A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ford Edge ST chega por R$ 300.000, Argo 1.8 perde câmbio manual, os detalhes do “mini-Nurburgring” da Toyota e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Ford começa a venda do Edge ST no Brasil

A chegada do Ford Edge ST ao Brasil não é nenhuma novidade. Nós conhecemos o modelo em novembro passado, durante o Salão do Automóvel. Na ocasião, ele já poderia ser encomendado mediante sinal de R$ 30.000, com saldo a ser pago a partir da entrega do carro, que começaria a ser trazido “no início de 2019”. Não sabemos se alguém chegou a comprar o modelo na pré-venda, mas a Ford já começou a trazê-lo do Canadá nesta semana pelos mesmos R$ 299.000 anunciados no Salão.

O Edge ST será a única versão do SUV oferecida no Brasil, e vem equipada com o motor V6 Ecoboost de 2,7 litros, 340 cv e 54,3 kgfm. A transmissão é automática de oito marchas, e distribui a força para as quatro rodas por demanda.

As pretensões esportivas do Edge ST levaram a Ford a dotá-lo com suspensão recalibrada, bancos esportivos revestidos com couro e camurça sintética, e com a marca ST bordada no encosto, e maior suporte para o corpo, além de um modo Sport que altera o peso da direção e o mapeamento do acelerador e câmbio. As rodas de 21 polegadas também são exclusivas e calçam pneus 265/40 nos quatro cantos.

 

Toyota divulga mais detalhes de seu “mini-Nürburgring”

O lendário circuito de Nürburgring Nordscheife não é só a Meca dos entusiastas – é também um dos campos de testes favoritos das fabricantes de automóveis, que podem por à prova diversos aspectos do carro graças à variedade de curvas, topografia e piso do Inferno Verde. Por esta razão, o aluguel é disputadíssimo.

Como noticiamos há algum tempo, a Toyota cansou de esperar na fila e decidiu construir seu próprio “mini-Nürburgring” no Japão – com 5,3 km de extensão e reproduções de algumas das melhores curvas de Nürburgring. Nesta semana, a fabricante anunciou que o primeiro trajeto já está pronto e começará a ser usado a partir de agora.

O ‘Ring em miniatura da Toyora faz parte de um grande complexo de testes, batizado Toyota Technical Center Shimoyama, na cidade de Toyota-shi, sudeste do Japão. O local ocupará uma área de 6,5 km² e contará com outros dez circuitos, projetados para simular diferentes cenários de condução.

A Toyota afirma que 70% da área do circuito preservam a vegetação nativa do terreno, que apresenta 75 metros de variação topográfica do ponto mais baixo ao ponto mais alto. Segundo a fabricante, o trecho recém-concluído é o Country Road Test Loop, que simula as condições de uma estrada sinuosa. Os próximos serão os circuitos “High-Speed” e “Specialized”, enquanto os demais serão concluídos até 2023. (DH)

 

VW Golf Mk8 tem problemas de software, mas deve ser lançado em fevereiro de 2020

Foto: Carbuyer

A esta altura, já sabemos muito a respeito do novo Golf Mk8 – os flagras mais recentes mostram o carro quase sem camuflagem, usando apenas alguns adesivos nos faróis, para-choques e lanternas. Mas ele ainda não está pronto para o mercado. De acordo com o site Automotive News Europe, a VW pretende apresentar o Golf Mk8 depois do Salão de Frankfurt, que acontece em setembro, e colocá-lo nas lojas apenas em fevereiro de 2020.

Foto: Carbuyer

O prazo é mais distante do que o plano inicial, e há uma boa razão para isto: a VW está quebrando a cabeça para resolver alguns problemas no software do hatchback. Segundo o diretor da Volkswagen na Europa, Juergen Stackmann, o Golf Mk8 pode se conectar à internet para receber atualizações automáticas, mas o sistema está apresentando alguns glitches e também é potencialmente vulnerável a ataques.

