A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos Projetos Gringos

Dodge Charger Pursuit é o carro que criminoso nenhum vai querer ver pelo retrovisor

O que você está vendo aí em cima é o novo pesadelo dos meliantes americanos. O Dodge Charger Pursuit 2015 é mais nova versão do Charger oferecido às forças policiais dos EUA, mas a Mopar caprichou e ele também daria um belo brinquedo para qualquer entusiasta —um brinquedo feito para ser utilizado com responsabilidade a serviço da lei, claro!

A nova viatura foi apresentada nesta semana pela Dodge e aproveita a recente reestilização do Charger, que ficou com visual mais moderno e condizente com a atual identidade da marca ao mesmo tempo em que ganhou uma cara mais agressiva. Há quem goste e quem não goste — nós somos do primeiro grupo, e devemos dizer que o pacote policial caiu muito bem à nova cara do Charger.

2015 Dodge Charger Pursuit

Assim como a anterior, a pintura preto-e-branco é uma referência aos Dodge e Plymouth de polícia do fim da década de 60, e encaixa-se perfeitamente ao perfil “garrafa de Coca-Cola” do Charger. Mas as alterações visuais são só o começo: a Mopar pegou o que havia de melhor na prateleira de combate ao crime para seus novos carros de polícia.

2015 Dodge Charger Pursuit

A começar pelos motores: os policiais poderão escolher entre o V6 Pentastar de 3,6 litros e o V8 Hemi de 5,7 litros. O primeiro entrega 296 cv e 35,9 mkgf de torque para as rodas traseiras, enquanto o modelo com motor V8 desenvolve 375 cv e 53,9 mkgf de torque — com tração integral. Em ambos os casos, o câmbio é automático com alavanca na coluna.

Segundo a Dodge, o V8 é capaz de levar o Charger Pursuit de 0 a 100 km/h em seis segundos, enquanto o V6 traz a vantagem da economia — abastecido com etanol E85, o Pentastar consegue rodar até 11 km com um litro de combustível.

2015 Dodge Charger Pursuit

O interior ficou mais funcional com algumas modificações discretas, porém importantes: o volante foi redesenhado e tem botões maiores e iluminados — alguns deles remapeáveis para operar equipamentos policiais aftermarket, os bancos têm desenho exclusivo, feito para que os policiais possam se acomodar confortavelmente mesmo com seus equipamentos na cintura, e o console central traz o sistema multimídia Uconnect 5.0, que tem uma tela sensível ao toque e também é o responsável pela conexão hands-free com celular e rádio.

2015 Dodge Charger Pursuit

Mas um carro de polícia também precisa ser ameaçador, e o Charger Pursuit faz isto muito bem graças à nova dianteira agressiva, às luzes atrás da grade (que a Dodge garante não interferirem no resfriamento do motor) e às rodas aço pretas de 18 polegadas. A Dodge diz que o carro tem “a postura confiante de um super-herói”, e até que faz sentido.

2015 Dodge Charger Pursuit

Outros equipamentos incluem freios maiores — 14,5” na dianteira e 13,8” na traseira —, suspensão reforçada com amortecedores regulávei e sistema elétrico com preparação para receber equipamentos de comunicação. Os opcionais também são bastante interessantes a quem ganha a vida combatendo ao crime: portas com blindagem nível III+, console de chão especial e placas de aço para os encostos dos bancos do motorista e do passageiro (ou seria “parceiro”?) — sabe como é, para o caso de um facínora capturado querer te esfaquear pelas costas. Proteção nunca é demais.

Death_proof_Charger

 

Agora, é curioso como um dos carros de polícia mais legais do mundo seja um Dodge Charger — o carro que, para Hollywood, sempre foi associado com bandidos: o Charger preto de Bullitt, o Charger preto de Death Proof e até mesmo o “Dojão americano” (outro Charger preto) de Vin Diesel no primeiro filme da saga Velozes e Furiosos. Um dos poucos casos em que um Charger aparece do lado da lei é o do remake de Vanishing Point feito em 1997.

It takes a Mopar to catch a Mopar“, diz o policial que tenta pegar Kowalski (Viggo Mortensen) em seu Challenger branco. Mas só tenta…

Duvidamos que vá acontecer o mesmo com o Charger Pursuit.

2015 Dodge Charger Pursuit

Matérias relacionadas

O Polestar 1 de Need for Speed Heat virou um projeto de verdade

Dalmo Hernandes

Adivinhe o que acontece quando você coloca o motor do BMW M3 girando 11.000 rpm em um “Chevette” ?

Dalmo Hernandes

V8, biturbo, 650 cv e tração integral: este é o Lamborghini Urus

Leonardo Contesini