A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

Gladiator com o V10 do Dodge Viper: isto sim é uma picape Jeep de respeito

A chegada do Jeep Gladiator, apresentado no Salão de Los Angeles no início do ano, satisfez um desejo antigo dos fãs da marca: uma picape do Wrangler, cuidadosamente projetada para manter o visual icônico e toda a capacidade off-road do utilitário. E a escolha do nome não foi fruto do acaso: a fabricante inspirou-se na picape do Jeep Wagoneer, que foi o primeiro veículo da marca a usar o nome Gladiator.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

 

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

O Jeep Wagoneer foi lançado em 1962 como um sucessor maior, mais espaçoso e melhor equipado ao Jeep Station Wagon (que conhecemos aqui no Brasil como Willys Rural), e acabou se tornando o primeiro veículo anunciado na história como “utilitário esportivo” – ou seja, ao menos em termos de nomenclatura, ele foi o primeiro SUV. Mas ele era um veículo bem old school, com chassi do tipo escada, bom curso de suspensão e construção mais que robusta. E a versão picape, que veio a tiracolo no mesmo ano, compartilha as mesmas características.

Não é por acaso que, especialmente nos EUA, existam diversos projetos para transformar a Gladiator de primeira geração em um off-roader ainda mais especializado – até porque, após décadas de evolução na indústria, as opções jamais foram tão numerosas. E um exemplo perfeito disto é este Jeep J10 1983: à primeira vista ele parece mais um entre centenas, ou mesmo milhares, de exemplares com suspensão elevada e pneus maiores que existem por aí.

Até você abrir o capô:

Sim, este é o motor V10 de 8,3 litros de um Dodge Viper 2004, confortavelmente acomodado no cofre de uma picape fabricada há 36 anos – que, claro, foi radicalmente modificada para lidar com muito mais força do que tinha originalmente.

Versão reestilizada do Wagoneer, o Jeep J10 vinha em com um seis-em-linha AMC de 4,2 litros e 114 cv, que podia ser acoplado a uma caixa manual de quatro marchas ou automática de três, com tração traseira ou 4×4. O dono desta picape, porém, decidiu que precisava de “um pouco” mais de força.

A ideia do americano Riley Hodson e seu pai, Derrick, era montar um projeto para off-road mais extremo, com pegada de Baja truck – ou seja, com mais potência, suspensão reforçada e pneus enormes. Inicialmente, o plano de Riley era preparar o motor seis-em-linha original, mas Derrick tinha uma ideia melhor: colocar o motor V10 do Dodge Viper em seu lugar.

Many of you have asked to hear a sound clip of the JRT10, so here you go! It’s really not that exciting, V10s don’t sound that great until they’re fully revved out. But, I want to give a huge shoutout to @voodooracinginnovations for the work they did tuning this beast! It runs better than ever, 65 hp peak gains, and nearly 100 hp gains at low rpm. Give them a follow! ———————————————————————#jeep #classicjeep #jeepsofinstagram #dana80 #j10 #gladiator #jeepster #commando #cj #cj10 #cj7 #cj8 #cj5 #cj3 #jeepwrangler #jeeppickup #custom #classictrucks #trucksofinstagram #classiccars #hodsonmotorsports #dodge #viper #v10 #vipertruck #jrt10

Posted by Hodson Motorsports on Friday, April 5, 2019

Quem descolou o motor V10 de 8,3 litros foi uma oficina chamada Cleveland Power and Performance. O motor do Viper de 2004, modelo ZB I, entrega 517 cv e 73,9 kgfm de torque originalmente, mas o pessoal da CPP instalou coletores de admissão feitos sob medida e um sistema de escape em inox com abafadores Magnaflux, o que deve ter rendido alguns cavalos-vapor extras. O motor veio acompanhado de toda a eletrônica usada no esportivo – o que fica evidente pelo quadro de instrumentos do Viper adaptado no painel.

O interior, aliás, também ganhou os bancos do Dodge Viper, com revestimento em couro, aquecedor e ajustes elétricos; um console central feito sob medida, também revestido em couro; e até um sistema de ar-condicionado.

Fora o motor e a parte elétrica, o restante do powertrain do Jeep J10 V10 foi todo feito sob medida – e quanto mais se conhece os detalhes, mais fica claro que os Hodson não estavam querendo apenas um brinquedo de trilhas. O negócio aqui é bem mais sério.

O chassi original do J10 recebeu um subchasi tubular triangulado na traseira para dar suporte ao eixo traseiro, vindo de uma picape Ford Super Duty, com suspensão four-link, enquanto o eixo dianteiro com diferencial Dana 60 emprega um arranjo com braços radiais e amortecedores do tipo coilover. Os dois eixos são extremamente robustos, e estão homologados para suportar até uma tonelada cada um.

O trabalho de conversão foi realizado por outra oficina, a Nefarious Customs, que fabricou todos os suportes necessários para o V10 do Viper e também para a transmissão automática de quatro marchas da Dodge, a 48RE.

Nem mesmo o visual da J10 V10 decepciona quem gosta dos clássicos. A dianteira do modelo de 1983 foi trocada pela frente dos primeiros exemplares, com quatro faróis redondos (que aqui têm lâmpadas de LED) e uma grade mais alta e centralizada.

A caçamba, onde ficam o estepe e os radiadores, remete às picapes americanas clássicas, com para-lamas bem destacados, e teve a tampa substituída por uma proteção tubular. Os para-choques foram feitos sob medidas com formas mais retilíneas e modernas – o dianteiro até tem uma barra de LEDs embutida – e todos os cromados deram lugar à tinta preta, responsável pelo contraste de clássico e moderno no visual geral.

Embora os Hodson não falem em números de aceleração – que, francamente, não importam tanto assim em uma picape restomod feita para acelerar sobre as dunas – apostamos que a J10 V10 é mais rápida que qualquer Gladiator original de fábrica. A picape do Wrangler usa o motor V6 Pentastar de 3,6 litros e 280 cv, suficientes para ir de zero a 100 km/h em sete segundos. E, por enquanto a Jeep descarta versões mais potentes, com motor V8.

Ou seja, por enquanto, o melhor é mesmo apelar para o do-it-yourself.

 

Matérias relacionadas

Esta é a melhor transformação de Grand Theft Auto em live action que você já viu

Dalmo Hernandes

Peugeot 205 T16: uma lenda do Grupo B para as ruas – que rodou só 11.000 km até hoje

Dalmo Hernandes

Este BMW Z4 com motor 2JZ-GTE de 572 cv é o novo Toyota Supra virado ao avesso

Dalmo Hernandes