A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos

Este é o Mazda RX-Vision, o conceito com motor rotativo e tração traseira que será o novo RX-7 (se tudo der certo)

Na noite de ontem mostramos os teasers do conceito que a Mazda prometeu levar ao Salão de Tóquio. A fabricante japonesa confirmou que o carro teria um motor rotativo Wankel e deixou bem claro que pretende transformá-lo em um carro de rua. Normalmente não damos tanto destaque assim a teasers, mas neste caso era especial. Afinal, são mais de dez anos esperando por um sucessor do RX-7 . Nós até aproveitamos para explicar por que estávamos comemorando — e vocês também fizeram isto.

A coletiva de imprensa da Mazda no Salão de Tóquio rolou na noite de ontem para nós — ou seja, na manhã de hoje para os japoneses. Junto com as imagens oficiais, a companhia também soltou os primeiros detalhes a respeito do conceito. Que não foram muitos, mas já respondem a algumas dúvidas que todo mundo tinha.

A apresentação do RX-Vision Concept em Tóquio

Primeiro, seu nome: o conceito se chama Mazda RX-Vision — nada muito criativo, mas e daí? O que importa é o carro. E, meus amigos, que belo carro.

mazda_rx-vision_concept_5 mazda_rx-vision_concept_6

Não conseguíamos ver quase nada nos teasers além do formato das lanternas e da silhueta geral. Tínhamos um bom pressentimento, contudo, e ele foi confirmado: o RX-Vision concept é um belo cupê de dois lugares com capô longo, traseira curta e linhas que seguem a linguagem de design atual da marca, chamada “KODO” — o que significa que ele tem formas sinuosas, vinco marcantes (porém sem exagero), faróis estreitos e grade com formato que lembra um sorriso maléfico.

mazda_rx-vision_concept_3

Gostamos de ver que, apesar de ser um carro conceito, o RX-Vision não parece precisar mudar muito para se transformar em um eventual carro de produção. E o tema se repete no interior, que é muito bonito em seu minimalismo: sem misturar vários tipos de acabamento ou apostar em formas futuristas, a cabine do RX-Vision Concept tem certa inspiração retrô ao apostar em um volante de três raios do tipo deep dish, cluster com três instrumentos circulares (e analógicos!) e bancos concha revestidos de couro vermelho.

mazda_rx-vision_concept_8mazda_rx-vision_concept_7

Não há telas, penduricalhos ou formas extravagantes. O console central só traz a alavanca de câmbio (que parece a de uma caixa manual, mas é automática — veja o pedal de freio largo), um seletor circular para os modos de direção, talvez, e o freio de estacionamento, que segue o formato tradicional. Atente para as tiras de couro à guisa de maçanetas internas nas portas, um detalhe que apreciamos de verdade.

Ok, mas o que tem debaixo do capô?

Como foi confirmado ainda ontem, trata-se de um motor rotativo de nova geração, que foi batizado como SkyActiv-R. No entanto, a companhia foi bastante egoísta com os detalhes. Não foram revelados deslocamento, potência ou mesmo o número de rotores. A Mazda limitou-se a dizer o seguinte:

Ainda que a produção em massa esteja atualmente em hiato, a Mazda jamais cessou o trabalho de pesquisa e desenvolvimento do motor rotativo. O próximo da linhagem se chama SkyActiv-R, e expressa a determinação da companhia ao enfrentar os desafios e desafiar convenções usando tecnologia de ponta.

Quando se fala em “enfrentar desafios e desafiar convenções”, a Mazda provavelmente se refere a um dos principais problemas do motor Wankel: o consumo de combustível. Por outro lado, a potência específica naturalmente alta joga a seu favor, bem como o fato de a Mazda ter deixado bem claro que o RX-Vision “representa um futuro que a Mazda espera poder transformar em realidade” em breve.

mazda_rx-vision_concept

Uma solução que vem sendo especulada seria a adoção de tecnologia híbrida, seguindo o mesmo provável caminho do novo Nissan GT-R. A adoção de um ou mais motores elétricos permitiria, por exemplo, permitiria que o Wankel só trabalhasse com toda sua capacidade quando fosse necessário, ou que um modo totalmente elétrico assumisse a responsabilidade de mover o carro em baixa velocidade.

mazda_rx-vision_concept_2

Claro, não é exatamente este futuro que os fãs dos motores rotativos, naturalmente beberrões e barulhentos, esperam ver daqui há alguns anos. No entanto, pode ser a única saída — ainda que a Mazda não tenha se pronunciado a respeito. No entanto, se o visual do carro for baseado no que vemos no conceito, já podemos ficar empolgados.

O que você achou do Mazda RX-Vision Concept?

Matérias relacionadas

Land Rover Discovery SVX: um off-roader extremo com motor V8 supercharged de 525 cv

Dalmo Hernandes

Lamborghini Huracán Performante: menos peso, mais potência e a caminho do Brasil

Dalmo Hernandes

Fiat Argo: o que já sabemos sobre versões, cores, motores, itens de série e opcionais do hatch

Leonardo Contesini