A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Nada de VTEC: este Honda S2000 tem o V10 de 8,3 litros e 516 cv do Dodge Viper!

Recentemente falamos aqui do Honda S2000, um dos pequenos grandes roadsters da nossa série. Ele é um carro legal porque é leve e potente na medida certa — graças a seu motor 2.0 de 240 cv capaz de girar acima de 9.000 rpm. Sendo assim, tirar o motor do S2000 e colocar outro em seu lugar seria um sacrilégio. Mas e se for um V10 de 8,3 litros vindo do Dodge Viper? Pois é, isso existe!

Na verdade, há algum tempo existem projetos que envolvem a troca de motores com o Honda S2000 — geralmente por um maior, mais potente e com o dobro de cilindros. Há toda uma cena dedicada aos S2000 com motor V8 porque, por incrível que pareça, há quem prefira um motor grande, barulhento e torcudo no lugar de um menor, mais eficiente e girador. Doido, né? (Sim, foi ironia. Ironia dupla, porque aqui a gente gosta dos dois do mesmo jeito!)

Existem vários S2000 com motores V8, que normalmente  é o small block Chevrolet 350, um motor barato e de adaptação relativamente simples. Há até um fórum que reune os entusiastas que realizaram esta conversão, o V8S2000.com.

Pois o carro da foto que abre este post, um dia, foi um destes S2000 com motor V8 — mais precisamente, um LS1 de Corvette. Fabricado em 2001, ele está  há mais de 10 anos com o dono — que diz estar vendendo-o por falta de espaço.

O carro começou a ser feito em meados de 2011, usando o motor e a transmissão de um Dodge Viper 2006 batido com apenas 22 mil km rodados. O módulo eletrônico de controle (ECU) e toda a fiação acompanharam — tudo para tornar um pouco menos complicada a adaptação. Tudo foi integrado sem problemas ao sistema elétrico do Honda — sem contar, claro, os ajustes finos de programação que precisaram ser feitos para que o motor trabalhasse da melhor forma possível em sua nova casa.

v10-s2000 (14)

Mas o que pegou de verdade foi fazê-lo caber: o motor é gigantesco — afinal, seu deslocamento é mais de quatro vezes maior — e vários cortes na parede corta-fogo foram necessários, bem como a fabricação de um novo túnel de transmissão, mais alto e largo a ponto de exigir que os pedais fossem ligeiramente deslocados cerca de 8 cm para a esquerda.

Foi, de longe, a coisa mais difícil que eu já fiz até agora“, conta o usuário Hboy7777, dono do carro, no tópico que criou em fevereiro de 2012 para apresentar seu projeto. O subchassi teve que ser deslocado e reforçado para aguentar o peso do novo motor — o original pesa menos de 150 kg, enquanto o motor 8.3 do Viper 2006 pesa 226 kg.

Meu objetivo com o carro é construir algo diferente. Claro que eu gostaria que o carro ainda tivesse transmitisse leveza e agilidade, mas sei que terei que sacrificar um pouco disso para fazer o conjunto mecânico caber.

v10-s2000 (8)

O V10 também é mais alto que o motor F20C do S2000, Para se manter a uma distância adequada do solo, o motor teve que ficar mais próximo do capô — a ponto de a peça original não permitir que o cofre fosse fechado. Um capô elevado com scoop foi feito sob medida com fibra de vidro mas, depois que o carro ficou pronto e o cofre teve todo o cabeamento escondido (o famoso wire tuck), o dono decidiu que o visual era bacana o bastante para que ele quisesse rodar sem capô. Concordamos com ele.

Para suportar os 516 cv a 5.600 rpm e 73,9 mkgf de torque a 4.200 rpm, não bastou usar a o câmbio manual de 6 marchas Tremec T56 original do Viper — todo o conjunto de diferencial traseiro precisou ser substituído por um mais resistente — no caso, o Inline Pro R200 Stage 5, que foi projetado para carros com até 675 cv nas rodas.  O sistema de arrefecimento também foi atualizado e tem duas ventoinhas de 12 polegadas cada, cuja velocidade pode ser controlada pelo motorista.

 

v10-s2000 (3)

Os freios originais foram substituídos por outros, para uso mais pesado, com discos perfurados e slotados da Prostop, pastilhas Hawk e linhas de aço inox da Goodridge. As rodas são réplicas de BBS de 19 polegadas, e a suspensão recebeu amortecedores ajustáveis do tipo coilover.

Embora a central de controle do motor do Viper tenha sido usada, ela foi totalmente integrada à caixa de fusíveis e aos mostradores originais do S2000 — o que significa que o interior foi mantido com o máximo de originalidade possível.

O mesmo não pode ser dito do lado de fora do carro, que ganhou um facelift para ficar com a cara do S2000 da segunda fase, a chamada AP2, lançada em 2003. As peças trocadas incluem para-choque, faróis e lanternas. O dono também providenciou uma capota rígida na mesma cor do carro, o que causa a agradável ilusão de que este carro é um cupê.

s2000 (1)

Mas, como dissemos, agora que o carro está pronto, o dono vai colocá-lo à venda pois já tem “outro projeto em mente”. O S2000 está anunciado no Craigslist, e o preço pedido é de US$ 27 mil (cerca de R$ 63 mil). Nos parece um preço bem atraente — em certamente, menor do que a quantia que deve ter sido investida no projeto.

Agora, parece que este cara não é o único…

Matérias relacionadas

O Jaguar transformado em Porsche que venceu as 24 Horas de Le Mans em 1996 e 1997

Dalmo Hernandes

Por dentro da Liberty Walk: uma visita à personalizadora de supercarros mais badalada do Japão

Leonardo Contesini

Canepa: a concessionária, oficina, equipe de corrida e preparadora que mais entende de Porsche no planeta

Dalmo Hernandes