A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Novo Cruze Premier parte de R$ 122.800, proprietários da VW Amarok receberão R$ 10.000, os novos Audi RSQ3 e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Chevrolet Cruze 2020 começa a ser vendido por R$ 122.790

A Chevrolet apresentou ontem (25) o Chevrolet Cruze 2020, como sedã e hatchback. No caso do três-volumes, a fabricante optou por revelar apenas a versão de topo Premier, que substitui a LTZ e fica R$ 2.000 mais cara, custando R$ 122.790 – as demais deverão ser anunciadas nos próximos dias. Já o hatch foi mostrado na versão Sport6, que custa R$ 123.790.

As mudanças estéticas concentram-se na dianteira, inspirada no Chevrolet Malibu, com uma barra cromada dividindo a grade e para-choque redesenhado. Na traseira, as modificações se resumem ao reposicionamento dos elementos das lanternas traseiras.

Além da reestilização, o Cruze 2020 também ganhou a nova central multimídia MyLink da Chevrolet, com tela de 8 polegadas e wi-fi integrado; carregador de smartphone por indução; e frenagem automática de emergência.

O Cruze Premier vem de série com seis airbags, alarme, aviso de ponto cego e de mudança de faixa, controles eletrônicos de tração e estabilidade, hill holder, DRLs de LED, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, ar-condicionado automático digital, sensor de chuva e sensor crepuscular. O Cruze Sport6 vem com todos estes equipamentos, mais teto solar.

O conjunto mecânico continua o mesmo: motor 1.4 turbo de 153 cv a 5.200 rpm e 24,5 kgfm a 2.000 rpm, acoplado a uma caixa automática de seis marchas. (DH)

 

Novo carro de Gordon Murray pode disputar a nova classe de Le Mans

Esta sim é uma notícia surpreendente: o novo T.50 de Gordon Murray, o sucessor espiritual do McLaren F1, poderá competir na nova classe Hypercar do Mundial de Endurance (WEC) a partir da próxima temporada 2020/2021. De acordo com a revista Motor Sport Magazine, Murray está negociando com o Automobile Club de l’Ouest a homologação do supercarro.

Como a Gordon Murray Automotive pretende produzir 100 unidades do modelo, ele atende os requisitos do regulamento em relação à homologação, contudo, a negociação deve ter relação com a possibilidade de não haver 100 unidades prontas até o fim do prazo de inscrição, já que a produção começa em 2022.

O modelo, como já foi divulgado pelo próprio Murray, terá o mesmo layout de cabine do McLaren F1, com o piloto em posição central e dois lugares nas laterais, mais recuados. O motor também será um V12 aspirado, porém desta vez fornecido pela Cosworth. Ele terá 650 cv e 45,7 kgfm e limite de rotações em 12.100 rpm. O modelo vai ao encontro da filosofia de Murray, de manter o carro simples e leve — há alguns anos o projetista disse que o F1 poderia ultrapassar os 400 km/h facilmente com um câmbio moderno. De certa forma é o que ele está fazendo. (LC)

 

Mitsubishi L200 Triton Sport Outdoor é lançada por R$ 127.000

Outro lançamento nacional nesta semana foi a L200 Triton Sport Outdoor. A versão com estética diferenciada já é tradicional na picape da Mitsubishi, e desta vez vem com acabamento preto na grade dianteira, maçanetas externas, rodas de 16 polegadas e capas dos retrovisores. Há, ainda, molduras pretas nas caixas de roda, e adesivos que identificam a versão nas laterais e na tampa da caçamba.

Por dentro, a caminhonete vem com acabamento que imita fibra de carbono no console central, além de uma central multimídia com tela de sete polegadas e espelhamento de smartphone.

A mecânica continua a mesma, com motor turbodiesel de 2,4 litros, 190 cv e 43,9 kgfm de torque, aliado a um câmbio manual de seis marchas. A tração é 4×4 com reduzida.

A Mitsubishi oferece a L200 Triton Sport Outdoor nas cores branco, prata, cinza e preto, e ela já pode ser encontrada nas concessionárias da marca por R$ 126.990. (DH)

 

Audi RSQ3 é apresentado com motor cinco-cilindros de 400 cv

A nova geração do RSQ3, o crossover compacto nervosinho da Audi, também foi apresentada nesta semana. Com ele, a fabricante promete o desempenho e o comportamento dinâmico de um hot hatch, com a suspensão elevada e o porte de um utilitário esportivo. A partir do primeiro trimestre de 2020, os europeus poderão comprar o RSQ3 como SUV tradicional ou “SUV-cupê”, na forma do RSQ3 Sportback.

