FlatOut!
Image default
Zero a 300

COPO Camaro agora tem um V8 de 9,4 litros, Aston Martin Valkyrie conversível chega neste mês, Ram 3500 no Brasil em novembro e mais!


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Novo Chevrolet COPO Camaro é apresentado com V8 de 9,4 litros

Depois dos rumores sobre a substituição do Chevrolet Camaro por um sedã elétrico, algo cotado para ocorrer em 2024, parece que a GM quis mostrar que ainda ama os V8 clássicos – e ela o fez apresentando o novo COPO Camaro 2022.

O COPO Camaro anterior não era nenhuma florzinha delicada – ao contrário: o especial de arrancada Central Office Production Order já tinha um V8 427, de sete litros e 477 cv, como um dos motores disponíveis. E ele permanece, mas agora pode ser substituído por um verdadeiro mamute de 572 pol³ – nada menos que 9,4 litros. Se soubéssemos que ele o último COPO Camaro, ao menos seria uma despedida digna. Por sorte, a Chevrolet não falou nada sobre ele ser de fato o último.

As especificações do motor são dignas do deslocamento. Disponível como crate engine a qualquer um que esteja fazendo um project car, ele desenvolve 737 cv e 94 kgfm de torque com injeção eletrônica. Contudo, debaixo do capô do COPO Camaro, ele foi bastante estrangulado – passou a 436 cv para adequar-se a uma categoria específica da NHRA (a principal agência reguladora das provas de arrancada nos EUA). Nada que um coletor mais livre e alguns ajustes na ECU não resolvam…

 

Aston Martin Valkyrie conversível será revelado em Pebble Beach

A Aston Martin vai revelar uma versão conversível do hipercarro Valkyrie neste mês. O carro será mostrado durante o Concours d’Elegance Pebble Beach, na Califórnia – ocasião em que a marca vai comemorar os 70 anos do primeiro Aston vendido nos Estados Unidos. Apropriado, no mínimo.

O carro será revelado em um evento fechado no dia 12 de agosto, em uma casa noturna nos arredores de Pebble Beach. No dia seguinte, acontecerá a apresentação geral, para todo mundo ver.

O carro já teve uma imagem revelada a título de teaser, e ela não mostra muita coisa – apenas a forma como as portas abrem – elas são fixadas às colunas “A” e abrem para cima e para a frente. Isso dá margem para diferentes arranjos do teto: pode ser um targa, com apenas a parte superior removível, um conversível de verdade com capota de tecido ou rígida, ou mesmo um roadster permanente, sem qualquer tipo de proteção contra os elementos. A Aston Martin já vez isso recentemente com seu V12 Speedster, apresentado em abril como série limitada a 88 exemplares.

De um jeito ou de outro, o Valkyrie sem teto será um dos conversíveis mais velozes e potentes da história, com um V12 Cosworth de 6,5 litros mais um motor elétrico para chegar aos 1.176 cv.

 

Ram 3500 deve estrear no Brasil em novembro

Depois da Ram 1500 com motor V8, a picape 3500 deverá ser a próxima Ram no Brasil. O jornalista Jorge Moraes apurou que a gigantesca caminhonete será anunciada pela Stellantis no próximo dia 11 de agosto, com as entregas começando em novembro.

A Ram 3500 é equipada com um seis-em-linha Cummins turbodiesel de 6,7 litros com 375 cv e 148,6 kgfm de torque – o bastante para garantir capacidade de reboque de quase 17.000 kg.

O preço ainda é um mistério, mas considerando que tanto a Ram 1500 quanto a 2500 beiram os R$ 400.000, não é absurdo pensar que a Ram 3500 encoste no meio milhão de reais.

 

Land Rover Defender Trophy Edition tem toques retrô e V8 de 400 cv

Apesar da recepção fria ao novo Land Rover Defender no lançamento, aos poucos o jipe de luxo britânico vai conquistando popularidade. E uma versão especial com motor V8 de 405 cv feita em homenagem a uma das provas off-road mais icônicas do mundo tem tudo para ajudar.

No início do ano marca havia anunciado 25 exemplares do Defender clássico customizados em homenagem ao Camel Trophy, incluindo pintura amarela, acessórios off-road e o motor V8 de cinco litros da Jaguar Land Rover.

Agora, é a vez da nova geração, que recebeu basicamente o mesmo tratamento. Ou seja, além da pintura amarela, ele também ganha rack de teto, suspensão reforçada, protetores para o assoalho, escada escamoteável, compressor de ar (você não imagina o quanto um desses é útil na trilha) e tapetes de borracha. As rodas de 16 polegadas com pneus lameiros são de série, e há até mesmo um guincho dianteiro como opcional.

O motor é o mesmo usado pelo Defender clássico – o V8 de cinco litros e 405 cv, ligado a uma caixa automática ZF de oito marchas com tração integral e reduzida.

Serão feitos 220 exemplares do Defender Trophy Edition, todos para venda nos Estados Unidos. Quem comprar, além de um dos jipes mais bacanas à venda hoje em dia no mundo, também terá a oportunidade de participar de uma competição feita especialmente para os proprietários do veículo, com “uma série de desafios no asfalto e na terra” com “instrutores para dar aos participantes a oportunidade de aprender técnicas de direção extrema usando seus próprios veículos”.

 

Tesla terá de indenizar proprietários por reduzir capacidade das baterias

Uma das questões mais relevantes quanto aos carros modernos é a possibilidade de realizar atualizações remotas over-the-air, pela internet, sem qualquer alteração física no veículo. Com os carros elétricos, isto fica ainda mais evidente – vide o caso da Tesla, que em 2019 realizou uma atualização de software que reduziu em 10% a voltagem máxima de recarga das baterias do Tesla Model S – o que, além de tornar as recargas mais lentas, pode causar prejuízo à vida útil das mesmas e também reduzir a autonomia.

Os efeitos da atualização duraram três meses. Depois, uma nova atualização foi realizada, eliminando parcialmente o problema – mas alguns carros ainda ficaram com a voltagem da bateria reduzida em 7% por mais sete meses antes de uma correção definitiva ser colocada em prática.

Agora, o Tribunal Distrital de São Francisco (EUA) determinou que a Tesla pague US$ 1,5 milhão (cerca de R$ 7,8 milhões em conversão direta, agosto de 2021) a 1.743 proprietários do Model S como compensação pela redução na capacidade das baterias. Cada proprietário receberá US$ 625 (por volta de R$ 3,2 mil), totalizando US$ 1.089.375 em indenizações. O restante do valor será gasto em despesas legais.

 

Renault paralisa produção por falta de semicondutores

Mais uma fabricante anuncia a paralisação de suas linhas de produção no Brasil por falta de semicondutores – materiais usados na fabricação dos circuitos utilizados, por exemplo, no sistema de infotainment. Falamos da Renault, que dará férias coletivas aos funcionários na fábrica de Curitiba (PR).

O anúncio feito na última quinta-feira (29) detalha que os funcionários da unidade de veículos de passeio (CVP) da Renault em Curitiba não trabalharão entre os dias 2 e 6 de agosto. Já os trabalhadores responsáveis pela fabricação de utilitários ficarão parados entre os dias 2 e 11 de agosto.

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora