). A fabricante diz que as unidades flagradas no Brasil estavam, na verdade, em testes para o mercado argentino – basicamente pela proximidade entre os dois países. Mas a Renault é categórica ao afirmar que “não há planos de lançamento da Alaskan no Brasil”.

Ou seja: quem estava querendo comprar uma picape japonesa fabricada na Argentina com um emblema francês na grade… vai continuar querendo. (Dalmo Hernandes)

 

Brabus apresenta pacote para o Mercedes GLB

Ainda não é um crossover de 7 lugares com 500 cv (estamos esperando ansiosamente pelo GLB45, Brabus), mas já é alguma coisa: a Brabus apresentou seu primeiro pacote de preparação para o novo GLB, o crossover do Mercedes Classe B. Como esperado, ele tem um conjunto estético-aerodinâmico agressivo, rodas enormes e, claro, mais potência.

Começando pelo lado de fora, ele tem um spoiler dianteiro em três partes — duas para as aletas laterais e uma central —, um novo spoiler traseiro, rodas de 18 a 20 polegadas, saídas de escape de aço inoxidável, molas esportivas que reduzem a altura de rodagem em 30 mm e um módulo de luzes de LED no teto, logo acima do para-brisa, para clarear melhor o caminho noturno.

Por dentro, o pacote é mais simplificado que nos modelos AMG, limitando-se às soleiras de inox, tapetes personalizados e a tradicional iluminação azul dos modelos Brabus. O lado interno que nos interessa de verdade, contudo, é o do cofre do motor. O 2.0 turbo, que originalmente desenvolve 224 cv e 35,6 kgfm, recebeu um novo controlador e agora produz 270 cv e 43,7 kgfm — um ganho expressivo de aproximadamente 20% que torna o GLB um carro de família (Leo Contesini)

Matérias relacionadas

Honda Prelude do Barata: os detalhes da preparação e do que será feito futuramente

Juliano Barata

Alonso crava 360 km/h de média em seu primeiro teste na Indy – veja como foi

Leonardo Contesini

Corvette terá motor central-traseiro em 2018, BMW irá lançar M140i e M240i, Homer Simpson vende Morgan para Jay Leno e mais!

Leonardo Contesini