Stackmann diz que a Volkswagen jamais escondeu que a programação do software é um grande desafio para a fabricante, e diz que a equipe está fazendo um esforço redobrado para eliminar todos os bugs. (DH)

 

Mesmo com 11 anos o Dodge Challenger está vendendo mais que o Camaro

Lançado em 2008, o Dodge Challenger está completando 11 anos neste ano e, apesar de ser uma idade relativamente avançada para um esportivo, isso não está afetando seu desempenho de vendas. Pelo contrário: ele superou o Camaro no primeiro trimestre de 2019 nos EUA.

Segundo o jornal Detroit Free Press, a Dodge vendeu 13.431 unidades (4.477/mês) do Challenger nos EUA, enquanto a Chevrolet vendeu apenas 12.083 unidades do Camaro (4.027/mês). O Mustang foi o líder dos muscle cars, mas não ficou tão à frente do Dodge, com 16.971 unidades (5.657/mês).

Apesar de ser o menos vendido do trio, o Camaro teve uma melhora nas vendas após o facelift do ano passado. Em 2018, ao longo do ano o Camaro foi o menos vendido, com apenas 50.963 unidades, uma média de 4.296 unidades por mês, enquanto o Challenger chegou às 66.716 unidades (5.560/mês) e o Mustang teve 75.842 unidades (6.320/mês).

Embora não seja o líder, o Challenger foi o único modelo a se manter estável nas vendas anuais. O Camaro segue em queda desde 2014, o Mustang começou a cair em 2015, mas o Challenger se manteve na casa das 65.000 unidades anuais nos últimos quatro anos. (LC)

 

Fiat tira câmbio manual do Argo 1.8 e faz reajustes nos preços do hatch

O Argo Trekking não foi a única novidade na linha 2020 do hatch da Fiat, junto da versão aventureira veio um reajuste nos preços e na gama de modelos oferecidos. As versões Precision e HGT com motor 1.8 perderam a opção de cambio manual, agora só são disponíveis com o automático de 6 marchas.

O modelo 1.0 de entrada recebeu um aumento de R$ 500 no preço, partindo agora de R$ 48.990, o Drive 1.0 subiu em R$ 1.200, passando a custar R$ 52.690. As versões com motor mais potente tiveram o preço reduzido, o Drive 1.3 recebeu redução de R$ 2.900 e agora sai por R$ 53.690.

O Argo Precision 1.8 foi o que recebeu a maior redução: R$ 6.400, baixando o preço do carro para R$ 63.590. Mas a redução não veio de graça, o modelo perdeu a central multimídia, as rodas de liga leve de 15 polegadas e o sensor de estacionamento. O esportivado HGT recebeu redução de R$ 5.000, partindo de R$ 69.990. A Fiat busca colocar o Argo entre os cinco mais vendidos do país. (ER)

 

Volkswagen busca recorde em Nurburgring com o ID R

Depois de bater o recorde Pikes Peak a Volkswagen quer bater o recorde de Nurburgring com seu carro de corrida elétrico ID R. O carros já está sendo testado na pista alemã para se preparar para o recorde. O objetivo não é o tempo de  5:19,54 do Porsche 919 Hybrid EVO que é o recorde geral da pista, a VW quer desbancar o esportivo elétrico chinês NIO EP9 que tem o recorde dos carros elétricos com o tempo 6:45,90.

O ID R que vai correr em Nordschleife tem algumas atualizações em relação o que correu em Pikes Peak, o aerofólio é novo, o splitter foi redesenhado e o carro conta agora com DRS para diminuir o arrasto nas restas. O objetivo da Volkswagen é manter uma média de 180 km/h no circuito com picos de 269 km/h nas retas. (ER)

Matérias relacionadas

Um raro e bem cuidado Gol Copa 1982 é nosso Achado meio Perdido de hoje

Dalmo Hernandes

Renault Clio sai de linha depois de 18 anos, Toyota irá produzir hot hatch de 210 cv, Ford GT chegará aos 347 km/h e mais!

Leonardo Contesini

Audi R8 pode ganhar versão V6, Volvo V40 reestilizado com o “martelo de Thor”, o Fiesta de Ken Block à venda e mais!

Leonardo Contesini