Ambas as versões continuam usando o motor cinco-cilindros de 2,5 litros. No entanto, ele ficou 18 kg mais leve graças ao uso de um cárter de alumínio, enquanto o virabrequim oco reduz o peso do motor em mais 1 kg. Ele entrega nada menos que 400 cv a 48,9 kgfm de torque, moderados por uma caixa de dupla embreagem e sete marchas que leva a força para as quatro rodas. Ambos são capazes de ir de zero a 100 km/h em 4,5 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h (ou, por um valor extra, 280 km/h).

Esteticamente, o RSQ3 destaca-se dos demais modelos da família pela borda da grade na cor da carroceria, pela tela preta na grade em si, e pelo emblema escurecido da Audi – além, claro, do design bem mais agressivo dos para-choques e pelo desenho exclusivo das rodas de 20 polegadas. O interior, obviamente, traz acabamento mais agressivo, com fibra de carbono exposta, volante de menor diâmetro e bancos esportivos de excelente apoio.

O carro tem duas cores exclusivas: verde “Kyalami Green” (o Sportback das fotos) e o conhecido cinza “Nardo Grey”. É possível optar por acabamento de alumínio escovado nos detalhes externos, em vez de preto. (DH)

 

Proprietários de Volkswagen Amarok relacionadas com o Dieselgate pode receber indenização de R$ 10.000

O escândalo do Dieselgate da Volkswagen rendeu o seu primeiro resultado no Brasil, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor e Trabalhador (ABRADECONT) entrou na fase de execução provisória na Ação Civil Pública movida contra o fabricante. A VW é obrigada a pagar cerca de R$ 10.000 de indenização para 17.000 proprietários da picape fabricada em 2011 e início de 2012 por causa da fraude nos testes de emissões de poluentes.

Por estar em execução provisória ainda há possibilidade da Vokswagen entrar com recurso, mas os consumidores que pedirem a indenização não sofrerão com mudanças futuras caso o fabricante recorra. Os consumidores podem entrar com o pedido de indenização pelo site da ABRADECONT através de um formulário. Os carros afetados são fabricados em 2011 com numeração de chassi de BA000257 até BA000338, fabricação também em 2011 com numeração de chassi B8000200 até BA082605 e de fabricação em 2012 com numeração de CA001950 a CA026145.

Essa ação foi a primeira no mundo proferida em um tribunal e foi tomada pela 9ª Câmara Cível do TJ/RJ. As unidades da Amarok afetadas foram identificadas com um software feito para fraudar os testes de emissões de NOx. Fora do Brasil ainda existem ações em andamento contra a Volkswagen. (ER)

 

Quarta geração do Honda Fit estreia em outubro

Foto: autoevolution

A Honda anunciou suas atrações para o Salão de Tóquio em outubro. Junto de lançamentos que serão exclusivos para o mercado japonês tem a estreia mundial da quarta geração do Fit. O Fit irá continuar com o arranjo atual de estilo monovolume e com o tanque de gasolina localizado em baixo do banco do motorista, mantendo os assentos modulares e o grande espaço interno.

O novo Fit deverá vir com um novo motor 1.0 turbo com por volta de 125 cv, ele também vira com um novo conjunto híbrido mais compacto compartilhado com o Honda Insight. O lançamento do Fit no exterior está previsto para 2020, no Brasil deverá chegar com um ano de atraso como nas gerações anteriores. Está previsto também uma versão aventureira do Fit para o exterior, que deve ser uma segunda geração do WR-V desenvolvido no Brasil. (ER)

 

Porsche terá “carro-fantasma” e sistema autônomo como “coaching” de pilotagem

A Porsche apresentou recentemente um conceito de “coaching virtual de pilotagem” baseado em tecnologias de realidade aumentada e direção autônoma. Batizado “Mark-Webber-Function”, o software projeta um carro fantasma e o traçado ideal no para-brisa por meio de um head-up display para te ensinar a trajetória e os pontos de frenagem e retomada de aceleração, exatamente como nos games de corrida.

Os dados foram coletados com carros e pilotos reais nos autódromos ao redor do mundo — daí o nome Mark Webber Function. Além do australiano, o sistema também tem o modo Walter Röhrl. Infelizmente ainda não há data para a estreia do sistema, mas a Porsche diz que ele será incluído no pacote digital da marca nos próximos anos. Considerando que o 992 acabou de ser lançado, é sensato aguardar o sistema para a segunda fase do modelo, que deverá chegar ao mercado em 2023. (LC)

Matérias relacionadas

A cidade que não ficou sem gasolina porque tem trens – e porque não temos mais ferrovias no Brasil

Leonardo Contesini

Hyundai estava por trás da queixa ao capacete de Rosberg, o ronco do novo Mercedes AMG GT, Moto GP pode voltar ao Brasil em 2015 e mais!

Leonardo Contesini

Nós assistimos à estreia da segunda temporada de The Grand Tour e… gostamos!

Leonardo Contesini