A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Koenigsegg quebra recorde do Bugatti Chiron de zero a 400 km/h, Ford está desenvolvendo um Mustang Bullitt, Velozes e Furiosos 9 chega só em 2020 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Koenigsegg supera o recorde da Bugatti no teste de aceleração/frenagem de zero a 400 km/h a zero

Há mais ou menos um mês a Bugatti levou dois Chiron (um para acelerar e outro para filmar) à pista de testes da Volkswagen em Ehra-Lessien, na Alemanha. No circuito, com o piloto Juan Pablo Montoya ao volante, o Chiron acelerou do zero aos 400 km/h, e depois freou até a parada completa, em insanos 41,96 segundos, precisando de apenas 3.112 metros para isso.

Mas o recorde durou pouco: no último domingo Christian Von Koenigsegg, seus engenheiros e seu piloto de testes Niklas Jilja foram até o Vandel Airfield, na Dinamarca, com algumas ferramentas, computadores e o Koenigsegg Agera RS com o powertrain do One:1. O que eles fizeram no aeródromo? Destruíram o recorde do Chiron.

Em apenas 2.441 metros o Agera RS/One:1 foi do zero aos 400 km/h e freou até sua imobilidade em 36,44 segundos — 5,52 segundos e 671 metros a menos que o Chiron. A aceleração foi cumprida em 26,88 segundos, 5,72 s a menos que o Chiron, que precisou de 32,6 segundos. A frenagem de 400 km/h a zero foi feita em 9,56 segundos e 483 metros, enquanto o Chiron precisou de 9,36 segundos e 491 metros.

O One:1, vale lembrar, tem 1.360 cv e 102,5 mkgf de torque — 240 cv e 23,5 mkgf a menos que o Chiron.

 

Ford irá mesmo lançar um novo Mustang Bullitt

2018-ford-mustang-bullitt-window-sticker

Lembra quando, no começo deste ano, o ator Dwayne Johnson fez um comercial da Ford que “sem querer” mostrou um conceito que parecia ser um novo Ford Mustang Bullitt?

Caso você não lembre, falamos dele aqui, e o vídeo mostrava alguns esboços com um Mustang verde escuro, com rodas pretas, uma grade lisa, sem emblemas e uma tampa de combustível centralizada na traseira. Exatamente como todos os Mustang Bullitt.

Pois agora o pessoal do site Mustang6G descobriu que a Ford está mesmo desenvolvendo um Mustang Bullitt, que terá o sobrenome S550 e será baseado no modelo GT 2018. O site teve acesso a um daqueles adesivos de consumo que são colados no para-brisa dos carros novos e, segundo o adesivo, o Mustang Bullitt 2018 será oferecido em um tom de verde escuro chamado “Highland Green Metallic”, que por acaso lembra muito o nome “Dark Highland Green”, que batizava a cor verde do Bullitt original do filme de 1968.

O novo Bullitt terá o mesmo V8 Coyote do GT, que poderá ser combinado ao câmbio manual de seis marchas ou ao novo automático de 10 marchas, além da tradicional cobertura das janelas laterais traseiras, como o Bullitt original, e uma falsa tampa do tanque de combustível no painel traseiro. Este será o terceiro Mustang Bullitt lançado pela Ford. O primeiro ainda era baseado na quarta geração do modelo, e foi lançado em 2001. O outro foi lançado em 2008 e era baseado na primeira fase da quinta geração.

 

 

Velozes e Furiosos 9 chega somente em 2020

Depois de lançar um filme a cada dois anos a desde 2009, a franquia “Velozes e Furiosos” irá levar um pouco mais de tempo até lançar seu próximo filme, o nono dos dez previstos.

De acordo com a imagem publicada na conta oficial da franquia no Twitter, “Velozes e Furiosos 9” será lançado somente em 10 de abril de 2020, o que contraria a data anunciada por Vin Diesel em abril deste ano — segundo o ator/produtor, a estreia estava programada para 19 de abril de 2019 e “Velozes e Furiosos 10” em 2 de abril de 2021.

