A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Mercedes lança Classe C conversível, Honda mostra novo Civic Hatchback, Fiat apresenta Tipo hatch e perua e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Mercedes Classe C conversível é apresentado em Genebra

Mercedes-C-Class-Cabrio-18

A Mercedes finalmente revelou a versão conversível da sua Classe C. O modelo é o primeiro conversível das quase quatro décadas de história da Classe e, como já se esperava, parece uma versão em escala reduzida do Classe S — até mesmo a fabricação do teto de tecido é a mesma do irmão maior.

Mercedes-C-Class-Cabrio-4

O C Convertible é baseado no C Coupé — são os mesmos para-choques, laterais, faróis, grade e lanternas traseiras. A diferença fica unicamente pelo teto conversível que pode ter quatro cores diferentes — marrom, azul, vermelho ou preto — e abre ou fecha em menos de 20 segundos e a até 50 km/h.

 

O interior também é praticamente o mesmo do Cupê. A diferença aqui é que o conversível tem extensores automáticos do cinto de segurança (pois eles são posicionados na linha de cintura, já que não há coluna B) bancos refletores de calor com o sistema Airscarf (literalmente “cachecol de ar”) nos encostos de cabeça.

Mercedes-C-Class-Cabrio-20

O Classe C Convertible terá seis versões de motorização: 1.6 turbo com 156 cv no C180, 2.0 turbo com 184 cv no C200, 211 cv no C250 e 248 cv no C300, e um V6 biturbo de 333 cv no C400 e 367 no C43 AMG. Aparentemente, o conversível não terá o V8 4.0 biturbo de 510 cv do C63 AMG. Todos eles serão combinados com o novo câmbio 9G-Tronic de nove marchas.

 

Honda apresenta conceito do Civic hatchback

honda-civic-hatch-prototype-geneva-3

A Honda levou a genebra o novo Civic hatchback, porém ainda em forma de protótipo. Ele terá basicamente a mesma dianteira do sedã, porém com para-choques mais agressivos e será 3 cm mais largo, 2 cm mais baixo e 13 cm mais longo que o hatchback da atual geração, vendida unicamente na Europa e Japão.

A traseira do carro também mantém características dos irmãos de três volumes, como as lanternas em forma de “C”, mas ressalta a esportividade do visual mais truncado da traseira curta com dois spoilers traseiros (um no teto e outro na base do para-brisa traseiro) e para-choque com vincos e difusor bastante agressivos.

honda-civic-hatch-prototype-geneva-1

Segundo o líder do projeto, Daisuke Tsutamori, a Honda precisava criar “um visual arrebatador que desafiasse o estilo convencional dos compactos europeus ao mesmo tempo em que era necessário se manter fiel aos valores básicos do Civic”. O resultado é “um casamento de design esportivo, com versatilidade e praticidade”. Quanto aos motores, o Civic hatch terá duas opções turbo, 1.0 e 1.5, ambos com comando de válvulas VTEC.

honda-civic-hatch-prototype-geneva-2

Agora, se você tinha esperanças de que o Civic hatch fosse relançado no Brasil nesta décima geração, aqui vai uma notícia que elimina qualquer possibilidade de isso acontecer: embora seja um carro global, o Civic hatch será fabricado somente na Europa (provavelmente na fábrica britânica da Honda).

 

Audi Q2 é a novidade da marca em Genebra

AUDI-Q2-8

Depois de um caminhão de teasers que mostraram pouquíssimo sobre o novo modelo, a Audi finalmente revelou seu crossover compacto na Suíça. O Audi Q2 é o mais novo integrante da família Q e, segundo a marca, é “um veículo urbano para uso diário e recreação, unindo um design progressivo com um alto nível de funcionalidade”. Traduzindo: é um carro com espaço e recursos para ser o único carro da família e tem o visual da nova linguagem de design da Audi.

AUDI-Q2-A-31

O Q2 tem o porte dos crossovers compactos que estamos acostumados a ver por aí, como o Renegade, EcoSport, Duster e HR-V, porém é posicionado como um modelo premium, logicamente. Ele terá seis opções de motorização, que começam com um 1.0 TFSI de três cilindros (sim, aquele que habita o up! TSI) com 116 cv, passam por um 1.4 TFSI de 150 cv e um 2.0 TFSI de 190 cv. Também há três variações de motores diesel — duas 1.6 e uma 2.0.

Todos eles, tanto os modelos a gasolina quanto os movidos a diesel, usam um câmbio manual de seis marchas de série, e têm como opcional o automatizado de embreagem dupla S-Tronic de sete marchas. Todas as versões também têm apenas tração dianteira, mas o 2.0 TFSI e o 2.0 TDI podem ser equipados com o sistema quattro.

