A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ferrari 488 pode ganhar versão híbrida, Corvette de motor central-traseiro chega em 2019, Porsche Cayenne terá versão cupê e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Ferrari 488 pode ganhar versão híbrida com KERS

Esta 488 do vídeo acima, flagrada pelo YouTuber Marchettino nos arredores da fábrica da Ferrari, em Maranello, pode ser o próximo modelo híbrido da marca italiana. Em um primeiro momento o youtuber italiano pensou se tratar de uma mula de testes para a Ferrari dino, mas após ouvir um engenheiro dizer ao outro algo sobre o KERS e assistir o vídeo com mais calma durante a edição, ele acredita se tratar da versão Speciale da 488 GTB.

Ao longo do vídeo é possível ver novas tomadas de ar nas extremidades da dianteira e aberturas maiores na traseira — o que indica que pode haver um sistema de arrefecimento mais eficiente para um motor turbo ainda mais potente. Além disso, há um papel no painel com o código F142 M3 — F142M é o código interno da 488 GTB, então é quase certo que esta mula tem uma relação próxima com o modelo. Seria “modificazione 3”? Por último, apesar da (falta de) qualidade do áudio, é possível notar que o carro não ronca como um V6 biturbo que seria usado pela Dino, e sim é mais próximo do V8 turbo da 488 GTB.

Logicamente tudo isso são apenas especulações — pode ser até uma versão one-off como aquela 488 feita exclusivamente para um cliente bilionário. Mas a possibilidade de uma 488 com KERS é realista, afinal, é uma tecnologia desenvolvida na F1 e que a Ferrari vem trabalhando ao menos desde 2010, quando apresentou o conceito 512 HY-KERS, e também porque Sergio Marchionne já disse anteriormente que adotaria a eletrificação em seus modelos de alto desempenho.

 

Corvette de motor central-traseiro deve chegar em 2019

znr0DVtr

A essa altura de 2016 já vimos ao menos duas mulas de testes do Corvette de motor central-traseiro, mas até agora não havia nenhum detalhe do supercarro da Chevrolet. Quem está trazendo novidades é o site The Detroit News, que revelou que o modelo será lançado em 2019 e que ele está sendo chamado internamente de “Emperor”.

Além disso, o Detroit News também conversou com Bob Lutz por email. O executivo, que já está aposentado, disse que espera uma versão híbrida deste novo Corvette. Segundo Lutz, um sistema elétrico com autonomia entre 15 e 20 km precisa de uma bateria de apenas 5kWh de US$ 1.300, e seria suficiente para resultar em uma média de 21 km/l. Além disso, motores elétricos na dianteira permitiram que o carro tivesse tração integral.

 

Porsche Cayenne terá versão cupê

possible-porsche-cayenne-coupe-test-mule-spy-photo-1

Esse Porsche Panamera meio desajeitado e com suspensão elevada flagrado pelo pessoal do Motor 1 é o primeiro protótipo do futuro Cayenne Coupé, que será a resposta da Porsche aos “SUV cupê” como BMW X6 e Mercedes-Benz GLE Coupe.

possible-porsche-cayenne-coupe-test-mule-spy-photo

 

O modelo logicamente terá seu visual bem diferente deste Panamera remendado, enquanto os motores serão os mesmos do Panamera 2017: um V6 2.9 biturbo de 440 cv e um V8 de quatro litros com dois turbos e 550 cv. O Cayenne Coupé não deverá aparecer antes da segunda metade de 2017, quando chega a próxima geração do Cayenne.

 

Focus RS ganha preparação com 375 cv

Se você acha que, mesmo sendo mais potente que o Mustang Ecoboost, o Focus RS poderia ter ainda mais potência para ficar mais próximo dos hot hatches premium, aqui está a solução: o novo programa de preparação da Mountune.

