A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Cinema

Ford Mustang de “Need For Speed” é vendido por R$ 300 mil

Need For Speed, apesar e dividir a crítica, foi sucesso de público — o que significa que muita gente viu o Mustang do protagonista, interpretado por Aaron Paul. Agora, ele foi leiloado pela Barrett-Jackson. O valor? US$ 300 mil.

No filme, o Mustang foi preparado por Carroll Shelby e é levado para que mecânico/piloto de rua Tobey Marshall (Aaron Paul) trabalhe nele — e o faça chegar aos 370 km/h. Modificado com um kit widebody e algumas entradas de ar extra, o carro faz jus ao termo “muscle car”.

No filme, ele também tem um V8 de 5,8 com compressor mecânico e 900 cv, acoplado a um câmbio manual de seis marchas — embora, na descrição do lote no site da Barrett-Jackson, o motor conste como um V8 de cinco litros (provavelmente idêntico ao do Mustang GT, com 426 cv). Além dos adereços estéticos, o carro recebeu um novo sistema de escape, suspensão reforçada, gaiola de proteção, novas barras estabilizadoras e rodas Forgiato de 22 polegadas. No geral, nada para reclamar (muito pelo contrário), apesar de não ter a potência dita no filme. Coisas de Hollywood.

Need for Speed Mustang Auction

De qualquer forma, o carro foi leiloado para a caridade durante o evento da Barrett-Jackson em Palm Beach, na Flórida. O leilão aconteceu no último fim de semana (18, 19 e 20), e o Mustang foi só um dos 509 carros leiloados durante os três dias.

Ele também está entre os sete carros que tiveram o valor de arremate revertido para instituições de caridade, arrecadando US$ 2,35 milhões (R$ 5,2 milhões, aproximadamente). Os R$ 300 mil pagos pelo Mustang vieram de um morador do estado de Ohio chamado Dave Flynn, e vão direto para o Hospital Henry Ford, em Detroit. Segundo Steve Ling, gerente de marketing da Ford nos EUA:

Todo mundo tem uma história com o Mustang, e o novo dono deste carro, que participou de um filme, agora tem uma particularmente especial. Levar para casa um carro de tão alto calibre neste momento — quando acabamos de comemorar os 50 anos do nascimento do primeiro pony car americano — é algo que merece ser lembrado. E ajudar uma causa tão importante faz a venda ainda mais memorável.

Apesar de ter seu novo dono ter pago por ele 13 vezes mais do que um Mustang GT original (oferecido atualmente por US$ 22.510, ou R$ 50 mil), certamente ele não está levando para casa um Mustang qualquer — e ainda o fez por uma causa nobre.

mustang-1 (3) mustang-1 (2)

mustang-1 (4)

Matérias relacionadas

Lendas do WRC: Datsun 240Z, o rei do Safari Rally na década de 70

Dalmo Hernandes

Tartan Prancer: a minivan da “Honda da Albânia” do novo “Férias Frustradas”

Leonardo Contesini

Dez carros de rua que usam motores desenvolvidos para corridas

Leonardo Contesini