A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Vídeo

Explícita e gráfica: assim é a campanha de conscientização no trânsito deste carnaval

Nos primeiros dias do ano, publicamos um vídeo bastante dramático de uma campanha australiana de conscientização no trânsito, com imagens impressionantes de um acidente causado pelo excesso de confiança. Na ocasião salientamos a eficácia do uso de imagens explícitas e situações reais de acidentes, algo comprovado pela autoridade de trânsito daquele país, e concluímos dizendo que esse tipo de campanha faz falta por aqui.

Agora o governo brasileiro decidiu seguir a mesma fórmula em sua campanha de conscientização para o carnaval, um dos momentos mais críticos do ano, que geralmente envolve o consumo de bebidas alcoólicas e deslocamentos de carro. Em 2013, por exemplo, durante os quatro dias do feriadão de Carnaval foram mais de 150 mortes somente nas rodovias federais. Infelizmente, não há uma estatística global que aponta a soma dos acidentes fatais ocorridos dentro das cidades e em rodovias estaduais, mas basta abrir os sites regionais de notícias para ficar assustado com os números.

O vídeo da campanha deste ano ainda não tem a atmosfera ultra-dramática e densa dos australianos, mas exibe cenas bem explícitas de ferimentos, dor e morte, apesar do tom satírico do argumento, que usa as categorias de julgamento das escolas de samba para expor os riscos dos acidentes . Assista e veja o que você acha:

Não sabemos se isso será veiculado na televisão ou se é apenas uma tentativa de viralizar uma campanha como os já mencionados vídeos australianos. Será que vai funcionar? Ou o brasileiro (infelizmente) já está acostumado a ver sangue e mortes, nas ruas e na televisão a ponto de não se sensibilizar mais com esse tipo de material?

 

Matérias relacionadas

Por que os Ford RS Cosworth são tão incríveis?

Dalmo Hernandes

Este vídeo é a prova de que o Mercedes-Benz G63 AMG 6×6 topa quase todo terreno. Quase…

Dalmo Hernandes

Fail cars : quando o safety car atrapalha em vez de ajudar

Leonardo Contesini