O pacote tem dois estágios, o Phase 1 e o Phase 2. O primeiro inclui um novo filtro de ar, novos dutos e mangueiras de silicone, novas válvulas no sistema de compressão e remapeamento da ECU, e eleva a potência em 25 cv para chegar aos 375 cv e o torque em 4 mkgf, chegando a 51,9 mkgf. Com o aumento da potência, a aceleração até os 100 km/h leva 4,5 segundos. O upgrade leva apenas uma hora e meia para ser instalado nas autorizadas Ford parceiras da Mountune (o que significa que o carro mantém a garantia de fábrica). O segundo estágio, Phase 2, adiciona um novo diferencial Quaife, Pneus Michelin Sport Cup 2, e intercooler de liga leve, além das rodas de 19 polegadas da OZ.

 

Toyota deixa Etios menos feio e mais caro com versão Platinum

etios-platinum2_jR4Rtva

A Toyota lançou nesta semana a nova versão topo de linha do seu compacto Etios, que será diferenciada não apenas pelo pacote de equipamentos um pouco mais generoso, mas também por um novo visual mais contemporâneo. A má notícia é que a atualização estética será implementada apenas nesta versão mais cara.

toyota_etios_platinum_2017

Batizada Platinum, a nova versão topo de linha do Etios custará R$ 62.500 no modelo hatch e R$ 66.000 no modelo sedã. Por esse preço os compradores levam para a garagem o motor 1.5 de 107 cv e 14,7 mkgf combinado ao câmbio automático de quatro marchas, ar-condicionado, direção elétrica, bancos de couro, controle de velocidade de cruzeiro e volante com comandos de aúdio, sensor de ré e central multimídia com TV digital e câmera de ré. Apesar do Etios Platinum custar apenas R$ 3.050 a menos que um Corola GLi CVT 1.8, a Toyota espera vender 6.000 exemplares da versão por ano.

 

Ferrari FXX K poderá ter verão mais radical

Ferrari-FXX-K (3)

Há alguns dias falamos que a Ferrari já está trabalhando em seu próximo hipercarro, mas parece que ele não é o único projeto de hipercarro em andamento em Maranello. De acordo com o pessoal do Top Gear, a FXX K poderá ganhar nos próximos anos uma versão ainda mais radical.

O site entrevistou o diretor comercial da Ferrari, Enrico Galliera, que também é responsável pela série XX da marca. Ao ser questionado sobre uma eventual versão Evoluzione da FXXK, como suas antecessoras 599XX e FXX tiveram, Galliera admitiu que a Ferrari está estudando a possibilidade de produzir um modelo mais hardcore, mas ele só será lançado se a marca conseguir obter um desempenho significativamente superior ao da FXX K. De acordo com Galliera, com os últimos exemplares da FXX K estão sendo entregues, e com o início das atividades do programa em pista é que a equipe responsável começará a trabalhar nas possíveis melhorias.

Os britânicos aproveitaram para perguntar sobre os componentes que impedem que a FXX K seja homologada para uso em vias públicas. Segundo Galliera, os principais componentes são os apêndices aerodinâmicos, especialmente o splitter frontal e a asa traseira, que podem ser perigosos se usados fora das pistas. Além disso, os modelos do programa XX ficam sob os cuidados da Ferrari em Maranello, o que significa que você precisaria de autorização da marca para fazer as modificações, algo que a Ferrari não deverá permitir pois isso exige a adaptação do carro para algo que ele não foi projetado.

Matérias relacionadas

Chevrolet Equinox já está a venda no Brasil, Toyota apresenta sua nova divisão esportiva, Lamborghini Huracán terá versão Squadra Corse (?) e mais!

Leonardo Contesini

Nova geração do Porsche 911 terá apenas motores turbo e traseira mais elevada, os carros mais vendidos no Brasil em 2017, China bane produção de 553 modelos e mais!

Leonardo Contesini

Como o motor Peugeot-Renault-Volvo do DeLorean foi parar no Alfa Romeo 155 DTM?

Leonardo Contesini