A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

Este Jaguar E-Type foi apreendido com documentação irregular em Santa Catarina

Normalmente vemos aqueles carros velhos, caindo aos pedaços, e logo pensamos “certeza que não tem documento” — e às vezes não tem mesmo. Agora, você esperaria ver um Jaguar E-Type, o carro mais bonito do mundo, impecável, sendo apreendido por estar com a documentação irregular? Pois foi exatamente isto o que aconteceu com este legítimo Jaaaaaag british racing green.

etype (6)

Segundo o Diário Catarinense, o carro foi apreendido hoje (30) pela Polícia Rodoviária Federal no km 53 da BR-470, por volta das 11h. Segundo o motorista do caminhão plataforma no qual o carro estava, o Jaguar é de Joinville, e estava em Blumenau para restaurar o estofamento interno.

A razão para a apreensão foi que o carro não tinha documentação nenhuma — nenhum registro, nada que comprovasse sua importação legal, e nem mesmo identificação do ano ou modelo exatos.

etype (1)

Trazer de fora um veículo com mais de 30 anos não é impossível, de forma alguma, mas requer pelo menos 90 dias de declarações, burocracia e dinheiro gasto e, junto com seu carro, você recebe um bolo de documentos que registram toda a transação. Segundo a PRF, a entrada de veículos importados ilegalmente via terrestre a partir de países como Uruguai, Argentina e Paraguai é relativamente comum, e este parecia ser mais um caso de irregularidade.

Como não há documentos, não temos como afirmar com certeza de que ano é este E-Type. Contudo, posição das luzes de direção e os para-choques nos leva a crer que se trata de um cupê da Série II, produzida entre 1968 e 1971. A produção do E-Type como um todo foi de 1961 a 1975. Os repetidores dos piscas nos para-lamas também dão a dica de que este carro veio dos EUA, e não da Europa.

etype (4) etype (3)

Em cima, o europeu. Embaixo, o americano. A diferença é sutil, mas existe

O dono do E-Type compareceu ao posto da PRF ao saber do ocorrido, porém não conseguiu provar a entrada legal do carro no País. Desta forma, o carro permanece apreendido e foi entregue à Receita Federal. Ao dono, resta tentar comprovar que o carro foi importado legalmente.

etype (2)

Quer saber como evitar que esse tipo de coisa aconteça com você quando for importar seu carro antigo? Leia o guia que o FlatOut preparou e boa sorte!

[ Fotos: PRF ]

Matérias relacionadas

Volkswagen Golf GTI deixará de ter versão duas portas

Leonardo Contesini

Justiça libera aplicação de multas por farol apagado em rodovias

Leonardo Contesini

Lamborghini Aventador S chega em janeiro – e poderá ter 770 cv

Leonardo Contesini