A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Cinema

Estes são os carros de “Velozes e Furiosos 8” que vão acelerar no gelo da Islândia

A esta altura não adianta mais tentar enganar ninguém. Você pode bradar aos quatro ventos no Facebook coisas como “essa franquia já deu o que tinha que dar” mas a verdade é que, na intimidade do seu lar, você até está curioso para saber como vai ser o Fast 8, o oitavo “Velozes e Furiosos” — cujo título brasileiro provavelmente será “Velozes e Furiosos 8”. Acredite, a gente também está passando por isso!

Aliás, a gente até estava animado. Naquele megapost que fizemos há alguns dias, com um apanhado de tudo o que havia sido revelado até então, falamos sobre uma afirmação interessante de Vin Diesel. O ator, que vive Dominic Toretto nos filmes da saga e sempre foi fortemente envolvido na produção, disse que a tendência para Fast 8 e os próximos filmes seria trazer de volta as corridas de rua — que, vamos ser honestos, foram a principal razão para assistirmos aos primeiros V&F.

fast-8-ice-cars (2)

Elas acabaram deixadas de lado a partir de “Velozes e Furiosos 4” (Fast & Furious, 2009), e o enredo passou a ser muito mais parecido com o de qualquer outro filme de ação, e os carros passaram a ser usados apenas como tempero. A partir daí, houve quem abandonasse a franquia por completo e quem curtisse a nova pegada, afeiçoando-se à grande “família” formada pelos personagens principais. Especialmente depois da morte de Paul Walker em novembro de 2013 e da emocionante cena final do ator em “Velozes e Furiosos 7”. Aliás, Vin Diesel disse que as corridas de rua voltariam justamente para atender a um desejo de Walker — que era um verdadeiro entusiasta, diga-se.

A verdade é que a gente já falou tudo isto algumas vezes — o que só mostra que a gente realmente estava empolgado com a ideia de ver corridas de rua em um “Velozes e Furiosos” novamente. E por que estamos batendo nesta tecla de novo? Porque as gravações estão acontecendo na Islândia, e os caras revelaram no Facebook os carros que serão usados por lá. E a gente já percebeu que eles não são exatamente carros de rua…

fast-8-ice-cars (7)

Quer dizer, Dominic Toretto, como de costume, usará um Dodge Charger modificado, com pára-lamas alargados, pintura fosca e, ao menos nesta imagem, um monte daqueles adesivos que imitam marcas de tiros que eram moda na década de 1990. Ele também tem saídas de escape nas janelas laterais traseiras — não dá para saber se são verdadeiras ou falsas, mas seria bem interessante se o Charger tivesse um motor V8 atrás dos bancos como o lendário Hemi Under Glass.

fast-8-ice-cars (4)

O carro de Roman Pearce, interpretado por Tyrese Gibson, é o que mais parece um carro “normal” — as aspas estão ali porque, bem, é um Lamborghini Murciélago com pneus de neve.

fast-8-ice-cars (6)

Letty (Michelle Rodriguez), a namorada de Dom, terá um Local Motors Rally Fighter. Você já deve saber do que se trata — uma mistura de supercarro com off roader movida por um motor V8 de Chevrolet Corvette com 435 cv. O carro, cuja suspensão tem curso de 50 cm, recebeu alguns acessórios estéticos e pneus mais garrudos, mas aparentemente não sofreu mais modificações.

fast-8-ice-cars (5)

As coisas começam a ficar realmente radicais com os carros de Tej Parker (Ludacris) e Luke Hobbs (Dwayne “The Rock” Johnson). O primeiro terá à sua disposição um Ripsaw EV2 com pintura verde militar. A gente já falou desta máquina aqui: o EV2 é como se fosse um mini-tanque de guerra equipado com um motor V8 a diesel Duramax, de 6,6 litros e 600 cv.

fast-8-ice-cars (3)

Já Hobbs pilotará algo que foi chamado pelos produtores de “Ice Ram” — aparentemente, uma Dodge Ram modificada com lagartas no lugar dos pneus e uma espécie de pá escavadeira que poderá muito bem ser usada para destruir outros carros. Apropriado para o ex-astro da WWE — que, como “Velozes e Furiosos”, é até divertida se você ignorasse o fato de nada daquilo ser plausível.

Tudo isto é um tanto decepcionante mas, para falar a verdade, não nos surpreende — “Velozes e Furiosos 8” não mudaria o direcionamento adotado pelo enredo dos últimos filmes logo de uma vez. Até porque a fórmula esta dando certo. De qualquer forma, apenas parte do filme se passará na Islândia, o que ainda nos dá um pouco de esperança de ver carros acelerando no asfalto como antigamente.

Ou talvez seja apenas a nostalgia que estamos sentindo pelo aniversário de 15 anos do primeiro filme

Matérias relacionadas

Não, Carros nunca foi só um filme para crianças

Dalmo Hernandes

Como Steve McQueen tornou a Triumph Bonneville uma lenda entre as motocicletas

Dalmo Hernandes

Este making of de “Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio” é um festival de nostalgia

Dalmo Hernandes