AUDI-Q2-A-22

Por dentro o painel foi inspirado pela filosofia de poucos botões dos novos Audi, e o quadro de instrumentos pode trocar os ponteiros e mostradores pelo sistema Virtual Cockpit — aquela tela de 12 polegadas completamente configurável que estreou no TT e está aos poucos se espalhando para o restante da linha. O sistema multimídia agora é o MMI com a tela tipo tablet no topo do painel, como no A1, e compatibilidade com Android Auto e Apple CarPlay.

AUDI-Q2-A-22

O novo Audi Q2 começará a ser vendido na metade deste ano, e as primeiras unidades serão entregues no terceiro trimestre.

 

Fiat Tipo ganha versões hatch e perua

fiat_tipo_5-door_3

Se você achava estranho chamar um sedã da Fiat de Tipo, aqui está a solução dos seus problemas. O modelo acaba de ganhar uma versão hatch, como o original dos anos 1980/1990 e também uma belíssima perua.

O modelo tem visual bastante sóbrio para os padrões italianos e é resumidamente um Tipo sedã sem o terceiro volume e com lanternas mais verticais. O perfil lateral, as portas e janelas são aparentemente iguais às do sedã até a coluna C. A perua, por sua vez, tem exatamente a mesma traseira do hatchback, porém tem as portas traseiras mais altas — o que melhora o acesso ao interior — e uma terceira janela lateral.

fiat_tipo_station_wagon_1

Os motores serão os mesmos do sedã: dois diesel Multijet II e dois motores a gasolina com potência entre 95 e 120 cv, câmbios de manuais de cinco ou seis marchas e automático também de seis marchas.

 

Estreia do novo Top Gear será adiada

topgear (1)

Adivinhem só: o novo Top Gear está com problemas na produção. Quem esperava ver o novo programa no próximo dia 8 de maio, terá que esperar mais duas semanas, até o dia 22 de maio. E em vez de oito programas a temporada terá apenas seis.

O motivo? As filmagens estão atrasadas “devido a uma série de fatores”, incluindo a dificuldade de Chris Evans falar enquanto dirige e aquela pequena indisposição estomacal que o DJ teve há algumas semanas de carona com Sabine Schmitz. Além disso, a demissão voluntária da produtora Lisa Clark também causou um certo “desarranjo” na produção, que parece estar com problemas ao lidar com um time de apresentadores tão grande.

Como somente seis episódios serão veiculados e o contrato de Chris Evans prevê 16 episódios ao longo de dois anos, a equipe terá que dar um jeito de gravar outros dez episódios mais adiante. O atraso nas gravações também esbarra em outro problema: a Olimpíada do Rio de Janeiro e o campeonato europeu de futebol, que começam em junho e certamente podem atrapalhar a audiência do novo programa.

 

Morgan apresenta seu primeiro veículo elétrico

EV3-Morgan-12

Lembra que há algumas semanas falamos que a Morgan começaria a fazer veículos elétricos? Pois aqui está o primeiro deles: o EV3. Embora ele pareça mais um carro com estilo extremamente retrô — como tudo o que a marca faz —, ele é bem mais tecnológico que muito moderninho por aí.

Apesar das influências citadas pela Morgan — os carros de corrida com motores aeronáuticos do passado, motos clássicas e autômatos dos anos 1950 —, o EV3 é o primeiro carro da marca a usar carroceria de fibra de carbono, que é aplicada na parte superior e nas laterais do carro. O restante é feito de alumínio, o que mantém o carro abaixo dos 500 kg, mesmo com o pacote de baterias de íons de lítio.

Por falar nelas, o conjunto fica envolvido no chassi tubular tipo space frame e tem capacidade de 20kWh, suficiente para fazer o motor elétrico de 46 kW (62 cv) rodar 240 km movendo a roda traseira. Apesar da potência relativamente baixa, o carro chega aos 100 km/h em pouco menos de 9 segundos e passa dos 145 km/h. Nada muito diferente do Three Wheeler movido a suco de dinossauro. Soa como um belo brinquedo, não?

EV3-Morgan-8

Matérias relacionadas

Toyota Century V12: é assim que os japoneses fazem (ou faziam) carros de alto luxo

Dalmo Hernandes

Os acessórios automotivos mais feios, toscos e desnecessários já feitos – parte 1

Dalmo Hernandes

ARES Panther: o “novo De Tomaso Pantera” feito sobre o Lamborghini Huracán já está rodando

Dalmo Hernandes