O adiamento do filme em um ano também deverá atrasar o lançamento do décimo filme, que dificilmente terá apenas um ano de intervalo em relação ao antecessor. Ainda não há nenhum detalhe sobre a trama, porém sabe-se que Vin Diesel, Tyrese Gibson e Chris Bridges (Ludacris) serão os protagonistas mais uma vez. A única incerteza é Michelle Rodriguez, que ameaçou deixar o filme se a trama “não mostrar algum amor às mulheres”, seja lá o que ela queira dizer com isso.

 

 

Toyota Century ganha nova geração — a terceira em 50 anos

2018-toyota-century-1

Mesmo que não seja oferecido fora do Japão, o Toyota Century se tornou um dos modelos mais icônicos da marca ao atravessar as últimas cinco décadas na posição de modelo de topo da linha. Mais impressionante é que, desde seu lançamento em 1967, o sedã/limousine teve apenas duas gerações. Uma produzida entre 1967 e 1997 e a segunda produzida desde 1997. Mas agora chegou a hora de trazer o carro para o século 21, e por isso a Toyota apresentou a terceira geração do Century, que será exibida ao público no Salão de Tóquio ao longo deste mês.

Como sua geração anterior, o sedã continuará restrito ao mercado japonês, e adotou um design evolutivo, com detalhes modernos, porém mantendo sua silhueta clássica — mais ou menos como os Rolls-Royce e o Porsche 911. O modelo também ficou maior, com 5,33 metros de comprimento, 1,93 metro de largura, 1,50 metro de altura e imensos 3,09 metros de entre-eixos.

Apesar do visual sóbrio e muito parecido com o do Century original, a nova geração é equipada exatamente com o que se espera de um carro feito para a década de 2020. A Toyota ainda não revelou todos os detalhes técnicos, mas já adiantou que o motor V12 foi substituído por um V8 auxiliado por um motor elétrico, porém sem entrar em detalhes sobre o layout. Também foi revelado que ele tem faróis integralmente de LEDs, suspensão ajustável, controle ativo de ruído e todos os sistemas de segurança ativa/semi-autônoma que vimos nos últimos anos.

Por dentro os bancos traseiros são individuais e ajustáveis, controlados por um painel LCD no descanso de braço central. Ele também controla o sistema de áudio (que tem 20 alto-falantes) e o sistema de ar-condicionado. Como praticamente todas as limos modernas, ele também tem uma mesinha retrátil e luzes de leitura, e os bancos são revestidos com materiais nobres como couro e lã.

 

Honda apresenta moto que se auto-equilibra

Honda-Riding-Assist-e-Concept-3

Quem também antecipou uma de suas novidades do Salão de Tóquio foi a Honda, mas desta vez o lançamento não é de quatro rodas, e sim duas: uma moto que se equilibra sozinha.

Honda-Riding-Assist-e-Concept-1

Batizada Riding Assist-e, a moto é capaz de ficar em pé em baixas velocidades independentemente dos movimentos do condutor. A moto também tem um motor elétrico e seu pequeno pacote de baterias fica instalado no lugar onde normalmente fica o cárter do motor a combustão.

Honda-Riding-Assist-e-Concept-4

Apesar de não ter divulgado detalhes mais aprofundados sobre a moto, o sistema de equilíbrio aparentemente é baseado em giroscópio, e tudo indica que este seja um dos primeiros conceitos da moto autônoma (ou semi-autônoma) que a Honda pretende lançar em um futuro não muito distante. No painel é possível ver que a moto tem um sensor de inclinação, que exibe o ângulo no qual a moto se encontra em tempo real.

 

Matérias relacionadas

Tudo o que você precisa saber sobre cilindros e pistões do motor

Rodrigo Passos

Miura SVR, 1 de 1: quando a Lamborghini fez um supercarro de pista original de fábrica

Dalmo Hernandes

Um Polo GT com motor 2.0, um Volvo 850 com 27.000 km rodados, um Puma VW acessível e mais no GT40

Dalmo Hernandes